Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

domingo, 15 de dezembro de 2013

4

FISCALIZAÇÃO DO MT FLAGRA IRREGULARIDADES NO PORTO DE LAGUNA




O Grupo Especial Móvel de Fiscalização Portuária e Aquaviária, vinculada ao Ministério do Trabalho e Emprego, realizou operação no Terminal Pesqueiro de Laguna durante esta semana. A operação, através do Laudo Técnico / Termo de Inspeção nº 3512101395, fechou a Fábrica de Gelo, instalada dentro da área do Porto Organizado de Laguna.


Plataforma enferrujada com rachaduras e prancha solta e improvisada

 
Os auditores fiscais constataram que a fábrica se encontra em estado precário, com equipamentos e estruturas danificadas, configurando risco grave e iminente aos trabalhadores (como amputação traumática dos dedos e membros, intoxicação por amônia, risco de queda e outros) conforme determina a Norma Regulamentadora 12, do Ministério do trabalho e emprego (NR-12).


 Equipamento de refrigeração todo enferrujado
 
 
No Terminal também foram detectadas irregularidades com respeito à contratação de mão de obra, não fornecimento de Equipamento de Proteção Individual (EPI´s), ausência de prevenção de riscos ambientais e de treinamento dos trabalhadores, e outros. Foram lavrados 46 autos de infração contra a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), empresa administradora do Terminal. O Relatório Técnico será encaminhado ao Ministério Público para tomarem as devidas providências.

Durante a paralisação dos serviços, em decorrência da interdição, os empregados devem receber os salários como se estivessem em efetivo exercício. A CODESP tem dez dias para recorrer da suspenção da interdição, após adoção das medidas de proteção da segurança e saúde no trabalho, indicadas no Relatório Técnico.

Porto é administrado pela Codesp

O Governo, através do Decreto-Lei nº 525, de 08/04/69, autorizou a constituição da sociedade de economia mista, destinada à exploração dos serviços do porto para a pesca industrial. Com a extinção da PORTOBRÁS, a administração do Porto de Laguna foi vinculada a CODESP, através de convênio firmado em 19 de novembro de 1990. Em dezembro deste ano encerra o contrato da Companhia com o Governo federal para administrar o Terminal Pesqueiro de Laguna.

Fonte: Engeplus Telecom / MT/SC / Sintac-SC
Edição: Segurança Portuária Em Foco







4 comentários:

  1. JÁ PASSOU DA HORA DO PORTO DE LAGUNA SER ADMINISTRADO POR CATARINENSES, POIS NÃO DA MAIS PARA DEIXAR NA MÃO DA CODESP, QUE VEM À ANOS ERRANDO EM SUAS INDICAÇÕES POLITIQUEIRAS, E JOGANDO CADA VEZ MAIS O PORTO PARA O BURACO. DEIXE O PORTO DE LAGUNA PARA OS CATARINENSES E VÃO CUIDAR DO PORTO DE SANTOS.

    ResponderExcluir
  2. QUE SITUAÇÃO VERGONHOSA, QUE PERIGO PARA MUITAS VIDAS QUE LA TRABALHAM PARA TIRAR SEU SUSTENTO. É O NOSSO GUERREIRO LÚCIO DO SINTAC SEMPRE ESTEVE CERTO EM SUAS DENUNCIAS, TALVEZ POR ISSO, POR NÃO GOSTAR DE OUVIR A VERDADE A CODESP EXONEROU NOSSO GRANDE COMPANHEIRO. MAS NÃO DESISTA DA LUTA COMPANHEIRO SIGA EM FRENTE QUE O BEM SEMPRE VENCE O MAU.

    ResponderExcluir
  3. Sou Lagunense mas estou triste com este Porto e da maneira em
    ele vem sendo Administrado sera que neste partido do PT não tem
    ninguem serio os proximos indicados ainda serão do ex prefeito e
    sua ex primeira (dama) e a CODESP não dis nada aceita tudo é
    tudo cab ide de emprego para os cabos eleitorais com certeza pois
    teremos mais um ano eleitoral, policia federal neles.

    ResponderExcluir
  4. OS PORTUÁRIOS DE SANTOS E OS DE STA CATARINA NÃO QUEREM MAIS A CODESP
    NA GESTÃO DO PORTO DE LAGUNA,É TÃO FÁCIL RESOLVER ESTA SITUAÇÃO É SO
    DEIXAR A GESTÃO DO PORTO DE LAGUNA COM OS CATARINENSES.
    E A CODESP CUIDE DO PORTO DOS PAULISTAS.
    AI FICA TUDO BEM,MAS PARECE QUE QUANDO O OSSO NÃO É TÃO RUIM QUANTO
    A CODESP DIZ.

    LUCIO
    SINTAC.

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES