SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

FIQUE EM CASA!

A Guarda Portuária está trabalhando nos portos brasileiros para garantir a seguranças nas nossas fronteiras marítimas. ...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 30 de junho de 2020

0

RECEITA FEDERAL INTERCEPTA 557 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS



Droga estava oculta em carga de café em sacas que iria para o Porto de Antuérpia, na Bélgica.
Na tarde de ontem (29), a Receita Federal do Brasil (RFB) localizou 557 kg de cocaína acondicionada em sacas de café, no Porto de Santos, litoral de São Paulo. Ninguém foi preso.
A carga tinha como destino final o Porto de Antuérpia, na Bélgica, e foi selecionada para conferência através de critérios objetivos de análise de risco, incluindo a inspeção não intrusiva por escâner.
Posteriormente houve a indicação positiva para presença de drogas pelo cão de faro da RFB, aumentando as suspeitas. O contêiner foi aberto e a carga inspecionada, sendo encontrado, em diversas sacas de café, tablete de cocaína acondicionado em saco plástico.
Em função das características observadas na ação, suspeita-se ter ocorrido a técnica criminosa denominada “Rip-Off modality”, em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores.

A droga interceptada pela Receita Federal foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou a operação a partir de sua localização e prosseguirá com as investigações a partir das informações fornecidas pela Receita.

Neste ano, a Receita Federal já totaliza a apreensão de 10.487 kg de cocaína em 23 ações de repressão no Porto de Santos.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

segunda-feira, 29 de junho de 2020

0

GUARDA PORTUÁRIA É ACIONADA PARA COMBATER INCÊNDIO EM TERMINAL NO PORTO DE SANTOS



A Brigada de Incêndio da Guarda Portuária foi a primeira a chegar ao local, e com o apoio da brigada do terminal e do Corpo de Bombeiros, as chamas foram controladas.
No último sábado (27) por volta das 7hs a Guarda Portuária foi acionada para debelar um princípio de incêndio, no terminal da empresa Santos Brasil, localizado na Margem Esquerda do Porto de Santos, no distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá.

O caminhão Auto Bomba Tanque (ABT), da Brigada de Incêndio da Guarda Portuária foi a primeira a chegar ao local, e com o apoio da brigada do terminal e do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, as chamas foram controladas rapidamente.

O incêndio ocorreu no tanque de combustível do RTG (rubber tyre gantry crane) ou guindaste de pórtico sobre pneus pórtico com mais de 30 metros de altura capaz de passar sobre os pátios de armazenagem e deslocar por um sistema de cabos de içamento, qualquer contêiner, mesmo que ele esteja no meio da pilha, sem a necessidade de movimentar ou transportar outras unidades.

Segundo a Guarda Portuária não houve feriados. Ainda não se sabe o que teria causado o incêndio.
O caminhão Auto Bomba da Brigada de Incêndio (ABT 02), da Guarda Portuária, fica lotado no Centro de Operações e Serviços (COS IV), localizado na retaguarda do Terminal Santos Brasil. O outro caminhão (ABT 01) fica lotado no Centro de Operações e Serviços (COS I), na Margem Direita do porto, localizado na cidade de Santos.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

sábado, 27 de junho de 2020

0

GUARDA PORTUÁRIA REALIZA OPERAÇÃO CONTRA O FURTO DE SOJA NO PORTO DE RIO GRANDE



Dois indivíduos foram presos e um menor foi apreendido.
Na última segunda-feira (22), a Guarda Portuária e a Patrulha Ambiental da Brigada Militar do Rio Grande do Sul (RS), realizaram uma operação conjunta de repressão ao furto de soja nos terminais do Porto do Rio Grande.
A operação, que teve como base a utilização de informações da inteligência realizada pela Guarda Portuária, possibilitou a prisão em flagrante de dois indivíduos e a apreensão de um menor durante a ação.
Foi feita a retenção da embarcação utilizada no furto, assim como o produto subtraído. Os dois maiores, de 20 e 24 anos, foram conduzidos à penitenciária.
Embarcação apreendida

Segundo a Guarda Portuária as ações serão intensificadas durante o período em que houver maior embarque.
Furtos são constantes
Os furtos nos terminais portuários do Porto de Rio Grande são uma constante. No início do ano uma operação desmantelou uma quadrilha especializada em furto qualificado de soja.
Naquela ocasião os policiais apreenderam três embarcações, motores de barco, duas toneladas de soja já ensacadas, um caminhão utilizado para o transporte de grãos furtados, aparelhos celulares e maconha.
Morte
Em 2014, um vigilante de um dos terminais foi assassinado por ladrões de soja, que fugiram em barcos. Os autores foram presos, dias depois. Nos últimos cinco anos, foram feitas diversas operações antipirataria pelas polícias Civil e Federal no terminal.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

quinta-feira, 25 de junho de 2020

0

MARINHA QUALIFICA MAIS UMA TURMA PARA COMBATER A COVID-19 NO PARANÁ




Participaram militares da Capitania dos Portos, do Exército, da Polícia Militar e da Guarda Portuária.
A Capitania dos Portos do Paraná qualificou a segunda turma de militares e integrantes de forças de segurança para combater a proliferação da Covid-19 no Litoral do Paraná com a realização do “Estágio de Capacitação NBQR para Militares Não Especializados, com ênfase em descontaminação de agentes biológicos e utilização de Equipamento de Proteção Individual (EPI)”.



O estágio foi aplicado por quatro instrutores do Comando do 8º Distrito Naval especializados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR). Participaram militares da Capitania dos Portos do Paraná, do Serviço de Sinalização Náutica do Sul-Sudeste (SSN-8), do Exército Brasileiro, do 9° Batalhão da Polícia Militar do Paraná (PM-PR) e da Guarda Portuária dos Portos do Paraná.
Os alunos receberam aulas teóricas e práticas de proteção e descontaminação biológica de áreas de circulação de pessoas com foco nos procedimentos para eliminação do vírus da covid-19. Entre os tópicos abordados no estágio de capacitação está o uso correto do EPI para proteção da equipe.



A primeira turma foi formada no mês de abril, também com ênfase na descontaminação biológica, com o intuito de que os participantes repliquem os conhecimentos adquiridos nas instituições que servem.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

terça-feira, 23 de junho de 2020

0

BAEP LOCALIZA 647 KG DE COCAÍNA PRÓXIMO AO PORTO DE SANTOS



A PM suspeita que as bolsas onde o entorpecente estava acondicionado e os lacres encontrados, são indícios de que o entorpecente seria colocado em contêineres a serem despachados de navio para o Exterior.
Na noite da última quarta-feira (17), por volta das 21h30, policiais militares do 2º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) apreenderam 647 kg de cocaína e armamento pesado, de uso restrito, durante patrulhamento, no distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá, no litoral de São Paulo, próximo a margem esquerda do Porto de Santos.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSPSP), a localização da droga ocorreu após a abordagem de um grupo de cinco homens em frente a uma oficina mecânica, localizada na Rua Álvaro Leão Carmelo nº 51, no bairro Jardim Boa Esperança.


Local da abordagem - Imagem Google

O grupo foi abordado e nada de ilícito encontrado. Contudo, os PMs ao perceberem que um forte odor de drogas vinha de dentro da oficina mecânica, questionaram quem seria o responsável pelo local, e um dos abordados se identificou como proprietário e ao ser questionado sobre o cheiro, ele entrou em contradição e acabou confessando que guardava drogas e armas dentro do estabelecimento.
O proprietário da oficina, Lourival Francisco Idelfonso, de 31 anos, afirmou que os outros homens do grupo não sabiam sobre as drogas e as armas. Ainda segundo a polícia, ele contou que receberia o pagamento de R$ 20 mil pelo serviço, mas não tinha informações sobre o contratante - que seria um homem chamado "Daniel".
No estabelecimento, os policiais militares encontraram diversas bolsas, revestidas por um plástico preto contendo 593 tabletes de cocaína. Além disso, também foi encontrado 01 fuzil Colt 556, 01 fuzil AK 762, 01 fuzil Bush Master 556 e uma metralhadora Browning .30. De acordo com a Polícia Militar, todas as armas encontradas são de uso restrito das Forças Armadas.



Na oficina mecânica também foi apreendido um tripé de sustentação, 03 carregadores de fuzil 556/223, 01 carregador de pistola.40, 251 munições de calibre 556 intactas e 02 deflagradas, 09 munições de calibre 762, 50 munições de calibre .30, além de 06 lacres de container.
A Polícia Militar suspeita que as bolsas onde o entorpecente estava acondicionado e os lacres encontrados, são indícios de que o entorpecente seria colocado em contêineres a serem despachados de navio para o Exterior.
Os entorpecentes e todo o armamento foram apreendidos e solicitados exames ao Instituto de Criminalística (IC), assim como ao Médico Legal (IML).
Ele foi detido e indiciado por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo na Delegacia Sede de Guarujá. Os outros homens do grupo foram qualificados como testemunhas.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

segunda-feira, 22 de junho de 2020

1

GUARDA PORTUÁRIA IMPEDE O ENVIO DE MAIS DE DUAS TONELADAS DE COCAÍNA PARA A EUROPA



Foram localizados 2.180 kg de cocaína em uma carga de soja, com destino ao Porto de Roterdã, na Holanda.
Na última sexta-feira (19), guardas portuários do Porto de Ilhéus, no litoral sul da Bahia, localizam 2.180 kg de cocaína em uma carga de soja, que seria embarcada no dia 27 de junho com destino ao Porto de Roterdã, na Holanda.

A localização ocorreu após os guardas portuários serem acionados pelos trabalhadores do armazém, localizado dentro da área portuária, em virtude da avaria em uma carga quando um big bag contendo grãos de soja caiu no chão ao ser descarregado de um caminhão, vindo da cidade de Barreiras. Quando foram verificar os bags, localizaram tabletes de cocaína dentro dele.

De imediato a Receita Federal do Brasil (RFB) e a Polícia Federal (PF) foram acionadas para a verificação física da carga de 368 toneladas de soja, acondicionada em 456 big bags, em um trabalho que durou quase 24 horas.

Em virtude do tempo para apurar a totalidade da apreensão, da quantidade e do valor estimado dessa apreensão, cerca de R$ 358 milhões, foi acionada a polícia Militar, ali comparecendo uma unidade da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira.

Até a chegada da PF e da PM os guardas portuários, isolaram a área e mantiveram a guarda da carga, mesmo se expondo ao alto risco.
Segundo foi apurado pelo Portal Segurança Portuária Em Foco, os guardas portuários, vinculados a Companhia das Docas do Estado da Bahia – CODEBA, mesmo sendo habilitados, trabalham desarmados, enquanto as armas permanecem guardadas no cofre da empresa.
Essa foi a primeira vez em que se verificou, no Porto de Ilhéus, o uso desse tipo de embalagem numa carga. Trata-se, portanto, de uma operação com uma logística divergente do padrão no estado da Bahia. A empresa que faria a exportação também iniciou, recentemente, operações no comércio exterior.
Em virtude da quantidade, e como as drogas estavam identificadas com logotipos diferentes nas embalagens, existe a possibilidade da atuação de diversas células criminosas atuando em uma espécie de consórcio para o envio da droga.
A Polícia Federal prossegue com as investigações para identificação os responsáveis pela carga ilícita.
Essa é a segunda maior apreensão da droga realizada na Bahia, e com ela, só neste ano de 2020, as apreensões já somam mais de 9,5 toneladas, outro recorde histórico.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►