SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS OBTÉM ACESSO AOS CURSOS DO SENASP

A inclusão dos guardas portuários na Rede EAD Senasp se deu após a criação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP). Os guardas p...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 1,5 TONELADA DE COCAÍNA NO PORTO DE VILA DO CONDE



A droga estava dentro de quatro contêineres que tinham como destino o Porto de Amsterdã, na Holanda.
Na última sexta-feira (11), agentes da Receita Federal do Brasil (RFB) atuaram na apreensão de cerca de 1,5 tonelada de cocaína no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, no Pará.
Foto: Divulgação RFB

A droga estava separada em tabletes e camuflada em meio a uma carga de vinte toneladas de argamassa, dentro de quatro contêineres, que tinham como destino o Porto de Amsterdã, na Holanda.
Foto; antonio Melo - Diário do Pará

A droga apreendida foi descoberta a partir de análise de risco do órgão, sendo entregue a Polícia Federal, que prosseguirá com a investigação para identificar a origem do entorpecente, os proprietários, e qual empresa foi usada para despachar o carregamento para o exterior.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►

domingo, 13 de outubro de 2019

0

RECEITA FEDERAL E POLÍCIA FEDERAL APREENDEM 200 QUILOS DE COCAÍNA NO PORTO DE ITAPOÁ



Presume-se que as drogas tinham como destino a ilha de Malta, na Europa.
No dia 27 de setembro, às 19h, foi realizada, no Porto de Itapoá, em Santa Catarina, uma operação de rotina a bordo de navio para verificação de divergências e ausência de lacres.
Os contêineres selecionados por divergências foram escaneados e verificados fisicamente. Nesse procedimento, após a constatação de um lacre rompido, foram encontradas malas com cocaína, num montante aproximado de 200 quilos.

Presume-se que as drogas, que tinham como destino a ilha de Malta,na Europa, foram embarcadas em outro porto, pois o navio vinha recolhendo contêineres em escalas programadas e o contêiner onde foi encontrada a carga ilegal não foi embarcado no Porto de Itapoá.
A operação foi realizada pela Alfândega da Receita Federal do Porto de São Francisco do Sul, com o apoio da Polícia Federal.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

0

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DA PROCISÃO DOS CARROS DO CÍRIO DE NAZARÉ



Os carros que participarão do Círio saíram da Basílica Santuário para os galpões da CDP.
Na última quarta-feira (9), a Guarda Portuária escoltou os carros que vão fazer parte da grande romaria do Círio de Nazaré, na cidade de Belém, no Pará.
Os veículos, após serem retirados da Estação dos Carros pela Diretoria de Procissões, permaneceram em frente à Basílica Santuário até a hora de serem transportados para os galpões da Companhia Docas do Pará (CDP).

O percurso, com 4 km, percorreu a Avenida Nazaré, Travessa 14 de Março e Rua Antônio Barreto, avenidas Doca de Souza Franco e Marechal Hermes até o armazém da CDP.
Oração
Antes da saída dos carros foi feita uma oração com todos os participantes, o que se repete na chegada à CDP. Durante o trajeto, os carros foram homenageados pelos devotos e moradores, com várias manifestações de fé.
Segundo a Diretoria, a cada ano é maior a participação dos devotos, já considerada uma pequena procissão. Foram transportados: Carro de Plácido, Barca dos Escoteiros, Barca Nova, quatro Carros dos Anjos, Cesto de Promessas, Barca com Velas, Barca Portuguesa, Barca com Remos, Carro Dom Fuas e Carro da Sagrada Família.
Participaram desse transporte até a CDP os Diretores da Festa de Nazaré, a Guarda de Nazaré, SEMOB, Guarda Portuária, Polícia Militar, Guarda Municipal, Cruz Vermelha e alguns promesseiros.
História
Anteriormente, estes carros eram levados para a CDP na madrugada que antecede o Círio, no entanto, em 1980 o transporte dos carros, que participam da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré, começou a ser realizado desta maneira, transformando-se numa procissão.
O primeiro carro (dos Milagres) a ser inserido no Círio foi o que lembra o milagre acontecido em 1182, a Dom Fuas Roupinho, fidalgo português, que esteve prestes a despencar num abismo com seu cavalo, recorreu a Nossa Senhora de Nazaré e foi salvo. A ordem de inserção desse carro partiu da Rainha de Portugal, Dona Maria I, em 1805. 


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►
0

GUARDAS PORTUÁRIOS DA BAHIA PASSAM POR CAPACITAÇÃO DA MARINHA DO BRASIL



Agentes estão aptos a conduzir lanchas em situações de fiscalização, que podem ser rotineiras ou mesmo motivadas por denúncias.
Ao longo de duas semanas, 11 guardas portuários participaram do Curso Especial para Condução de Embarcações de Estado no Serviço Público, oferecido pela Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Estado da Bahia.
Durante o curso, os profissionais aprenderam mais sobre navegação, comunicações, manobras de reboque, atracação e fundeio, sinalização náutica, dentre outras temáticas ligadas a embarcação.
Lucas Bernardo Vasconcelos, diretor-executivo da Associação Nacional da Guarda Portuária, explica que esse treinamento capacita os guardas para atuarem sozinhos ou prestando apoio a Polícia Federal, já que a área de fundeio também faz parte da atribuição dos agentes.
“O curso nos habilitou a conduzir lanchas em situações de fiscalização, que podem ser rotineiras ou mesmo motivadas por denúncias ou suspeita de navegação de embarcação não autorizada, tráfico e outras”, detalhou o diretor.
A prova prática foi realizada na Lancha da Polícia Federal

Ao final do curso, que teve parte prática e teórica, houve uma prova de conhecimento que avaliou o desempenho dos guardas para que estes pudessem receber o certificado de conclusão e a Habilitação ECSP, o que os torna aptos a chefiar guarnições de embarcações na navegação interior, aquela que é realizada em águas abrigadas, como é caso dos portos.



Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.


Continue lendo ►

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

0

POLÍCIA CIVIL EVITA EMBARQUE DE QUASE 52 KG DE COCAÍNA PARA BÉLGICA



A logística do narcotráfico internacional era realizada em Guarujá. Um homem foi preso.
A Polícia Civil evitou o embarque de 51,8 quilos de cocaína em um navio com destino à Bélgica e prendeu um homem em flagrante. Outros marginais conseguiram fugir, mas as investigações prosseguem para identificá-los. A logística do narcotráfico internacional era realizada em Guarujá, no final da tarde de quarta-feira (9). Ela revelou um esquema dos criminosos, até então, desconhecido pelos policiais.
Com a sua família ameaçada de morte, um caminhoneiro foi obrigado a desviar a rota do veículo que dirigia e ingressou em uma oficina indicada pela quadrilha de narcotraficantes. O bando pretendia ocultar a cocaína em uma carga de açúcar para exportação.
Com muros e portão altos, a oficina funciona em um galpão na Rua Professor Idalino Pinez, mais conhecida por Rua do Adubo, no Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho.
Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos foram ao local após denúncia de que ali acontecia uma transação de drogas. Através de uma fresta do portão, os agentes viram vários homens ao lado de um caminhão com o motor ligado.
Ao perceberam que havia policiais na parte externa, os homens fugiram pelos fundos do galpão, escalando um muro. Um deles subiu no telhado de uma casa vizinha à oficina, caiu e fraturou uma das pernas.
A equipe do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior e do investigador Paulo Carvalhal apenas conseguiu entrar no galpão após o caminhoneiro abrir o portão por dentro.
Droga foi localizada em um galpão, na Rua do Adubo, em Guarujá (Foto: Divulgação)

A iniciativa do motorista possibilitou a prisão do técnico em informática Jean Nabih Raad, de 33 anos, que ainda tentava escapar, apesar da queda do telhado e de ter quebrado a perna. Internado sob escolta policial no Hospital Santo Amaro, este acusado precisará passar por cirurgia.
Ameaças por WhatsApp
De acordo com o motorista, ele transportava no caminhão 27,5 toneladas de açúcar com destino a um terminal na Margem Esquerda do Porto de Santos, em Guarujá. Porém, desviou a rota até a oficina, localizada nas imediações, por exigência dos traficantes.
A equipe da DIG considerou verdadeira a versão do motorista, porque ele não tentou escapar e ainda abriu o portão. Além disso, os investigadores examinaram o celular do caminhoneiro e verificaram mensagens que lhe foram enviadas pelo WhatsApp.
Nos diálogos pelo aplicativo, marginais ameaçam a família do caminhoneiro, caso ele não se dirija com o veículo ao galpão da Rua do Adubo para ser escondida na carga transportada o entorpecente.
Com elevado teor de pureza, a cocaína estava embalada em 47 tijolos. Não fosse aprendida, a droga seria embarcada junto com as 27,5 toneladas de açúcar no navio Cap San Lorenzo, que zarpará de Santos com destino ao porto belga de Antuérpia. O cargueiro está atracado no cais do terminal de Guarujá.
Investigação
O delegado Lara autuou Jean Raad pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico. Morador no Brás, na região central de São Paulo, o técnico em informática possui antecedentes por tráfico e porte de arma na Justiça do Paraná.
Raad ainda não pôde ser interrogado, porque foi hospitalizado. De modo informal, apenas negou aos policiais ligação com a cocaína apreendida, mas não soube explicar o que fazia na oficina e nem por que tentou fugir. Para o delegado, “é impossível desvencilhá-lo da cena do crime”.
Dois celulares que estavam com Raad foram apreendidos. Outro aparelho, achado no contêiner no qual estava a carga de açúcar, deve ter sido perdido por um dos homens que fugiram. Um quarto aparelho foi encontrado em um quartinho da oficina.
Perícia será realizada nos quatro celulares. O objetivo é verificar os arquivos dos aparelhos para saber se eles contêm informações sobre os demais envolvidos na operação de tráfico internacional de drogas. Também foram apreendidos um Fiat Uno, pertencente a Raad, e um Fiat Punto de outro suposto membro do bando.


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

0

POLÍCIA MILITAR APREENDE CARGA DE COCAÍNA NO PORTO DE NAVEGANTES



Foram 392,8 Kg da droga, que tinha como destino o Porto de Valência, na Espanha.
Na madrugada da última sexta-feira (4), por volta das 5h, a Polícia Militar foi acionada via Central Regional de Emergência (CRE), para comparecer no interior do terminal portuário privado da Portonave, em Navegantes, litoral de Santa Catarina.
A central de monitoramento de segurança do terminal identificou uma movimentação estranha.  Quatro homens com balaclavas (toucas ninjas) transitavam entre os contêineres e um caminhão e, aparentemente, estavam carregando o contêiner com bolsas de viagem.
Ao avistarem a chegada da viatura os quatro suspeitos se evadiram do local em direção ao Rio Itajaí-Açu, sendo o motorista abordado e identificado pelos policiais militares. Foi realizada uma varredura na área, mas eles não foram localizados.
(Foto: )

Durante as buscas pelo pátio, os policiais e funcionários responsáveis pela segurança do porto localizaram um contêiner, carregado com madeira, com os lacres violados, onde foram encontradas 12 malas com tabletes de cocaína, contendo 392,8 Kg da droga, que tinha como destino o Porto de Valência, na Espanha.
O motorista e a droga apreendida foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Itajaí, para as providências legais e continuidade das investigações.
Modus operandi
De acordo com as autoridades, o modus operandi é diferente de outros casos identificados pela Receita Federal e a Polícia Federal nos portos de Santa Catarina. Os contêineres costumam chegar aos terminais já carregados com a droga – o que ocorre, muitas vezes, no caminho entre os recintos de armazenagem e o porto, quando a carga é desviada.  
(Foto: )

A carga já havia passado por scanner e estava pronta para embarcar no navio quando recebeu a droga.
Investigação
Segundo a Polícia Federal a droga chegou ao terminal na cabine do caminhão, junto com quatro pessoas. O caminhoneiro tinha agendado a retirada de um contêiner de exportação, por isso teve a entrada autorizada no pátio.
Dentro do caminhão estavam quatro pessoas, que localizaram o contêiner escolhido para o transporte da droga, romperam o lacre, e carregaram ele com bolsas de viagem onde estavam os tabletes de cocaína.
A investigação agora pretende apurar como os criminosos sabiam onde estava e qual era o contêiner que deveria ser aberto para receber as bolsas cheias de tabletes de cocaína.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►