SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS DENUNCIAM DIMINUIÇÃO DO EFETIVO E SUPRESSÃO DE POSTOS NO PARÁ

O quadro caótico vem comprometendo sensivelmente a segurança pública nos portos do Pará No dia 27 de janeiro, uma petição assinada...

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

0

CURSO DE CAPACITAÇÃO DA GUARDA PORTUÁRIA TEVE PRESENÇA DE SENADORA




A cerimônia de encerramento contou com a participação da Senadora Rose de Freitas

O Sindicato da Guarda Portuária (Sindguapor), com o apoio da Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA), que cedeu o seu auditório, promoveu no período de 06 a 10 de novembro, o II Curso de Capacitação para Inspetores e Líderes da Guarda Portuária do Porto de Vitória. O diretor da CODESA, Guilherme Magalhães participou da abertura do evento.
Abertura

Na abertura os participantes puderam conhecer mais sobre o serviço de inteligência, com a palestra “A Inteligência Aplicada aos Portos”, que teve como palestrante o coronel da reserva da Polícia Militar José Nivaldo Campos Vieira, que atua na área de inteligência desde 1979, exercendo atividades de Inteligência de Estado junto aos governos Federal e Estadual, e, após 2003, no segmento de inteligência empresarial.
No período vespertino teve a palestra sobre ISPS Code, com o diretor-presidente da SAGRES, Roberto Ferreira da Silva, e sobre Terrorismo, com o coordenador-geral de Assuntos de Defesa da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Marcus Vinicius Reis.
Palestras

O segundo dia iniciou com as palestras “Crimes Virtuais e o Marco Civil da Internet” e “Os Impactos do Uso Indevido de Redes Sociais e Smartphones no Ambiente Corporativo” proferida por Eduardo Pinheiro, investigador da Policia Civil do estado do Espírito Santo, autor do livro “Segurança da Informação: Como Aumentar sua Segurança no Mundo Digital.

Na parte da tarde foi a vez Jonas Cordeiro de Andrade Júnior, que já atuou no comando do Setor de Trânsito e do Grupo de Operações Especiais (GOE) do Porto de Santos, falar sobre o tema: “A Guarda Portuária e a Segurança Pública nos Portos”.
Em seguida, Fernanda de Anchieta Gomes, Graduada em Administração pela FUCAPE BUSINESS SCHOOL e Pós-Graduada em Tecnologia e Recursos Humanos Profissional Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching encerrou esse dia com a palestra: “Gestão de Equipes com Foco em Conflitos/Pessoas”.

Na quarta-feira, “A importância da Guarda Portuária para a segurança nos portos e a sua relação com as demais autoridades de segurança” foi tema de palestra ministrada pelo agente do Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM) e coordenador da Cesportos no Espírito Santo, Rogério da Silva Lages.
Segundo Lages, a Guarda Portuária tem sido uma aliada importante para a Polícia Federal. Por ser ela a primeira barreira de segurança na entrada dos portos, sendo de sua competência resguardar a segurança e cumprir todos os procedimentos que estão contidos no Plano Nacional de Segurança Pública Portuária.
“A Guarda Portuária é um importante instrumento auxiliar das autoridades portuárias, servindo à Alfandega, Policia Federal, Capitania dos Portos, Polícia Civil e Militar”, falou Lages.

Nesse dia “A Nova Lei Trabalhista”, proferida pelo – Advogado Trabalhista e professor Universitário, Edwar Barbosa Félix; “O Complexo Portuário Capixaba no Contexto Internacional – Palestrante, proferida pelo Professor Universitário Enildo Moreira e o “O Papel da Corregedoria no Ambiente Corporativo” proferida pelo Dr. Fabiano Contarato – Delegado da Policia Civil – ES, também foram temas de palestras.
Na quinta-feira foi a vez do Major da PMES, Marsuel Botelho Riani, especialista em Políticas e Gestão em Segurança Pública pela UFES falar sobre “Segurança Preventiva” e “Técnicas de Abordagem”.

No período da tarde, o Dr. Engenheiro, Analista de Infraestrutura do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil – MTPA, Tetsu Koike, falou sobre a “Implantação da Cadeia Logística nos Portos”.
Koike falou aos guardas e funcionários do porto sobre a atual situação econômica das companhias, os desafios permanentes do setor portuário e a implantação do Portolog. "O sistema tem avançado em Vitória e Santos. As outras seis docas, apesar de também possuírem recursos e infraestrutura, estão com o processo de licitação em atraso, frisou o analista.
Ele informou ainda que, a implantação do Portolog mexe com o sistema operacional das companhias devido a pluralidade de inovações. "Quando implantamos qualquer projeto de inovação que inclui, principalmente, mudanças tecnológicas, é provocado um conjunto de efeitos que mexem com a maneira das pessoas pensarem no trabalho delas, e também na maneira de efetuar o serviço. É preciso buscar adaptação. O grande desafio é fazer com que os portuários entendam a importância desse serviço não só para eles, mas para o crescimento da empresa e para toda a sociedade, destacou.
Em seguida, José Adilson Pereira – Presidente do Sindicato dos Estivadores e da Orla Portuária do Espírito Santo, falou sobre o “Trabalho Portuário no Brasil e no Mundo.
O último dia contou com a participação do Auditor Fiscal da Receita Federal – ES, Chefe do SEVIG – Serviço Aduaneiro do Porto de Vitória (ES), : Zózimo Pereira Garcia, que falou sobre o “Papel da Receita Federal nos Portos” e do Gerente Regional da ANTAQ-ES, Raphael Cruzeiro Carpes, que falou sobre “O Papel da ANTAQ nos Portos”, além de Agostinho Sobral Sampaio, Capitão-de-Mar-e-Guerra (Reserva), que falou o “VTMIS”, recentemente implantado pela Codesa no Porto de Vitória, do qual ele é o coordenador.
"É importante ressaltar que, devido ao momento de insegurança vivenciado atualmente, é necessário manter a guarnição atualizada e preparada, compreendendo todo o universo portuário e suas questões de segurança. Para nós, guardas portuários, o ensino dado na semana de capacitação é de suma importância para o bom desempenho do nosso trabalho diário", resumiu o encarregado e chefe de serviço de logística da Guarda Portuária, Demétrius Gonçalves Aguiar.
Encerramento

A cerimônia de encerramento, a convite de Jorcy de Oliveira Filho, Diretor de Assuntos Institucionais do Sindicato, contou com a participação da Senadora Rose de Freitas. A parlamentar foi recebida pela diretoria da CODESA, tendo à frente o presidente Luis Claudio Montenegro, e os diretores Guilherme Magalhães, Mayhara Chaves e Roberto Carlos Braga.
A senadora agradeceu o convite e falou sobre a importância da capacitação para a Guarda Portuária. "Segurança é fundamental para as empresas, e a CODESA vive um novo tempo em tecnologia e modernização", pontuou. Em seguida, elogiou o trabalho de Montenegro na gestão da companhia.

O presidente da CODESA parabenizou os participantes da Semana de Capacitação, e destacou que o treinamento proporcionado pela empresa à corporação é um dos melhores do país. "A nossa guarnição está atualizada e preparada para as questões de segurança no desempenho diário de suas funções", ressaltou.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                             COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Continue lendo ►

sábado, 18 de novembro de 2017

0

CAMINHÃO ROUBADO NO PORTO É LOCALIZADO EM DESMANCHE




Ele partiu do Porto de Santos carregado com uma carga de tecido
Um desmanche clandestino de caminhões foi descoberto em Praia Grande, na quarta-feira (15) à tarde. Policiais militares chegaram ao local após serem alertados pelo representante de uma empresa de rastreamento de veículos. Um homem foi preso desmontando um Scania roubado na terça-feira (14), após sair do Porto de Santos.
Robson Camargo Martins, de 40 anos, desmontava um caminhão trator Scania no momento da chegada dos PMs ao galpão localizado na Avenida Monte Serrat, 20, no Melvi. Ele tentou fugir pulando um muro nos fundos, mas foi alcançado e preso na Rua Coragem.
Robson disse aos PMs que pessoas de São Paulo o contrataram para desmontar o caminhão. Devido à ação do acusado estar ligada a uma atividade comercial, embora clandestina (revenda das peças no mercado negro), o delegado Luciano Samara Tuma Giaretta o autuou em flagrante por receptação qualificada. Inafiançável, o crime tem pena de três a oito anos de reclusão.
Segundo a empresa contratada para realizar o rastreamento do Scania, ele partiu do Porto carregado com uma carga de tecido a ser levada a Três Lagoas (MS). Porém, o veículo teve a rota desviada até o galpão de Praia Grande.
Após confirmar a localização do caminhão e receber a notícia de que o motorista já havia sido liberado pelos assaltantes em outro local, o representante da empresa de rastreamento acionou a PM.
Diante do delegado, Robson ficou calado. Além do Scania, no galpão havia diversas peças de outros caminhões, inclusive com as suas numerações suprimidas, para dificultar a descoberta de suas procedências. A carga de tecido não foi localizada.



* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                 


                                                          COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

0

MOTORISTA SOBREVIVE APÓS CAMINHÃO SER ESMAGADO NO PORTO DE SANTOS




Três caminhões se envolveram no grave acidente. Motoristas e passageiros conseguiram escapar sem ferimentos

Um grave acidente envolvendo três caminhões assustou quem passava pela região portuária de Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (17). Um dos veículos acabou ficando totalmente esmagado. Apesar do estrago, todos os motoristas e passageiros escaparam ilesos.
O acidente ocorreu na Avenida Augusto Barata, conhecida como Reta da Alemoa, em frente ao terminal da Brasil Terminal Portuário (BTP), na pista de entrada do Porto de Santos. A cabine de um dos caminhões ficou totalmente destruída por conta da batida.
De acordo com a Codesp, que administra a área, a Guarda Portuária acionou as autoridades competentes para apuração das causas do ocorrido. Os motoristas devem ser ouvidos para que seja identificada as razões do acidente.

Os caminhões ficaram no local do acidente durante a manhã desta sexta-feira e, segundo a Codesp, já está sendo providenciada a retirada dos veículos para a liberação da pista para o tráfego de veículos, que acabou comprometido por causa da colisão.
Fonte: G1 Santos

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                 

                                                          COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

0

ENCONTRO PARA COMBATER O TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS É REALIZADO EM SANTOS


(Foto: Matheus Pereira Alves/BTP)

O 1º Programa de Cooperação Policial Internacional em Portos (Intercops) reúne agentes federais de oito países

Nessa semana, está sendo realizado no Porto de Santos, litoral de São Paulo, o 1º Programa de Cooperação Policial Internacional em Portos (Intercops), reunindo agentes federais de oito países para discutir ações de combate ao tráfico internacional de drogas.
O Intercops acontece nas instalações da Brasil Terminal Portuário (BTP), na Alemoa. Os policiais que participam deste encontro vão integrar ações de fiscalização reais e simuladas no Porto de Santos e farão visitas a locais como os centros de controle da Alfândega e de alguns terminais.
Além de agentes de países da Europa e da Ásia, policiais federais de outras regiões do Brasil, principalmente de áreas portuárias também participam do evento.
Santos foi escolhida para sediar esse primeiro encontro, em virtude do Porto de Santos ser utilizado como rota para o envio de drogas a outros continentes, sendo que até o início de novembro, mais de 10 toneladas de cocaína já tinham sido interceptadas e apreendidas no cais santista.
"Cada porto tem as suas especificidades e, por isso, é importante essa troca de informações e a aproximação com as polícias de outros países para que nos ajudam a combater esse tipo de crime, que tem por característica ser transnacional", disse o delegado chefe da Polícia Federal em Santos, Julio Cesar Baida Filho.
"O trabalho tem sido efetivo para conter o tráfico de drogas, em especial o de cocaína. Seja pela investigação, como também pelos recursos de tecnologia e a cooperação com outros órgãos que tem nos possibilitado apreender o entorpecente e prender pessoas envolvidas no tráfico", explicou o delegado.
“Santos tem um porto seguro. A gente cobra o atendimento do ISPS Code (o código internacional antiterrorismo), os terminais são sujeitos à fiscalização. Eles investem em infraestrutura, segurança, análise de risco. Mas aqui temos navios saindo para a Europa todos os dias. Do ponto de vista logístico, 30% do comércio exterior brasileiro passa por Santos. Isto acaba sendo um atrativo para os grupos criminosos colocarem a carga por aqui. Em outros locais, você tem um navio a cada uma ou duas semanas”, destacou, explicou Baida Filho.
Segundo o chefe da Divisão de Operações e Repressão a Drogas da PF. Alexandre Custódio Neto, 80% da cocaína traficada internacionalmente utiliza o modal marítimo em algum momento. Normalmente, essas cargas são produzidas em países da América do Sul e seguem pelas fronteiras terrestres, por barcos ou aviões, até os portos brasileiros.
Dali, são levadas à Europa. Por isso, representantes das polícias de nações como Holanda, Bélgica, Itália, Espanha e França participam do encontro. Também está presente uma comitiva do Sri Lanka, onde, recentemente, um carregamento de cocaína foi encontrado em uma carga de açúcar proveniente de Santos.
“A oferta das drogas em geral vem aumentando nos países andinos. Na Colômbia, aumentou consideravelmente em razão da proibição do uso do glifosato, que eles utilizavam para matar as plantações de folha de coca. A demanda é grande e, enquanto houver demanda, haverá oferta”, disse Custódio.
O delegado-chefe da PF em Santos, Júlio Cesar Baida Filho, diz que, neste ano, mais de 11 toneladas de cocaína já foram apreendidas no cais santista. Segundo ele, faltam apenas 100 quilos para que o recorde de 2016 seja superado. No entanto, isto não significa que o complexo apresente alguma facilidade aos traficantes internacionais. A localização e o grande volume de cargas são os maiores atrativos à prática ilícita.
“A oferta das drogas em geral vem aumentando nos países andinos. Na Colômbia, aumentou consideravelmente em razão da proibição do uso do glifosato, que eles utilizavam para matar as plantações de folha de coca. A demanda é grande e, enquanto houver demanda, haverá oferta”, disse Custódio.
Para o superintendente regional da PF no Estado, Disney Rosseti, a inteligência e a integração com outras polícias e com a Receita Federal são a saída para desarticular quadrilhas. “O tráfico de drogas é uma modalidade de crime essencialmente transnacional. São organizações muito bem estruturadas e, se não houver essa cooperação, essa integração de experiências e metodologia, (seu combate) é um trabalho que está fadado ao insucesso. Então, estamos agora debatendo o uso do modal marítimo (pelas quadrilhas) por conta da experiência e expertise da nossa equipe no Porto de Santos e creio que teremos resultados ainda melhores num futuro próximo”.
Intercops
Criado pelo Departamento de Polícia Federal, o Intercops é um programa desenvolvido para facilitar o intercâmbio de experiência e informações na área de investigação criminal, imigração e segurança. O foco do programa brasileiro é a repressão ao tráfico de drogas e inicialmente se destinava ao combate das atividades criminosas em aeroportos.
Aircop
Por meio de um acordo assinado entre a Polícia Federal e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), o Brasil tornou-se o oitavo país da América Latina e Caribe a aderir a rede Aircop. Financiado pela União Europeia, a Aircop é uma multiagência antitráfico cujo objetivo é reforçar o treinamento de agentes da lei na detecção, interdição e investigação em aeroportos internacionais.
No caso brasileiro, o acordo com a UNODC se dará de forma concreta com a assistência mútua entre a rede Aircop e o Programa Internacional de Cooperação Policial em Aeroportos (Intercops).
Com acesso a essas ferramentas, será possível a transmissão, em tempo real, de informações operacionais e de inteligência para outros portos e aeroportos com objetivo de interceptar carregamentos ilícitos.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

terça-feira, 14 de novembro de 2017

0

GUARDA PORTUÁRIO CONQUISTA MEDALHA NOS JOGOS MUNDIAIS DE POLICIAIS




Esta foi a segunda edição do evento promovido pela Union Sportive Internationale des Policies (USIP), entidade reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI)

O guarda portuário Felipy Nunes, da Guarda Portuária do Porto de Santos, litoral de São Paulo, conquistou a medalha de bronze no revezamento da natação 4x50m medley, no 2nd Usip World Police Games – os Jogos Mundiais de Policiais –, que aconteceu entre os dias 03 e 10 de novembro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.
Além de Felipy (Gport), integraram a equipe o bombeiro guarda-vidas Lucas Pimenta, Matheus Roncatto (PMESP) e Eduardo Marafon (DPF-PR). As provas de natação contaram com a participação de 132 atletas de 25 países. Foram três eliminatórias até chegar à disputa final, no dia 7 de novembro.
Além da prova na qual conquistaram o bronze, a mesma equipe disputou também os 100 metros medley, prova na qual ficaram em 4º lugar. Individualmente, Felipy disputou também as provas de 50m e 100m Costas, ficando respectivamente em 4º e 5º lugares.
Guarda Portuário e Atleta
Esta foi a segunda edição do evento promovido pela Union Sportive Internationale des Policies (USIP), entidade reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Já nos primeiros Jogos, que foram disputados em 2015, em Bogotá (Colômbia), Nunes já tinha conseguido índice para participar do evento. "Abri mão porque não havia tempo para treinar", justificou ele.
Desta vez, porém, o nadador conseguiu a vaga e o patrocínio para ir ao Oriente Médio. Ele treina no Vila Souza Atlético Clube, em Guarujá, local onde soube da competição esportiva internacional. "Fui convidado por um amigo, que é cabo da Polícia Militar, e que treina no mesmo clube", contou Felipy.
O Guarda Portuário disse que começou a treinar e competir aos 13 anos de idade, em Santos. Desistiu de seguir carreira de atleta aos 18 anos. "tive que começar a trabalhar", explica. Filho de estivador, o pai o incentivou a prestar o concurso para a Guarda Portuária em 2011. Passou e foi contratado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) em 2012.
Conciliando as atividades de guarda portuário e atleta, voltou aos treinos em 2014, em princípio não pensando em competir: "Sentia falta da natação, da qualidade de vida", fala. Com a volta aos treinos, passou a disputar competições, com destaque para Jogos Regionais, quando conseguiu pódio disputando prova de revezamento representando o município de Guarujá.
Como o trabalho em regime de turno da Guarda Portuária não permite a participação em muitas provas, ele disputa as competições nos períodos em que não está em serviço: "programo três competições ao ano, para poder conseguir participar", explica. No final de outubro último, Felipy conquistou o título paulista, competindo por uma academia de Santos.
Brasil é vice-campeão

A delegação brasileira participante do segundo "USIP World Police Games" ficou em segundo lugar com seis medalhas de ouro, uma de prata e 3 de bronze, entre os mais de cinquenta países do II Jogos de Polícia Mundial USIP Abu Dhabi 2017 (Brazilian Police and Fire Sports Federation).
A delegação do Egito ficou com o título e os donos da casa, o Emirados Árabes Unidos, ficou na 3ª colocação. O Capitão da PMESP, Marcelo Rezende, recebeu a taça.
CBEPB
A Confederação Brasileira de Esportes das Polícias e Bombeiros foi criada para incentivar a pratica desportiva entre Órgãos de Segurança Pública dos Municipais, Estaduais e Federal, bem como os órgãos que compõe o Sistema Judiciário Brasileiro, com o intuito de fomentar o bem-estar físico e mental, mantendo sobre tudo o profissionalismo e a auto estima.
A Entidade é o único representante Oficial do Brasil na International Police Sport Union (USIP) e na Panamerican Police Sport Union (UDEPP), sendo a USIP reconhecida pelo COI.
O próximo evento será o Panamericano de Artes Marciais Policiais, na cidade de São Paulo. Já a próxima edição dos Jogos Militares será em 2019, em Milão (Itália).
USIP
A Union Sportive International Des Polices (USIP) é a entidade oficial do esporte da polícia mundial e reconciliado pelo Comitê Olímpico Internacional.  Uma das tarefas do USIP é promover o esporte em todas as forças policiais em todos os continentes do mundo e responsável pela principal organização do Campeonato Mundial de Polícia em diferentes disciplinas esportivas. Outro objetivo do USIP é criar oportunidades para desenvolver as relações amigáveis ​​e profissionais entre as várias organizações policiais de todos os continentes.
Os campeonatos mundiais da polícia são realizados todos os anos - de acordo com o calendário de eventos - nas seguintes disciplinas: atletismo (cross country, marathon, triathlon etc), judo, ciclismo, tiro, futebol e outros esportes relacionados com a polícia. Todos os campeonatos desempenham um papel importante no aprofundamento do conhecimento da cultura de diferentes países, bem como uma arena para o intercâmbio de experiências profissionais entre policiais de todo o mundo. 

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

2

PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL REALIZA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS AGENTES DA GUARDA PORTUÁRIA




O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária

A Administração do Porto de São Francisco do Sul (APSFS) iniciou no dia 31 de outubro, o Curso de Formação para agentes da Guarda Portuária, aprovados no concurso público realizado em 2014.
O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária, mantendo a ordem, disciplina e segurança dos usuários, mercadorias, veículos e patrimônio do Porto de São Francisco do Sul.

“O trabalho dos agentes da Guarda Portuária é imprescindível: inclui o policiamento de toda área do porto, a fiscalização e atendimento às ocorrências, o cumprimento de normas e legislação, orientação preventiva, revista de pessoas, bolsas e veículos e comunicação com autoridades externas relacionadas à segurança portuária” explica Jerson Luiz Pegoraro, Gerente de Segurança Portuária do Porto.

A nomeação dos classificados no concurso foi publicada no diário oficial do dia 16 de agosto. Os 40 agentes classificados tiveram até o dia 16 de outubro para se apresentarem, no entanto, apenas 36 assumiram suas vagas. O curso de capacitação vai se estender até o dia 7 de dezembro.
Simulado

Na semana passada, os guardas portuários participaram do exercício simulado de salvamento e combate ao incêndio realizado no porto.
Viatura


Na última quinta-feira (09) a APSFS recebeu a viatura que será utilizada pela Guarda Portuária, recém-formada, para o policiamento do porto. Anteriormente, a segurança do porto era exercida por empresa de segurança privada.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Continue lendo ►

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

0

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DAS DECLARAÇÕES DE CUMPRIMENTO




A prorrogação da validade não se aplica às Declarações de Cumprimento que sofreram suspensão ou cassação pelo Colegiado da CONPORTOS ou CESPORTOS

A Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis – CONPORTOS, decidiu prorrogar, por mais 01 (um) ano, a contar de 31 de dezembro de 2017, o prazo de validade das DECLARAÇÕES DE CUMPRIMENTO, expedidas por esta Comissão Nacional.
A prorrogação da validade das Declarações de Cumprimento a não se aplica às Declarações de Cumprimento que sofreram suspensão ou cassação pelo Colegiado da CONPORTOS ou CESPORTOS;
A decisão foi tomada na 110ª Reunião Ordinária, realizada em 14 de setembro de 2017, em vista da impossibilidade da realização das mesmas no exercício de 2017, em face da agenda interna e externa da CONPORTOS.
A Deliberação nº 726, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na última segunda-feira (06).

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Continue lendo ►

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

0

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DOS CERTIFICADOS DO CESSP




A prorrogação se deu diante da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, no exercício de 2017

A Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis – CONPORTOS, decidiu prorrogar, até 31 de dezembro de 2018, a validade dos Certificados de Habilitação dos aprovados nas 8ª., 9ª., 10ª., 11ª., 12ª., 13ª., e 14ª. Edições do Curso Especial de Supervisor de Segurança Portuária - CESSP, que deverá ser, necessariamente, realizado durante o exercício especificado.
A decisão foi tomada na 110ª Reunião Ordinária, realizada em 14 de setembro de 2017, e à vista da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, no exercício de 2017, em face da agenda interna e externa da CONPORTOS.
A Deliberação nº 725, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na última segunda-feira (06).

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

terça-feira, 7 de novembro de 2017

0

NAVIO DERRAMA 3.000 LITROS DE ÓLEO NO PORTO DE SANTOS




Por conta do movimento intenso da maré, devido ao vento e chuva, ocorreu "escape de parte do óleo"

Na madrugada do último domingo (05) um navio derramou óleo no Canal do Estuário do Porto de Santos, no litoral de São Paulo.
Segundo a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o incidente ocorreu por volta das 2h30, no momento em que o navio graneleiro “Golden Trader II”, de bandeira filipina, atracado no cais do Terminal 38, era abastecido por uma barcaça.
Equipes da Codesp e da Companhia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) foram acionadas e realizaram o monitoramento de todo o estuário para verificar a ocorrência de dispersão do óleo. O Plano de Emergência Individual do Terminal Caramuru também foi acionado.  
A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo enviou uma equipe de peritos para apurar o ocorrido. Um inquérito será instaurado para apurar possíveis causas e responsabilidades. A coleta de amostras do óleo "para confirmar sua origem" foram realizadas.

Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), há três barreiras de contenção no entorno do navio. Por conta do movimento intenso da maré, devido ao vento e chuva, ocorreu "escape de parte do óleo".
Ibama
Segundo levantamento Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) ao menos 3 mil litros de óleo vazaram do navio Golden Trader II. O acidente foi considerado grave pelo órgão, que agora avalia possíveis sanções aos responsáveis.
"Verificamos que o vazamento foi muito maior, pois as manchas de óleo foram encontradas próxima a outros navios e até do outro lado do Estuário", informou a agente ambiental federal Ana Angélica Alabarce.

O terminal onde o navio graneleiro operava executou o Plano de Emergência Individual, informou a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a Autoridade Portuária. Três empresas instalaram barreiras de contenção no cais e iniciaram o trabalho de limpeza no mar.
Duas inspeções realizadas no domingo e nesta segunda-feira (6) foram feitas nas regiões do Sítio Conceiçãozinha, Praia do Góes e Praia do Sangava, em Guarujá (SP), e na Ponta da Praia e Ponte Edgard Perdigão, em Santos. Segundo os técnicos, não foram encontrados vestígios de óleo.
A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) acompanha os trabalhos e informou que Ibama deverá aplicar sanções aos responsáveis. A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo, abriu um inquérito para apurar as possíveis causas e responsabilidades.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
Continue lendo ►

LEGISLAÇÕES