SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

FIQUE EM CASA!

A Guarda Portuária está trabalhando nos portos brasileiros para garantir a seguranças nas nossas fronteiras marítimas. ...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 2 de abril de 2020

0

CORONAVÍRUS OBRIGA EVACUAÇÃO DE PORTA-AVIÕES AMERICANO



O USS Theodore Roosevelt está ancorado em Guam, ilha americana que fica na Micronésia, no Oceano Pacífico.
Símbolo máximo do poderio militar dos Estados Unidos, um porta-aviões do país começou a evacuar sua tripulação devido a um surto do novo coronavírus entre seus marinheiros.
O USS Theodore Roosevelt está ancorado em Guam, ilha americana que fica na Micronésia, no Oceano Pacífico, e serve de posto militar avançado de Washington para ações em toda a estratégica região.
Na semana passada, três pessoas da tripulação foram diagnosticadas com o novo coronavírus. Não está claro onde elas pegaram o patógeno, mas sua alta taxa de contágio ficou comprovada: na quarta (1º), já eram 93 os contaminados e 1.273 testes esperavam resultado.
O gigantesco navio tem cerca de 4.800 tripulantes. Na terça (31), seu capitão, Brett Crozier, fez um apelo desesperado ao comando da Marinha americana para que pudesse desembarcar o máximo de tripulantes possíveis.
Na quarta, mil marinheiros e marinheiras já estavam em solo, isolados em quarentena de 14 dias em hotéis da ilha. Os doentes foram para hospitais. Eles são quase 10% do total de militares americanos afetados pela Covid-19: 813, segundo o Pentágono, num universo de quase 1,4 milhão de pessoas.
O plano é evacuar mais 2.700 pessoas, deixando um contingente de cerca de 1.000 para manter as funções básicas do navio - a começar pelo seus dois reatores nucleares, que o permitem navegar sem limite de autonomia pelo mundo.
O incidente é extremamente simbólico. Enquanto navios de cruzeiro têm tido problemas no mundo todo para poder aportar com suspeitos de portar o novo coronavírus, como é o atual caso do MS Zaandam na costa panamenha, essa é a baixa mais poderosa simbolicamente entre forças militares do mundo.
É sua frota de 11 porta-aviões que garante aos EUA o poder único de projetar poder em qualquer canto do mundo. Nem Rússia, com seu arsenal atômico comparável, nem a ascendente China, tem tal capacidade.
Dez dos navios são da classe Nimitz, a mesma do Theodore Roosevelt. Lançado ao mar em 1984, ele transporta até 90 aviões e helicópteros, além de mísseis. Hoje há uma geração nova, a Gerald Ford, que tem uma unidade em problemáticos testes no mar.
O navio participou da guerra do Golfo de 1991 e foi o primeiro a lançar ataques de caças contra alvos no Afeganistão em 2001, na retaliação pelo 11 de setembro. Seu apelido é "The Big Stick", o grande porrete em inglês, em homenagem à política intervencionista além-mar preconizada pelo presidente do início do século 20 que lhe empresta o nome.
Nunca sofreu danos em combate, embora em 1996 tenha sido abalroado por um cruzador americano numa manobra desastrada.
A última perda em combate de um porta-aviões americano foi em 1944, na Segunda Guerra Mundial. O vírus, contudo, colocou o gigante na lona sem precisar disparar um tiro. Nesta guerra específica, a Marinha americana já enviou dois navios-hospitais para apoiar doentes em seu território.
Isso leva a evidentes preocupações em todas as Marinhas do mundo, a começar pela americana, a mais poderosa, com 121 navios de combate principais e 67 submarinos. A Força tem 337 mil militares espalhados pelo mundo.



Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►
0

RECEITA FEDERAL APREENDE 88,5 QUILOS DE COCAÍNA NO PORTO DE PARANAGUÁ



A droga estava em uma caçamba que seria exportada para a Costa do Marfim.
Na tarde de quarta-feira (01), a Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu 88,5 kg de cocaína no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná.
A droga foi localizada durante uma operação de vistoria em todas as cargas que embarcariam com destino à Europa e África.

Segundo a Receita Federal, diferente das apreensões anteriores, quando a droga foi localizada no Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), desta vez a apreensão ocorreu num recinto público do complexo portuário. Ela foi localizada em uma caçamba que seria exportada para o Porto de Abidjan, na Costa do Marfim.

Esta foi a 9ª apreensão de cocaína no Porto de Paranaguá em 2020, totalizando 2.715,5 kg da droga.

A Receita Federal exerce atividade essencial ao país e seguirá firme, com as devidas cautelas, na fiscalização aduaneira.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.  
                                                                                   
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►

quarta-feira, 1 de abril de 2020

0

RECEITA FEDERAL APREENDE DE 645,5 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE ITAPOÁ



Os agentes encontraram a droga, dividida em tabletes dentro de três pallets de compensados. A droga tinha como destino o Porto de Hamburgo, na Alemanha.
Na manhã de ontem, terça-feira (31), a Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu 645, 5 kg de cocaína, no Porto de Itapoá, no litoral norte de Santa Catarina. A droga estava escondida em meio a compensados de madeira e tinha com destino o Porto de Hamburgo, na Alemanha.

O contêiner passou por um scanner que identificou uma anormalidade e, ao abrir pouco antes das 11hs, os agentes encontraram a droga, dividida em tabletes dentro de três pallets de compensados.
O exportador responsável pela carga já foi identificado. Nenhum suspeito foi detido. A Polícia Federal vai instaurar inquérito na Delegacia de Joinville para apurar o caso.


Quarta apreensão
Somando as quatro apreensões de cocaína feitas neste ano no Porto de Itapoá, são 3.246 kg da droga. A terceira apreensão ocorreu em 3 de fevereiro, quando mais de uma tonelada de cocaína foi encontrada em uma caixa de madeira
Os agentes da RFB mantêm a rotina de trabalho nos postos de fronteira terrestre, aeroportos e portos de todo o país. Eles reforçaram sua atuação para contribuir com a sociedade nesse momento, reafirmando o objetivo de garantir controle aduaneiro nas atividades de importação e exportação e, principalmente, assegurar a realização das atividades de fiscalização, vigilância e repressão, mesmo durante a pandemia de Coronavírus.
O objetivo é facilitar e manter a segurança do fluxo do comércio internacional por nossas fronteiras.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.  
                                                                                   
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►
0

RECEITA FEDERAL DOA 5 MILHÕES DE LUVAS APREENDIDAS PARA O MINISTÉRIO DA SAÚDE



O material será utilizado pelos profissionais da saúde que estão à frente do combate ao novo coronavírus.
A Superintendência Regional da Receita Federal na 7ª Região Fiscal (RJ/ES) doou na última sexta-feira (27), um total de 5 milhões de luvas para o Ministério da Saúde. O material será utilizado pelos profissionais da saúde que estão à frente do combate ao novo coronavírus.
A Superintendência, em conjunto com a Superintendência Regional da Receita Federal na 9ª Região Fiscal (PR/SC), também uniram esforços para incorporar materiais para uso de toda a Receita Federal: foram 1.312.500 máscaras e 1.440.000 luvas. Os itens serão utilizados pelos servidores que trabalham em aeroportos, portos, regiões de fronteiras e no atendimento à sociedade.
As luvas foram apreendidas pela Alfândega da Receita Federal no Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro. Já as máscaras foram apreendidas no Porto Seco Rocha Top, em São Francisco do Sul, em Santa Catarina.
Diante das necessidades oriundas da pandemia, todos os trâmites legais foram agilizados para a doação e para a incorporação. A retirada do material aconteceu no próprio Porto de Itaguaí.
A Receita Federal mantém sua atuação nas fronteiras brasileiras para contribuir com a sociedade nesse momento, reafirmando o objetivo de garantir controle aduaneiro nas atividades de importação e exportação e, principalmente, de assegurar a realização das atividades de fiscalização, vigilância e repressão, mesmo durante a pandemia de coronavírus.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                     
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►
0

RECEITA FEDERAL APREENDE 325 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE PARANAGUÁ



A droga estava escondida em um contêiner carregado com tábuas de madeira, que teria como destino o Porto de Algeciras, na Espanha.
Na tarde da última quinta-feira (26), a Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu 325 kg de cocaína no Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), no Porto de Paranaguá, litoral do Paraná.

A droga estava escondida em um contêiner carregado com tábuas de madeira, que teria como destino o Porto de Algeciras, na Espanha.
8.ª apreensão
Esta foi a 8ª apreensão de cocaína realizada no Terminal de Contêineres do Porto de Paranaguá (TCP) este ano, totalizando 2.627 kg da droga.
A última aconteceu no dia 23 de março, quando cerca de 240 kg de cocaína foram apreendidos.
Toda a droga apreendida foi encaminhada para a sede da Polícia Federal em Curitiba, que segue com as investigações.
A RFB exerce atividade essencial ao país e seguirá firme, com as devidas cautelas, na fiscalização aduaneira.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

terça-feira, 31 de março de 2020

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 240 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE PARANAGUÁ




A droga estava oculta em carga que iria para o Porto de Algeciras, na Espanha.
A Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu no dia 23 de março 240 kg de cocaína no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. A operação contou com o apoio da Polícia Federal. 

A carga teria como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. A droga estava oculta em uma carga de papel, embalada a vácuo e em meio a molho de mostarda. Tudo para tentar despistar o faro dos cães da Receita Federal.

A droga foi encontrada durante o trabalho rotineiro de monitoramento, rastreamento e fiscalização das cargas movimentadas no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá. Os agentes da RFB desconfiaram do material que estava sendo transportado no contêiner e resolveram abrir a estrutura. A cocaína estava em sacos plásticos, dentro de caixas de papelão, com resmas de papel. 
Sétima Apreensão
Esta foi a 7.ª apreensão de cocaína realizada no Terminal de Contêineres do Porto de Paranaguá (TCP) este ano.

A última aconteceu no dia 19 de março, quando 766 kg de cocaína foram apreendidos. A droga estava escondida em uma carga de madeira, que seria enviada para o porto francês de Le Havre.
Nesse ano a RFB já apreendeu, em 2020, mais de duas toneladas de cocaína, durante as ações de fiscalização realizadas no terminal portuário.
Toda a droga apreendida é encaminhada para a sede da Polícia Federal em Curitiba, que segue com as investigações.
Coronavírus
Os agentes da RF estão na linha de frente atuando na facilitação do comércio exterior, agindo para garantir o combate ao contrabando, descaminho e tráfico internacional de drogas por todo o país.
De acordo com as autoridades, apesar das restrições impostas pela pandemia do coronavírus, as limitações de pessoas nas fronteiras e a paralisação parcial de atendimento administrativo, o número de apreensões de droga aumentou.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      
                                                                                       
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►