SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

CONPORTOS ANUNCIA CURSO DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA

A 16ª Edição do Curso Especial de Supervisor de Segurança Portuária (CESSP) será realizada em outubro, ainda sem local definido Na...

sexta-feira, 29 de julho de 2016

2

ATÉ QUANDO?




É o que perguntam os guardas portuários do Pará
Acidentes frequentes nesse posto colocam em risco a vida deles
No último dia 18 ocorreu mais um acidente no posto da Guarda Portuária, localizado na Avenida Salgado Filho, no Terminal Petroquímico de Miramar, em Belém, no Pará.
Um caminhão carregado com botijões de gás saiu da empresa Paragás com a porta da gaiola aberta, acertando o guarda portuário Gabriel, lhe arremessando para frente. Apesar de lhe ter causado escoriações leves no braço esquerdo e nas costas, o acidente poderia ter sido muito pior.
Em função do ocorrido, foi feita a CAT – Comunicado de Acidente de Trabalho - por iniciativa do técnico de segurança da CDP, Fábio Nascimento e o guarda portuário encaminhado para o posto médico da Companhia, localizado no Porto de Belém, para avaliação e observação da médica do trabalho.
A providência paliativa tomada pela Companhia Docas do Pará (CDP), que foi a colocação de cavaletes de ferro, não evitou mais esse acidente. O guarda portuário estava na área delimitada por cones e pelos cavaletes para fazer a identificação no acesso, quando foi atingido. Área essa criada por iniciativa dos próprios guardas.
A ausência de barreira física (portão, cancela) e redutores de velocidade nessa via de acesso vêm causando preocupação aos guardas portuários, principalmente durante os plantões noturnos, colocando desnecessariamente as vidas destes profissionais em risco.
E, segundo informações, não consta no sistema de protocolo eletrônico da CDP – SISPROL – trâmite de documentos quanto a essa e outras ocorrências, muito embora a gestão ligada à Guarda Portuária do terminal tenha relatado as mesmas e encaminhado aos administradores dessa instalação requerendo e sugerindo providências.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►

quinta-feira, 28 de julho de 2016

0

QUATRO TRIPULANTES CHINESES SÃO ASSALTADOS NA VILA NOVA, EM SANTOS




US$ 1,6 mil de uma das vítimas e os passaportes foram roubados por bando, que agiu com facas

O plano de quatro chineses que pretendiam conhecer trechos de Santos, na tarde de terça-feira (26), foi interrompido em um assalto com uso de facas na Praça Iguatemi Martins, na Vila Nova. Seis bandidos cometeram o crime e conseguiram escapar.
As vítimas tinham acabado de deixar o navio em que trabalham, atracado no Porto de Santos, quando foram rendidas, às 16 horas.
De acordo com os chineses, quatro dos seis ladrões aparentavam ser menores de idade.
Com duas facas, os criminosos exigiram a entrega dos passaportes e de US$ 1,6 mil, em poder de uma das vítimas.
A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e será investigada pelo 4º Distrito Policial.


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►
0

VERIFICAÇÃO DA REGULARIDADE DOS CAMINHÕES NA ÁREA DO PORTO DE PORTO ALEGRE SERÁ REDOBRADA




Não será permitido o acesso de veículos de carga sem o Registro Nacional Transportadores Rodoviários de Carga – RNTRC

A partir do dia 1° de agosto de 2016, a verificação da regularidade dos caminhões, em operação ou não, que acessarem o Porto de Porto Alegre serão realizadas por meio do Sistema SPH Interativa. Isto significa que, ao agendar a operação o usuário receberá uma mensagem alertando e impedindo o agendamento dos veículos, que porventura, estiverem com o registro inválido.

Conforme a Resolução ANTAQ N° 3274/2014, não é permitido o acesso de veículos de carga sem o Registro Nacional Transportadores Rodoviários de Carga – RNTRC. Válido nas áreas do Porto Organizado, observado o disposto no Código de Trânsito Brasileiro – CTB, em normativas da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT e do Conselho Nacional de Trânsito – Contran, sob pena de multa ao usuário e à Autoridade Portuária.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►
0

PORTO E PMPE EM REUNIÃO PARA ALINHAMENTO DE SEGURANÇA




No encontro, foram discutidas estratégias para a elaboração de diretrizes de segurança para a temporada de cruzeiros

Em visita institucional ao Comando Geral da Polícia Militar de Pernambuco, o presidente do Porto do Recife, Flávio Gouveia, e o diretor de administração e Finanças, Emílio Duarte, tiveram a oportunidade de se reunir com o Comandante Geral da Corporação, Cel. Carlos Alberto D'Albuquerque.
No encontro, foram discutidas estratégias para a elaboração de diretrizes de segurança para a temporada de cruzeiros 2016/2017 que começa em novembro.
De acordo com o diretor administrativo, Emílio Duarte, a oportunidade serviu para alinhar a comunicação entre os dois órgãos. "Vamos reforçar a nossa integração com a PMPE para uma orientação da correta área de deslocamento do Terminal Marítimo de Passageiros para os diversos pontos turísticos da Região Metropolitana do Recife", destacou.

Na reunião, o coordenador de segurança do Porto do Recife, Jorge Pereira, estabeleceu contato com o setor de inteligência da PMPE para que juntos possam mapear os pontos de maior risco da área para prevenir e coibir a ação de criminosos.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►

quarta-feira, 27 de julho de 2016

0

CODESP DEFINE EM 15 DIAS DETALHES DE CONCURSO PÚBLICO




Ao menos 29 vagas serão abertas para contratação imediata em diversas áreas da estatal que administra o Porto

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) pretende realizar ainda neste ano o concurso público para preenchimento imediato de 29 vagas no quadro de funcionários da estatal, além de cadastro de reserva. Os cargos a serem preenchidos ainda estão sob a análise da empresa, mas já há uma lista preliminar. Todas as informações serão definidas em cerca de 15 dias.
O novo concurso foi aprovado na segunda-feira (25), durante a reunião do Conselho de Administração (Consad) da Docas. Na ocasião, foi apresentada uma relação prévia com os setores que devam receber os novos contratados. Entre eles estão as áreas administrativa, contábil, jurídica, além de saúde do trabalhador, engenharia, comunicação e segurança.
De acordo com a Codesp, essa lista ainda sofrerá alterações e não está descartada uma mudança no número de vagas. O que se sabe até o momento é haverá oportunidades para candidatos com ensino superior, que se enquadram na modalidade Especialista Portuário (EP) e também para aqueles que possuem formações técnicas.
Pelo menos seis administradores de empresas devem ser contratados pela Docas, assim como três advogados, um contador, um psicólogo e um médico do trabalho. A Autoridade Portuária também pretende incorporar ao seu quadro funcional um engenheiro elétrico, um analista de sistemas, um arquiteto, um jornalista, um economista e um assistente social, além de um engenheiro de segurança do trabalho.
Relações públicas, controlador de tráfego marítimo e enfermeiro do trabalho também serão contratados, um em cada função. Todos deverão comprovar a conclusão de curso superior.
Já entre os cargos que exigirão apenas Ensino Médio, estão cinco vagas de Técnico Portuário, uma de técnico em segurança do trabalho e outra oportunidade para eletricista. A Tribuna apurou que, entre as demandas apresentadas pelos setores, está a necessidade de novos guardas portuários. A categoria não está contemplada na lista aprovada no Consad de segunda-feira. Por isso, o material ainda será submetido a um estudo interno para determinar quais serão as vagas abertas, assim como os salários oferecidos.
Todavia, hoje a Docas pode contratar somente 30 novos funcionários - acima desse número, automaticamente o candidato aprovado entra em cadastro de reserva. Este limite ocorre por determinação da Portaria Nº 17, de 22 de dezembro do ano passado, do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest).
Pelo regulamento do órgão, vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a estrutura da Codesp é suficiente para, ao todo, 1.588 funcionários. Neste total, são contabilizados, inclusive, colaboradores que foram eventualmente emprestados para outras estatais.
Prazos
Os 29 primeiros aprovados no próximo concurso público da Codesp deverão ser chamados de imediato. Os que foram classificados para reserva poderão ser contratados em um período de até quatro anos (o resultado é válido por dois anos inicialmente, prorrogável por mais dois), assim que forem abertos novos postos de trabalho, seja por desligamento ou aposentadoria.

Apesar de acreditar na realização do concurso neste semestre, a Codesp não tem data para isso acontecer. A realização do processo seletivo foi uma promessa do diretor-presidente da companhia, José Alex Oliva. Em janeiro, ele explicou que tinha o objetivo de implantar um novo estilo de gestão, marcado pela cobrança de resultados nos mais diversos da empresa.



* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►
0

CODESP REALIZARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA DIVERSOS CARGOS




Processo seletivo da Autoridade Portuária terá 29 oportunidades de contratação imediata e ainda vagas para cadastro de reserva

O Conselho de Administração (Consad) da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a estatal que administra o Porto de Santos, aprovou, nesta segunda-feira (25), a realização de um concurso público na empresa para o preenchimento de 29 vagas mais cadastro de reserva. Agora, o próximo passo é a definição da firma que será responsável pelo processo seletivo.
A decisão do Consad será encaminhada para a diretoria-executiva da Docas, que tomará as providências necessárias. Uma delas será a contratação de uma empresa especializada que fará toda a organização do processo seletivo. Isto inclui a elaboração do edital, a aplicação das provas e, posteriormente, a classificação dos candidatos.
A realização do concurso público foi anunciada em janeiro deste ano pelo diretor-presidente da companhia, José Alex Oliva. Segundo ele, a ideia é implantar um novo estilo de gestão, marcado pela cobrança de resultados na empresa.
A Companhia iniciou um levantamento para identificar quantas vagas deverão ser preenchidas no próximo concurso público da empresa. A Tribuna apurou que, inicialmente, foram identificadas 29 oportunidades.
As contratações serão para os setores de Engenharia, Operações Logísticas e Relações com o Mercado e a Comunidade, além de Administração e Finanças da empresa.
As primeiras informações são de que profissionais de todos os níveis de escolaridade serão contratados. De acordo com a quantidade de funcionários na ativa, nesta terça-feira (26), apenas 30 novos profissionais poderiam ser contratados imediatamente pela Autoridade Portuária, já que um funcionário faleceu.
Atualmente, 1.558 funcionários atuam na Docas. No entanto, de acordo com uma portaria do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest), órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e que cuida da administração das estatais, a empresa não pode ultrapassar 1.588 colaboradores.


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►

terça-feira, 26 de julho de 2016

3

LADRÕES SÃO PEGOS PELA GP NO PARÁ




Com eles foram encontrados os pertences das vítimas
A moto utilizada por eles também era produto de roubo

Ontem (25), por volta de 12h55, duas pessoas adentraram pelo Portão 2 do Porto de Vila do Conde (PVC), administrado pela Companhia Docas do Pará (CDP), em uma moto Honda Biz.
De imediato, o guarda portuário Eduardo, de serviço naquele posto solicitou o apoio dos GPs Costa e R. Sousa. Logo em seguida também foi acionado o GP Quadros, que se encontrava no posto de volante para se deslocar para a Rua 2, para onde os meliantes haviam empreendido fuga.
Os GPs Costa e R. Sousa, que saíram em perseguição, ao alcançar os suspeitos, lhe deram voz de parada, mas eles não obedeceram, se evadindo para uma área de mato daquela rua. Ao vasculharem o local, os GPs conseguiram lograr êxito na captura do casal de meliantes.



Após a abordagem, foi constatado que eram assaltantes em fuga, pois momentos antes eles haviam assaltado uma Van, na cidade de Barcarena.
Com eles foram encontrados os pertences das vítimas - 12 celulares, 5 bolsas femininas,  e duas mochilas - todas com documentos e dinheiro, inclusive o valor de $1.888,00.



Posteriormente também foi constatado que a moto utilizada por eles também era produto de roubo. Os meliantes e os produtos roubados foram conduzidos a Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência. As vítimas foram acionadas para comparecer a fim de efetuar o reconhecimento.

Após receberem de volta os pertences que lhes haviam sido roubados, as vítimas agradeceram o trabalho da Guarda Portuária.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►
2

CANDIDATOS APROVADOS NO CONCURSO DA GUARDA PORTUÁRIA AGUARDAM NOMEAÇÃO


Os problemas ocorreram na etapa das provas físicas (Foto: Jornal Notícias do Dia / SC)

Candidatos aprovados reclamam do excesso de prazo no julgamento do processo que se encontra paralisado há dois anos

Seis candidatos aprovado no último concurso da Guarda Portuária do Porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina, realizado em 2014, entraram com uma reclamação na Ouvidoria do Poder Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina (TJSC) sobre o excesso de prazo para o julgamento do processo que se encontra paralisado há dois anos.
Segundo os candidatos Diego Tiburcio Machado, Artelino Anderson Arend, Venícius Gonçalves Souza, Rodrigo Xavier da Silva, João Vicente Vieira Barcellos e André Ferreira Silveira, o concurso está suspenso desde julho de 2014, através de uma Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo MP, quando o resultado já tinha sido homologado e publicado no Dário Oficial. Completados dois anos, nada foi comprovado referente às denúncias feitas por candidatos reprovados numa decisão parcial de juiz de primeira instância que não garantiu direitos àqueles que leram o edital e se prepararam para o concurso num todo, sendo que o concurso era de três etapas.
O Processo 09000403720148240061 está no gabinete do desembargador Jorge Luiz de Borba desde 23 de maio do corrente ano, somando-se a outros 1423 pendentes de julgamento.
Após as manifestações formuladas perante a Ouvidoria e encaminhadas ao TJSC, elas foram recebidas como pedido de preferência na tramitação. Isso, apesar de não ter havido nenhuma postulação nesse sentido por parte dos procuradores atuantes na causa.
De imediato foi realizado contato com o cartório da 2ª Vara Cível de S. Francisco do Sul para que se viabilizasse a remessa, com a maior agilidade possível, do CD e do HD externo, onde se encontram arquivados, os quais foram objeto de pedido expresso formulado pela Procuradoria Geral de Justiça (PGJ). Após a ascensão das mídias em questão, será necessária nova vista à PGJ; somente após haverá a possibilidade de inclusão do recurso em pauta.



Ouvidoria
A Ouvidoria é um órgão vinculado à Presidência do Poder Judiciário e tem como objetivos servir de canal de comunicação dos públicos, interno e externo, com a Instituição e fortalecer o exercício da cidadania. Ela não se presta a acelerar o impulso processual, nem exerce atividade de caráter fiscalizatório.
A finalidade do contato foi cientificar a unidade judiciária a respeito da manifestação realizada perante a Ouvidoria e, ao mesmo tempo, dar oportunidade ao Juízo de Direito de divulgar o bom serviço jurisdicional prestado. Essa mediação colabora para melhoria da sensação de que o Poder Judiciário escuta o interessado e o auxilia na busca de notícias sobre a expectativa de andamento processual.
LEIA MAIS: JUSTIÇA SUSPENDE CONCURSO PARA GUARDA PORTUÁRIO EM SÃO FRANCISCO DO SUL
Concurso
O concurso público do Porto de São Francisco do Sul para guardas portuários foi suspenso por uma liminar. A promotora de Justiça de São Francisco Andreia Favero analisou mais de vinte denúncias e moveu uma ACP sobre as irregularidades em uma etapa da seletiva.
O juiz da 2ª Vara Cível de São Francisco, Fernando Seara Hickel, concedeu uma liminar suspendendo o concurso organizado pelo Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (IESES), empresa contratada pelo porto. A seletiva que contou com 5.000 inscritos, foi realizada em três etapas: teste teórico, físico e psicológico.
Os problemas ocorreram na etapa das provas físicas. Os candidatos reclamaram da mudança do dia da prova e da maneira como foi realizada a contagem dos pontos. A chuva atrapalhou a realização dos exercícios na pista de atletismo da Univille, em Joinville, e a organização do concurso decidiu dividir os testes em duas etapas. As mulheres executaram os exercícios de barra, corrida e abdominal debaixo de chuva. A prova dos homens foi adiada para o dia seguinte.
Na liminar, o juiz considerou que “é bem possível que o desempenho das candidatas mulheres tenha sido comprometido em razão do mau tempo”, e que “a marcação da prova para o dia seguinte prejudicou os candidatos que não residem na cidade do local da prova”. Das 71 candidatas, apenas uma foi aprovada.
Após a realização das provas das mulheres, com o argumento que a chuva tinha engrossado, os funcionários do IESES adiaram a prova dos homens. Os concorrentes tiveram que comparecer ao mesmo local no dia seguinte para fazer os testes físicos.
A assessora jurídica do Porto, advogada Nasira Maria, afirmou na época, que uma comissão do Porto organizou o concurso e que as provas seguiram de acordo com o estabelecido pelo IESES. Enquanto não ocorre uma decisão, o porto segue com vigilantes contratados de uma empresa terceirizada.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►

segunda-feira, 25 de julho de 2016

0

MP DOS PORTOS: GLEISI HOFFMANN VAI DANÇAR COM A VASSOURA NO BAILE DA PF...




A PF está investigando a polêmica MP dos Portos
A Odebrecht vai dançar em Cuba e em Santos
A Odebrecht fez o Embraport

Saiu na coluna de Jorge Bastos Moreno, em O Globo:
“Foco”
Na delação de Gim Argolo, o foco é justamente as negociatas que envolvem o trâmite das medidas provisórias. Por falar nelas, a PF está investigando a polêmica MP dos Portos. Lembram?
Bem: a pequena nota do Globo não é do tipo decifra-me ou te devoro. Vamos decifrá-la…
***
No dia 9 de julho passado, a Mônica Bergamo deu:
“CUBA NA MIRA
O governo de Michel Temer abrirá auditoria sobre uma das principais obras dos governos de Lula e Dilma Rousseff: o Porto de Mariel, em Cuba, que foi construído pela Odebrecht.
FORÇA TAREFA
O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle já prepara uma equipe para auditar os contratos do porto. O BNDES também entra na mira, já que a obra foi feita com recursos oriundos da instituição.
ZERO
A pasta acredita que não teria havido retorno em prestação de serviços para empresas brasileiras já que, em Cuba, quase tudo está nas mãos do Estado, ou tem o governo como sócio majoritário.”
***
Ou seja: a Odebrecht vai dançar em Cuba e em Santos.
Vou te explicar o que está por detrás disso. Antes de explicar, te digo quem vai dançar com a vassoura no baile da PF:  Gleisi Hoffmann
O ponto principal é que houve uma mega alteração na Medida Provisória dos Portos, para permitir o porto da Odebrecht, que já tinha sido construído, começar a operar.
1) A Odebrecht comprou um terreno fora da área do porto, ali por volta de 2005 (mais detalhes abaixo). Não era permitido fazer um porto em terreno privado. A Odebrecht fez o Embraport, um grande terminal de contêineres, ficando com 66,7% do capital (o restante é do DP-World, Dubai Port, cujo chairman é Sultan Ahmed Bin Sulayem).
A associação com o DP – World ocorreu por volta de 2008. As empresas nada investiram de capital próprio: do R$ 1,8 bilhão de investimento, R$ 663,3 milhões são do BNDES, via Caixa Econômica Federal. Juros? Os mais baixos do país: do Fundo de Investimentos do FGTS, o FI-FGTS, no máximo 3% ao ano. E US$ 786 milhões vieram do Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID, devidamente garantido pelo Governo. Aparentemente, não sobrou nada para o DP – World investir.

O porto foi inaugurado em julho de 2013. Já tinha sido financiado com dinheiro oficial, construído e inaugurado quando a presidente Dilma Rousseff assinou, em agosto/setembro de 2013, a lei 12.815, que autorizou a construção de portos em terrenos particulares. Foi feito nos termos da nova lei, mas muito antes que houvesse a lei.
2 – Além de mostrar que é boa de previsão (já que comprou o terreno, projetou o porto, obteve empréstimos oficiais para construí-lo, fez a obra toda e o inaugurou antevendo que algum dia – que, para sua sorte, chegou rapidamente – tudo acabaria se tornando legal), a Odebrecht demonstrou sua capacidade de multiplicação de investimentos: aterrou parte do canal, ampliando seus terrenos, e removeu áreas de mangue, de importância vital para a sobrevivência da vida marinha.
Detalhe interessante: este é o maior investimento do BNDES na área de portos, 18% de sua disponibilidade total para todos os portos de todo o país. E o investimento foi feito num projeto que só se tornou legal depois de ter iniciado suas operações.
3) Historiando: quem primeiro pensou em construir seu porto próprio fora da área do porto de Santos foi  a Coimex, que, em 2003 e 2004, queria ali erguer, na margem esquerda do canal, um terminal de fertilizantes. A Odebrecht, contratada para fazer a obra, se interessou em ficar com tudo quando a Coimex entrou em dificuldades. E, com a ajuda da influência de Beto Mansur, inicialmente como prefeito, depois como deputado federal, realizou seu objetivo. Não apenas conseguiu um porto sem colocar capital próprio como ainda foi remunerada, com parte dos empréstimos, para construí-lo.
Bonito, hein, Gleisi Hoffmann ? Está metida até o pescoço nas investigações apontadas por Jorge Bastos Moreno. Ela é irônica, mordaz. Acha que pode dar pernada de anão na grana pública. Vejam essas linhas do G1, de 15 de março de 2013. Pura piada de mau gosto da loirinha tunada a buril de esteticista:
“A ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirmou nesta sexta-feira (15) que a MP dos Portos não vai privatizar o setor, mas sim mudar o modelo para tornar as licitações mais baratas e atrativas”. A medida, que tramita em uma comissão especial no Congresso, tem sido alvo de críticas de trabalhadores portuários, que alegam que a mudança nas regras vai fragilizar a classe.


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Continue lendo ►

LEGISLAÇÕES