Postagem em destaque

CONPORTOS CASSA CERTIFICADO DE SEGURANÇA DOS TERMINAIS DA RODRIMAR NO PORTO DE SANTOS

Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos encontra falhas nos sistemas de segurança desde 2016 e a empresa não apontou soluçõe...

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

0

ROCAM DA GUARDA PORTUÁRIA PRENDE CAMINHONEIRO ADULTERANDO PLACA


Equipe ROCAM abordando o motorista

A equipe da Ronda Ostensiva Com o Apoio de Motos (ROCAM) da Guarda Portuária do Porto de Santos flagrou um caminhoneiro adulterando a placa do caminhão e lhe deu voz de prisão.

A adulteração da placa de caminhões é um crime que tem se tornado comum no Porto. Alguns caminhoneiros adulteram a placa dos veículos para praticarem o roubo de carga, outros, na grande maioria, praticam este crime apenas para poderem queimar os semáforos ou abusarem da velocidade, tanto na área do Porto como na cidade e nas estradas.

O flagrante ocorreu no último sábado (14), os guardas portuários Nilvandro e Rafael estavam em patrulhamento, e quando trafegavam pela Avenida Xavier da Silveira, próximo ao Armazém 7, observaram um elemento mexendo na placa traseira do reboque de uma carreta que estava estacionada.

Ao fazer a abordagem constataram que o elemento avistado era o motorista do veículo e estava adulterando os números com pasta de dente. Indagado pelos guardas, de início alegou que estava apenas limpando a placa, porem, acabou por admitir o crime, e que o seu intuito era não ser flagrado pelos radares. O motorista Clodoaldo Nicola Colobiale recebeu então, voz de prisão.


Inspetor Mauro Augusto e guarda portuário Ademir Braz encaminharam o preso ao Distrito

A equipe ROCAM-GPORT acionou o Centro de Controle de Comunicação da Guarda Portuária (CCCOM-GPORT) que designou o Inspetor Mauro Augusto e o guarda portuário Braz para conduzirem o preso e o veículo ao 1º Distrito Policial, escoltados pelas motos.


A perícia na placa do reboque do conjunto mecânico foi realizada no 1º Distrito Policial


No Distrito os fatos foram apresentados ao Dr. Del. Edmilson Saches que solicitou a perícia no veículo, sendo constatada que de fato a placa havia sido adulterada com pasta de dente. A placa original era BXH 8683, da cidade de Cubatão-SP, sendo adulterada para BXH 8888.

Placa do reboque adulterada


O delegado ratificou a voz de prisão em flagrante, enquadrando o motorista no crime de adulteração de sinal identificador de veículo automotor (artigo 311- consumado). O conjunto mecânico apreendido, após a perícia, foi entregue aos proprietários.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES