SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO

Postagem em destaque

CONPORTOS ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO ESPECIAL DE SUPERVISÃO EM SEGURANÇA PORTUÁRIA

  O período de inscrição é de 18 de maio de 2022 a 05 de junho. Serão disponibilizadas 240 (duzentas e quarenta) vagas A Comissão Nacional...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 24 de junho de 2022

0

POLÍCIA CIVIL APREENDE MAIS DE 200 KG DE COCAÍNA QUE SERIA ENVIADA PARA O EXTERIOR

 

A droga estava escondida em sacas de açúcar. Os investigadores também encontraram lacres para contêiner e repelentes olfativos

Em ação realizada por agentes da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da DEIC (2º DEIC), da Polícia Civil, foi apreendido na madrugada de ontem, quinta-feira (23), 204,3 kg de cocaína em Santos, no litoral de São Paulo. Onze homens foram presos em flagrante.

A droga estava escondida em sacas de açúcar - Foto: Divulgação Polícia Civil

De acordo com o Departamento de Polícia Judiciária do Interior-6 (Deinter-6), os investigadores monitoravam a organização criminosa há meses, e descobriram que um grande carregamento da droga seria levado a um terreno onde funcionava um estacionamento, na Rua Coronel Feliciano Narciso Bicudo, no Bairro São Manoel, na Zona Noroeste da Cidade.

Ao chegarem ao local, vários homens fugiram ao notar os carros da polícia, no entanto, onze suspeitos foram presos.

Segundo a Polícia Civil, no estacionamento havia uma carreta, com um contêiner carregado com sacas de açúcar. Nessas sacas foram localizados 185 tabletes de cocaína, que totalizavam 204,3 kg. Os investigadores também encontraram lacres para contêiner e repelentes olfativos, que são utilizados na droga, na tentativa de atrapalhar a fiscalização de cães farejadores.

A droga e a carreta foram apreendidos e recolhidos a sede da Polícia Civil. Os 11 detidos foram presos e autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico e posteriormente foram conduzidos ao sistema penitenciário


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►

quinta-feira, 23 de junho de 2022

0

GUARDA PORTUÁRIA DO AMAPÁ RECEBE NOVOS ARMAMENTOS

 

As pistolas entregues pela são do modelo TH9 no calibre 9mm da fabricante Taurus

Em cerimônia realizada na última terça-feira (21) a Autoridade Portuária (Companhia Docas de Santana - CDSA) entregou novos armamentos para os Guardas Portuários. As pistolas entregues pela Companhia são do modelo TH9 no calibre 9mm da fabricante Taurus.

Participaram da cerimônia de entrega o Diretor Presidente da CDSA, Edival Tork, o Diretor Operacional, Edilson Barros, o Diretor Administrativo, Ney Chagas, além do Capitão de Mar e Guerra Kaysel Costa Ribeiro (Capitão dos Portos do Amapá) e os Chefes da Divisão de Planejamento e Gestão Portuária e da Divisão de Segurança, Inspetor Alves e GPort José Neto.

Fonte: ANGPB


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

quarta-feira, 22 de junho de 2022

0

GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO RECEBE CÂMERAS CORPORAIS

 

Os dispositivos permitem a gravação por 8 horas, possuem capacidade para armazenamento de fotos e áudios

Com o intuito de equipar cada vez mais a Guarda Portuária (GPort), a Companhia Docas do Rio de  Janeiro (CDRJ) entregou, na última terça-feira (14),  08 câmeras corporais ao Grupamento de Ações Extraordinárias (GAEX). 

As câmeras foram importadas pela empresa de treinamentos ABRAPAM, que doou os equipamentos que fizeram parte dos itens inclusos no curso de Abordagem e de Operadores, necessários para o treinamento. Os dispositivos permitem a gravação por 8 horas, possuem capacidade para armazenamento de fotos e áudios, são resistentes à água, com visão noturna, possibilitando a gravação em ambientes com pouca luminosidade como nas atividades noturnas na poligonal do porto.

De acordo com o superintendente da Guarda Portuária da CDRJ, José Tadeu Diniz, as câmeras servem para garantir a transparência e a legalidade nas ações da GPort, além de resguardar os nossos agentes contra acusações falsas e eventuais desacatos praticados contra eles durante alguma abordagem, sendo instrumentos de proteção ao bom profissional.

A previsão é de que as câmeras comecem a ser utilizadas no exercício simulado de segurança portuária, que será realizado no próximo dia 23 de junho, o qual contará com a presença da Policia Federal (GPI/NEPOM) e outras agências governamentais.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

terça-feira, 21 de junho de 2022

0

GUARDA PORTUÁRIA E POLÍCIA FEDERAL FISCALIZAM VEÍCULOS NO ACESSO AO PORTO DE SANTANA

 

A ação faz parte das medidas rotineiras de controle de acesso ao porto

A Guarda Portuária (GPort) e a Polícia Federal (PF) realizaram na última sexta (17), fiscalização de veículos que acessam o Porto de Santana realizando transportes de cargas.

A ação faz parte das medidas rotineiras de controle de acesso no âmbito da Companhia Docas de Santana - CDSA, que visam à repressão de ilícitos, verificação de irregularidades, descaminho e tráfico de entorpecentes pelo Porto Organizado.

SOS Bailique

No dia, 11 de maio a GPort realizou a entrega de água mineral em garrafas que foram transportadas para o arquipélago do Bailique, como ajuda à população prejudicada pela falta de água potável, devido à salinização das águas do rio.

Durante a campanha, foram arrecadados 63 pacotes de água mineral de diversos tamanhos, doados pelos colaboradores da CDSA que serão de grande ajuda para a população que nesse momento necessita.

Segundo o Major CBM/AP Emerson, Chefe da Divisão de Operações da Defesa Civil/AP, responsável pelo recebimento das doações, a divulgação de ações como esta são de suma importância para conscientizar mais pessoas a colaborarem com a campanha em prol das famílias do Bailique.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

segunda-feira, 20 de junho de 2022

0

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO CORONA DE COMBATE À LAVAGEM DE DINHEIRO E AO NARCOTRÁFICO INTERNACIONAL

 

A quadrilha tentou exportar o entorpecente para a Europa, pelo Porto de Suape, em Pernambuco

A Polícia Federal (PF) deflagrou na última quarta-feira (15) a Operação Corona, com objetivo de combater organizações criminosas dedicadas à lavagem de dinheiro do narcotráfico internacional.

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 9 mandados de prisão preventiva, expedidos pela Justiça Federal em Pernambuco, assim distribuídos:

  • Praia Grande (SP): um de prisão e dois de busca e apreensão;
  • Paulínia (SP): um de prisão e um de busca e apreensão;
  • Ribeirão Preto (SP): dois de prisão e quatro de busca e apreensão;
  • Serrana (SP): um de prisão e dois de busca e apreensão;
  • Guatapará (SP): um de prisão e um de busca e apreensão;
  • Itaquaquecetuba (SP): dois de busca e apreensão;
  • Poá (SP): um de busca e apreensão;
  • Campo Grande (MS): um de prisão e um de busca e apreensão
  • Recife (PE): um de prisão e um de busca e apreensão;
  • Manaus (AM): um de prisão;
  • Coari (AM): um de busca e apreensão.

No total, 80 policiais federais foram mobilizados para atuar nos Estados de Pernambuco (RMR), São Paulo (regiões de Santos, Capital, Campinas e Ribeirão Preto), Mato Grosso do Sul (capital) e Amazonas (interior).

A investigação foi iniciada em 22/4/2020 após a apreensão de cerca de 650 kg de cocaína no Aeródromo da Coroa do Avião em Igarassu, cidade localizada na Região Metropolitana de Recife/PE (RMR).

Avião apreendido no aérodromo em Igarassu - Foto: Divulgação Polícia Federal

Segundo a Polícia Federal, a quadrilha tentava exportar o entorpecente para a Europa, pelo Porto de Suape, no Litoral Sul de Pernambuco, em meio a uma exportação de sucata.

A apreensão resultou de um esforço operacional da PF com o apoio da Polícia Militar de Pernambuco. Na ocasião, piloto, copiloto e outros criminosos engajados no descarregamento da droga da aeronave foram presos em flagrante por tráfico de drogas. O plano do grupo criminoso visava ocultar a cocaína numa exportação de sucata destinada à Europa pelo Porto de Suape.

Após o flagrante, a PF aprofundou a investigação, a fim de identificar outros responsáveis pela operação ilícita, assim como descobrir o esquema criado para financiar esse plano. Foi revelada, então, uma grande estrutura criminosa de empresas de fachada criadas com a finalidade de movimentar dinheiro para o crime organizado transnacional. As empresas estão espalhadas pelo país, mas se concentram, especialmente, no Estado de São Paulo. Só nos primeiros quatro meses de 2020, no período em que o grupo preso na RMR arquitetava a exportação de cocaína frustrada pela PF, essas empresas movimentaram juntas mais de R$ 116 milhões.

Cocaína apreendida no avião - Foto: Divulgação Polícia Federal

De acordo com o assessor de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, a sede da organização criminosa era em São Paulo, mas Pernambuco tinha localização estratégica para os traficantes.

“O Porto de Suape tem uma localização estratégica para escoar essa cocaína para a Europa, então, eles utilizam contêineres. No caso, aqui, foi um contêiner de sucata, para poder esconder a droga e tentar despistar principalmente o trabalho daquelas pessoas que estão envolvidas ali no Porto de Suape”, disse.

Os crimes investigados são tráfico internacional de drogas, financiamento do narcotráfico, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro. As penas podem chegar, isoladamente, a mais de 20 anos de reclusão.

O nome da operação, Corona, se deve ao fato de a palavra, que é espanhola, significar "coroa", em português. Trata-se de uma referência à Coroa do Avião, local em que a droga foi apreendida, além da pandemia da Covid-19.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
Continue lendo ►

sábado, 18 de junho de 2022

0

EM NOVA AÇÃO DA RECEITA FEDERAL E DA POLÍCIA FEDERAL FOI APREENDIDO MAIS 497 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

 

Foi segunda apreensão no porto em menos de 24h, totalizando mais de uma tonelada da droga

Na última quarta-feira, 15/6, a Receita Federal do Brasil (RFB) e a Polícia Federal (PF) realizaram nova ação de combate ao tráfico internacional de drogas, que culminou na apreensão de 497 kg de cocaína. A droga foi localizada em uma carga de biscoitos que tinha como destino o Porto de Roterdã, na Holanda.

A seleção da carga para inspeção física foi resultado da atividade de gestão de riscos desenvolvida pela Receita Federal nas operações de comércio exterior. Essa atividade envolve o uso de informações prestadas por importadores, exportadores, transportadores, operadores portuários e outros agentes envolvidos nas operações, além da análise de imagens escaneadas dos contêineres.

Após cuidadosa inspeção nas 2,7 toneladas de sacos de biscoitos de polvilho acondicionados em caixas de papelão e sinalização positiva do cão de faro, a RFb encontrou os primeiros tabletes de cocaína em substituição à carga regular.

Após a localização da droga, a PF foi acionada para realizar o trabalho de perícia no local e participar, de forma integrada, do restante da operação.

A droga apreendida ficará sob guarda da PF, que prosseguirá com as investigações a partir de informações da RFB. A troca de informações entre as instituições é essencial para a abertura de um novo inquérito policial ou para trazer novos elementos aos que estão em curso.

Mais de uma tonelada em menos de 24h

Um dia antes, na terça-feira (14), outra ação integrada da Receita Federal e da Polícia Federal foi concluída com a apreensão de 518 kg de cocaína. A droga estava em meio a uma carga de carne desossada de equinos e tinha como destino o porto de Antuérpia, na Bélgica.

Somando as duas apreensões, o total interceptado foi de 1.015 kg de cocaína.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Continue lendo ►