Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA DETÉM TRIO DE ASSALTANTES

Na abordagem, um dos elementos estava de posse de uma réplica de arma de fogo (simulacro). Na noite do dia 09 de março, os guardas p...

terça-feira, 30 de julho de 2013

0

SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA É DISCIPLINA DO CURSO DE FORMAÇÃO DA GUARDA PORTUÁRIA





Pela primeira vez na sua história a Segurança Pública Portuária é uma das disciplinas do Curso de Formação de Guardas Portuários do Porto de Santos

No mês de junho, com 27 integrantes, sendo 23 homens e quatro mulheres, teve início o 89º Turma do Curso de Formação de Guardas Portuários. O curso foi aberto pelo Superintendente da Guarda Portuária, Ézio Ricardo Borghetti que ministrou a disciplina “Noções de Segurança Pública”.

A grade do curso de formação depende da política de trabalho adotada pelo Superintende da Guarda Portuária. Este cargo já foi ocupado por Capitão-de-Mar-e-Guerra da Marinha, Coronel do Exército, Coronel da Polícia Militar, Coronel do Corpo de Bombeiros e Inspetores da Guarda Portuária e nenhum deles deu a devida importância para o papel da Guarda Portuária na Segurança Pública Portuária. Hoje ele é ocupado por um ex-inspetor da Polícia Rodoviária Federal, que foi presidente da CONPORTOS e um dos mentores do Plano Nacional de Segurança Pública Portuária - PNSPP, razão pela qual essa matéria foi incluída no atual curso.

“As ações de Segurança Pública são exclusivas do Estado, e no contexto de todo o Sistema de Segurança Pública Portuária, compete à Autoridade Portuária por meio de seu corpo operacional, a Guarda Portuária, sem prejuízo ou inferência nas ações de Estado que competem aos demais órgãos públicos intervenientes no Porto Organizado”, disse Borghetti.
 

PNSP

O Plano Nacional de Segurança Pública - PNSP foi estruturado em 15 compromissos e 124 ações a serem executadas em parcerias firmadas entre o Poder Executivo (nas várias instâncias administrativas), o Poder Judiciário, o Poder Legislativo e a Sociedade Civil organizada, além de organismos multilaterais de desenvolvimento e agências governamentais estrangeiras
 
 

PNSPP

O Plano Nacional de Segurança Pública Portuária - PNSPP foi aprovado pela CONPORTOS em 02 de dezembro de 2002.

Ele é uma obrigatoriedade imposta pelo Governo Brasileiro e não decorrente do ISPS-Code da Organização Marítima Internacional. Em 12 de dezembro de 2002, dez dias após ter sido aprovado o Plano Nacional de Segurança Portuária, surgiu o Código Internacional de Proteção de Navios e Instalações Portuárias da Organização Marítima Internacional – ISPS-Code.


COMPROMISSOS DO PNSPP
1.     Combate ao Narcotráfico e ao Crime Organizado nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis.
2.     Controle de Entrada e Saída de Armas do País.
3.     Repressão ao Roubo / Furto de Cargas.

Instrutor

O inspetor II e Supervisor de Segurança Portuária Carlos Roberto Carvalhal foi designado para ministrar a disciplina “O Papel da Guarda Portuária na Segurança Pública Portuária e os Órgãos Intervenientes do Porto”.

A escolha do Inspetor Carvalhal pelo Gerente da Guarda Portuária, Luiz Roberto Gomes, para ministrar o curso, levou em conta a sua experiência de mais de 25 anos na Guarda Portuária, tendo atuado em vários segmentos, como o patrulhamento marítimo e rondas de policiamento, tendo integrado o 1º GOE – Grupo de Operações Especiais, que atuou no Porto entre 1999 e 2000, no qual participou, de forma efetiva, na ação que reprimiu o maior ato de pirataria já registrado no Brasil, o caso do “Navio Isomeria”, mencionado no Site da Conportos.

Carvalhal também foi o inspetor que coordenou a equipe que prendeu uma quadrilha inteira de furto a bordo, o caso do “Navio Lausane”. Foi atuante no combate a “Máfia do Óleo” que atua no Porto de Santos. Após o registro de uma ocorrência, onde foi constatado que com um único documento para a retirada de 30 m3, uma empresa retirou 360 m3. Nesta atuação, participaram em conjunto o Inspetor Marco Antônio Barbosa dos Santos e o guarda portuário Felipe Januzzi Laragnoit, fazendo com que a Codesp passasse a adotar normas para a retirada de resíduos oleosos no Porto de Santos.

Também se destacou por realizar várias operações de fiscalização e blitz na área portuária, principalmente nos períodos noturnos, que ficaram conhecidas como “Comando da Madrugada”. Recentemente comandou a “Operação Saturação” no Ponto de Escalação do Ogmo.

No ano passado, coordenou o grupo de trabalho que realizou o “Estudo de Viabilidade Técnica da Celebração do Convênio da Guarda Portuária com oInfoseg”, protocolado na Secretária Nacional de Segurança Pública.

Carvalhal possui cursos de combate ao narcotráfico com a Guarda Costeira Americana, combate ao roubo de carga, da Academia de Polícia Civil – Acadepol, além da experiência acumulada na sua passagem pela Receita Federal e pela segurança privada.

Atualmente, é membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, parecerista da Revista Brasileira de Segurança Pública e articulista da Revista Segurança e Cia.


Programa do Curso

Segundo Regina Lopes de Almeida, Gerente de Relações Humanas e Treinamento, a Codesp tem excelentes profissionais em seu quadro de funcionários e prioriza que eles se tornem multiplicadores dos seus conhecimentos. Exceto o Tiro Prático, todas as demais disciplinas são ministradas por nossos próprios empregados.
 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES