Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

0

MARINHA LANÇA OPERAÇÃO PARA SE PREPARAR PARA A COPA DO MUNDO






A Marinha do Brasil iniciou na segunda-feira (17) a Operação “Amazônia Azul”, uma inédita e gigantesca mobilização, sob a coordenação do Comando de Operações Navais, que tem como objetivos principais: intensificar a fiscalização do cumprimento de leis e regulamentos e reprimir ilícitos de toda ordem nas Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB), além de preparar o plano de segurança que será implementado para a atuação da Força Naval na Copa do Mundo - FIFA 2014.


Para sua execução está previsto o maior emprego simultâneo de meios e tropas pertencentes à Marinha do Brasil já realizado nas AJB. Participam da Operação cerca de 30 mil militares, 60 navios, 15 aeronaves e diversas embarcações das Capitanias dos Portos, distribuídos por todo litoral nacional além das águas interiores. 


A Operação, que acontece até o dia 22 de fevereiro, conta com a participação da Força Aérea Brasileira (FAB) e de instituições como o Departamento de Polícia Federal, a Secretaria de Receita Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Petrobrás, a Transpetro e a Guarda Portuária.


Durante a operação, os navios e embarcações da Marinha realizarão ações de patrulha e de inspeção naval na Amazônia Azul, rios e lagos brasileiros. Os Fuzileiros Navais atuarão na defesa de portos, terminais petrolíferos de interesse e plataformas de petróleo.


O nome atribuído à Operação – Amazônia Azul – deve-se à importância que a Marinha confere a esta imensa região marítima, situada na fronteira leste do Brasil, cuja área e potenciais estratégicos e econômicos assemelham-se ao da Amazônia verde, e pela qual todos os brasileiros têm a obrigação de zelar e proteger.


Pela Amazônia Azul circulam 95% do nosso comércio exterior e dela extraímos aproximadamente 90% da produção de petróleo. Da mesma forma, a pesca e a presença de nódulos polimetálicos constituem outras fartas riquezas da Amazônia Azul. Não obstante este rico patrimônio brasileiro, as ilhas de Trindade, Fernando de Noronha e o Arquipélago de São Pedro e São Paulo constituem importante fator estratégico de nossa Nação, a ser considerado e preservado.


Na área de jurisdição do Comando do 2° Distrito Naval – com sede em Salvador e que abrange Bahia, Sergipe, parte de Minas Gerais e Pernambuco – a operação contará com cinco navios e 37 embarcações de inspeção naval, além de tropas de Fuzileiros Navais, em um total de mais de 500 militares.


Apesar de não serem banhados pelo mar, o Distrito Federal (DF) e o estado de Goiás também estão no mapa da operação. Entre os dias 17 e 22 de fevereiro, fuzileiros navais vão reforçar a fiscalização do tráfego aquaviário no Lago Paranoá, no DF, e na região de Caldas Novas (GO). Nesses locais, a Polícia Militar Ambiental e o Corpo de Bombeiros vão prestar apoio. Os condutores de barcos, lanchas, moto aquática e outras embarcações, que não estiverem em dia com suas documentações, poderão receber notificação, multa, ou ter a carteira e a embarcação apreendidas.


Na área de jurisdição da Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins, as ações das equipes de inspeção naval concentrarão suas atividades nas regiões de Caseara e Palmas.




Fonte: Ministério da Defesa








Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES