Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS PARTICIPAM DE CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA ADESTRAMENTO DE CÃES NO PARÁ

As instruções teóricas foram realizadas tanto em espaços ao ar livre quanto em sala, com apresentações em slides e considerações impor...

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

0

MARINHA LANÇA OPERAÇÃO PARA SE PREPARAR PARA A COPA DO MUNDO






A Marinha do Brasil iniciou na segunda-feira (17) a Operação “Amazônia Azul”, uma inédita e gigantesca mobilização, sob a coordenação do Comando de Operações Navais, que tem como objetivos principais: intensificar a fiscalização do cumprimento de leis e regulamentos e reprimir ilícitos de toda ordem nas Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB), além de preparar o plano de segurança que será implementado para a atuação da Força Naval na Copa do Mundo - FIFA 2014.


Para sua execução está previsto o maior emprego simultâneo de meios e tropas pertencentes à Marinha do Brasil já realizado nas AJB. Participam da Operação cerca de 30 mil militares, 60 navios, 15 aeronaves e diversas embarcações das Capitanias dos Portos, distribuídos por todo litoral nacional além das águas interiores. 


A Operação, que acontece até o dia 22 de fevereiro, conta com a participação da Força Aérea Brasileira (FAB) e de instituições como o Departamento de Polícia Federal, a Secretaria de Receita Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Petrobrás, a Transpetro e a Guarda Portuária.


Durante a operação, os navios e embarcações da Marinha realizarão ações de patrulha e de inspeção naval na Amazônia Azul, rios e lagos brasileiros. Os Fuzileiros Navais atuarão na defesa de portos, terminais petrolíferos de interesse e plataformas de petróleo.


O nome atribuído à Operação – Amazônia Azul – deve-se à importância que a Marinha confere a esta imensa região marítima, situada na fronteira leste do Brasil, cuja área e potenciais estratégicos e econômicos assemelham-se ao da Amazônia verde, e pela qual todos os brasileiros têm a obrigação de zelar e proteger.


Pela Amazônia Azul circulam 95% do nosso comércio exterior e dela extraímos aproximadamente 90% da produção de petróleo. Da mesma forma, a pesca e a presença de nódulos polimetálicos constituem outras fartas riquezas da Amazônia Azul. Não obstante este rico patrimônio brasileiro, as ilhas de Trindade, Fernando de Noronha e o Arquipélago de São Pedro e São Paulo constituem importante fator estratégico de nossa Nação, a ser considerado e preservado.


Na área de jurisdição do Comando do 2° Distrito Naval – com sede em Salvador e que abrange Bahia, Sergipe, parte de Minas Gerais e Pernambuco – a operação contará com cinco navios e 37 embarcações de inspeção naval, além de tropas de Fuzileiros Navais, em um total de mais de 500 militares.


Apesar de não serem banhados pelo mar, o Distrito Federal (DF) e o estado de Goiás também estão no mapa da operação. Entre os dias 17 e 22 de fevereiro, fuzileiros navais vão reforçar a fiscalização do tráfego aquaviário no Lago Paranoá, no DF, e na região de Caldas Novas (GO). Nesses locais, a Polícia Militar Ambiental e o Corpo de Bombeiros vão prestar apoio. Os condutores de barcos, lanchas, moto aquática e outras embarcações, que não estiverem em dia com suas documentações, poderão receber notificação, multa, ou ter a carteira e a embarcação apreendidas.


Na área de jurisdição da Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins, as ações das equipes de inspeção naval concentrarão suas atividades nas regiões de Caseara e Palmas.




Fonte: Ministério da Defesa








Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES