Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 30 de junho de 2015

2

CODESA PODERÁ PAGAR MULTA MILIONÁRIA POR NÃO REALIZAR CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA


Sede da Codesa - Porto de Vitória (Foto: Renato Avelar - Blog da Vela)


O Juiz do Trabalho Substituto, Fausto Siqueira Gaia, da 13ª Vara do Trabalho de Vitória revogou decisão anterior e estipulou uma multa máxima de R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais), para fins da garantia da execução provisória do processo nº 0048201-68.2012.5.17.0013, em virtude da não realização de concurso público para a Guarda Portuária.
O juiz havia lavrado uma sentença, mantendo a multa à Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) em 200 mil. O Sindicato da Guarda Portuária No Estado do Espírito Santo (Sindguapor) e o MPT refutaram e pediram a aplicação integral da multa, que daria cerca de 9 milhões. Ele revogou a sentença anterior e emitiu uma nova, fixando o teto em 4 milhões . A Codesa terá que pagar ou terá bem arrestado em juízo.
No despacho, publicado no dia 27 de maio, o juiz considerou o teor das manifestações do MPT, do Sindicato e da Codesa, e melhor compulsando os autos, revogou o despacho anterior.
Entendeu o juíz que, na forma dos § 5º e 6º do artigo 461 do CPC, poderá o Juízo de Execução modificar o valor ou a periodicidade da multa, caso verifique que se tornou insuficiente ou excessiva.
A sua análise, o juiz considerou:
- que a sentença não trouxe limitação aos valores da multa, apenas fixando-a como diária;
- que a executada é sociedade de economia mista federal, que se submete às regras da Administração Pública;
- que já transcorreram três anos desde o cumprimento da liminar (em 23/05/2012) e até agora não se deu o cumprimento devido, não providenciando a realização do certame.
Sendo assim, achou por bem fixar estabelecer o teto máximo das multas em R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais), para fins da garantia da execução provisória. Valor este, que reputa ser razoável no presente caso.
Estabelecido o valor como teto máximo, este deverá ser tão somente corrigido monetariamente, sem incidência de juros de mora.
Intimem-se às partes, sendo o MPT por carga dos autos.
Após o despacho, remeteu os autos à Contadoria, para registro dos valores e para que dê início à execução provisória.

Quanto ao pedido de responsabilização do Presidente, solicitada pelo sindicato, a justiça ainda não se manifestou.

* Clique aqui e veja o despacho na íntegra.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.



2 comentários:

  1. A COISA PÚBLICA NÃO LHES PERTENCE , ENTÃO ESSE DESCASO.
    MAS QUANDO FOREM RESPONSABILIZADOS POR ATOS QUE TRAZEM PREJUÍZO À COISA
    PÚBLICA, PODEM TER CERTEZA QUE VÃO CUMPRIR DIREITINHO.
    UMA GUARDA PORTUÁRIA , FORA SÃO PAULO , QUE É OUTRO NÍVEL , APESAR DE PROBLEMAS,
    LOCALIZADOS , QUE SÓ EXISTE NO PAPEL , QUE FICA FAZENDO UM TRABALHO DE ENVERGONHAR
    PEGANDO PAPEL NO MEIO DE CAMINHÕES , SERVIÇO DE PORTEIRO ENTRE OUTROS MIL PROBLEMAS , SEM QUALQUER PRERROGATIVA , SEM VIATURA, ARMAMENTO LETAL E NÃO LETAL,
    SEM COLETES , É UM CRIME. COLOCAM NO PAPEL E NÃO CUMPREM NADA , QUE CREDIBILIDADE
    PODEM TER TAIS ADMINISTRADORES ?

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  2. NÃO SE CONSEGUE ENTENDER. TANTO DESCASO E NINGUÉM NUNCA É RESPONSABILIZADO.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES