Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 11 de outubro de 2016

0

CÍRIO DE NAZARÉ TEM O APOIO DA GUARDA PORTUÁRIA




A Guarda Portuária participa da Romaria Fluvial, da Trasladação e do Círio
O Círio de Nazaré é celebrado há 224 anos e é uma devoção à padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré. A pequena imagem da santa foi encontrada pelo caboclo Plácido Ramos, às margens de um igarapé, onde atualmente fica a Basílica. O Círio passou a ser realizado pela manhã a partir de 1854, devido às fortes chuvas que ocorriam à tarde. Desde 1882, o bispo Dom Macedo Costa, de comum acordo com o Presidente da Província, Dr. Justino Ferreira Carneiro, resolveu que o ponto de partida seria a Catedral de Belém, o que acontece até os dias atuais.
As procissões do Círio de Nazaré são 12 no total e iniciaram-se na última sexta-feira (7), com o Traslado para Ananindeua. A Imagem Peregrina passou a noite de sexta-feira na Igreja Matriz de Ananindeua e saiu logo cedo no sábado (8) para a Romaria Rodoviária, passando pela Avenida Augusto Montenegro em direção ao Trapiche de Icoaraci.

Do distrito de Icoaraci saiu o Círio Fluvial, em que a Imagem Peregrina, levada no navio da Marinha, seguiu pelas águas até a Escadinha da Estação das Docas. Ao deixar do barco, teve início a Moto Romaria, uma homenagem de motociclistas, que acompanharam a santa até o Colégio Gentil Bittencourt, de onde saiu a Trasladação, procissão noturna que fez o trajeto inverso do Círio.

A programação do Círio de Nazaré segue pelas próximas semanas com a realização de outras importantes procissões como o Círio das Crianças e também com o Círio Musical, que iniciou na noite do domingo com shows de bandas católicas na Praça Santuário, em Belém.
Participação da Guarda Portuária

A Guarda Portuária participa da Romaria Fluvial, da Trasladação e do Círio. A lancha da Guarda (CDP I) deu apoio a marinha fazendo o isolamento para que nenhuma embarcação se aproximasse do local onde atracou um navio da marinha que conduziu a imagem de Icoaraci até a escadinha do Cais do Porto, junto ao Mercado Ver-o-Peso, em Belém. Cerca de 500 embarcações participaram dessa romaria

A chegada da santa na escada do cais do porto foi conduzida pelo Arcebispo Dom Alberto Taveira Corrêa.
Na Trasladação e na Romaria, a procissão passa em frente ao prédio da Companhia Docas do Pará (CDP), onde fica um cordão de isolamento da GP.

A trasladação, que ocorreu no sábado, é quando a imagem da santa sai da Praça Santuário e se dirige em um andor até a Igreja da Sé. No domingo ela sai da Sé e vai para a Praça Santuário, que fica no conjunto Arquitetônico de Nazaré.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES