Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

0

SEGURANÇA NAS FRONTEIRAS E AMEAÇAS INTERNAS SERÃO EIXOS DA SEGURANÇA DA COPA


SEGURANÇA PÚBLICA / COPA 2014



O assessor de Relações Institucionais para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, José Monteiro Neto, disse em debate promovido pela Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional e pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara e do Senado, que a atividade de inteligência durante a Copa do Mundo será feita a partir de três eixos: ameaças externas, como torcedores violentos de outros países; segurança de portos, aeroportos e pontos de fronteira; segurança e estabilidade internas. Ele espera que os eventos fortaleçam a integração das forças de segurança do País.

Monteiro Neto disse também que a estrutura de segurança pública montada para os grandes eventos que ocorrerão no Brasil nesta década deve ser deixada como um legado para o País no futuro. “Não pensar nas estruturas de inteligência adquiridas é desperdiçar o dinheiro público”, afirmou.

O assessor do Ministério da Justiça participou de audiência pública para discutir as questões de segurança e defesa em relação aos grandes eventos previstos para ocorrer no Brasil.

Participaram do debate:
- o ministro-chefe do GSI, general José Elito Carvalho Siqueira;
- o representante do Ministério da Defesa, general Francisco Carlos Modesto;
- o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra;
- o procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais Denilson Feitoza; e
- o cientista social e geógrafo, pesquisador de Geografia Política, Geopolítica e Defesa no Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), Ronaldo Carmona.

Fonte: DEFESANET


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES