Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

0

SEGURANÇA NAS FRONTEIRAS E AMEAÇAS INTERNAS SERÃO EIXOS DA SEGURANÇA DA COPA


SEGURANÇA PÚBLICA / COPA 2014



O assessor de Relações Institucionais para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, José Monteiro Neto, disse em debate promovido pela Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional e pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara e do Senado, que a atividade de inteligência durante a Copa do Mundo será feita a partir de três eixos: ameaças externas, como torcedores violentos de outros países; segurança de portos, aeroportos e pontos de fronteira; segurança e estabilidade internas. Ele espera que os eventos fortaleçam a integração das forças de segurança do País.

Monteiro Neto disse também que a estrutura de segurança pública montada para os grandes eventos que ocorrerão no Brasil nesta década deve ser deixada como um legado para o País no futuro. “Não pensar nas estruturas de inteligência adquiridas é desperdiçar o dinheiro público”, afirmou.

O assessor do Ministério da Justiça participou de audiência pública para discutir as questões de segurança e defesa em relação aos grandes eventos previstos para ocorrer no Brasil.

Participaram do debate:
- o ministro-chefe do GSI, general José Elito Carvalho Siqueira;
- o representante do Ministério da Defesa, general Francisco Carlos Modesto;
- o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra;
- o procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais Denilson Feitoza; e
- o cientista social e geógrafo, pesquisador de Geografia Política, Geopolítica e Defesa no Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), Ronaldo Carmona.

Fonte: DEFESANET


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES