Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 27 de junho de 2013

0

PORTUÁRIOS DE LAGUNA DENUNCIAM CODESP POR TERCEIRIZAÇÂO IRREGULAR



 
O Sindicato que representa os trabalhadores da administração do Porto de Laguna em Santa Catarina (Sintac-SC) denunciou a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) ao Ministério Público do Trabalho por terceirização irregular da mão de obra portuária no Terminal Pesqueiro de Laguna.  A denúncia foi formalizada no início deste mês.

A Codesp administra o Terminal Pesqueiro desde 1995. Hoje a empresa conta com 28 funcionários terceirizados em Laguna nas mais diversas atividades entre elas Guarda Portuária, capatazia, eletricista. Por ser um terminal público, a Codesp, uma empresa da administração pública indireta, deveria contratar seus empregados por meio de concurso público. No entanto, de acordo com o diretor do Sintac, Lúcio Natal, a empresa não realiza concurso público para Laguna desde 1979.

A terceirização de atividades definidas como portuárias contraria a Lei dos Portos (12.815/13) e a súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho que considera ilegal a contratação de terceiros para a atividade fim. Atualmente, apenas quatro funcionários da Codesp são profissionais concursados de carreira. Para Lúcio Natal, a terceirização em atividades que envolvem risco é inconcebível, pois gera precarização das condições de trabalho.

Nesse caso, a única exceção ao concurso é para a contratação da mão de obra avulsa, que deve ser requisitada junto ao Sintac uma vez que não há Órgão Gestor de Mão de Obra na cidade.

No último dia 5 de junho, Sintac e Codesp participaram de audiência na Procuradoria Regional do Trabalho da 12ª Região. O diretor do Sindicato, Lúcio Natal, informou ao procurador do trabalho Sandro Eduardo Sardá que, desde dezembro de 2012, a empresa não repassa ao Sintac a taxa administrativa utilizada para pagar o seguro vida dos trabalhadores avulsos e despesas com folha de pagamento.

O MPT vai notificar a Codesp pela conduta.


Fonte: FNP / SINDAPORT






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES