Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quinta-feira, 11 de julho de 2013

0

AGENTES DA POLÍCIA FEDERAL E DA CDRJ FAZEM PROTESTOS NO RIO



PF quer que presidente Dilma Rousseff inclua a segurança pública no pacto nacional feito após as manifestações de junho.
 
 
O grupo saiu em caminhada pela avenida Rio Branco em direção à Candelária Foto: Giuliander Carpes / Terra
 

Cerca de 30 agentes da Polícia Federal (PF) fizeram uma paralisação nesta quarta-feira (10) e protestaram em frente ao prédio da Superintendência da corporação, no Centro do Rio de Janeiro. Eles pediram que a presidente Dilma Rousseff inclua a segurança pública no pacto nacional que propôs cinco pontos após as manifestações que tomaram as ruas do País em junho.

"Nós queremos que a segurança pública seja efetivamente discutida, assim como saúde e escola. Precisamos fazer uma reforma profunda na questão da investigação policial. O inquérito policial é uma coisa arcaica, burocrática, que não atende às necessidades da população. Só 10% dos crimes têm uma solução”, disse Valéria Manhães, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio de Janeiro e agente da PF há 16 anos.

O grupo saiu em caminhada pela avenida Rio Branco em direção à Candelária. Ele pretende reunir 10 mil assinaturas para pressionar o Congresso a implementar a Frente Parlamentar de Segurança no próximo dia 16. Os agentes também defendem a valorização das demais carreiras das polícias. “A PF não é só feita de delegados. Eles são só 15% do corpo de funcionários. Temos agentes altamente capacitados, mas há uma fuga de talentos porque muitas vezes é difícil fazer investigações profundas e amplas”, afirmou Valéria.

Também na manhã da quarta-feira, funcionários concursados da Companhia Docas do Rio de Janeiro fizeram paralisação e protesto em frente à sede da empresa, no centro da cidade. Eles reclamaram da piora das condições de trabalho dos agentes portuários e da flexibilização das normas trabalhistas devido à MP dos portos, recentemente sancionada pela presidente da República.
 
Fonte: Site Terra
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES