Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DOS CERTIFICADOS DO CESSP

A prorrogação se deu diante da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, ...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

5

GUARDA PORTUÁRIO APREENDE CNH FALSIFICADA





Apesar de toda a tecnologia hoje existente, ainda não inventaram nenhum equipamento ou mesmo um robô que execute o trabalho do guarda portuário.

Independente da motivação de acesso do ISPS Code é prática rotineira dos guardas portuários sempre fiscalizar a documentação quando dos acessos ao cais público bem como o motivo do acesso, em conformidade com as Instruções de Serviço da CODESP, Portarias da Alfândega do Porto de Santos e da Policia Federal.

Em 13/08/2013, no Gate Nº 15 um motorista foi surpreendido pela fiscalização da documentação pessoal, do veiculo e da carga, ali realizada.

Segundo o guarda portuário Luiz Rogério, de serviço no posto, ao solicitar ao motorista a documentação, constatou que o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (C.R.L.V.) da carreta estava vencido e a sua Carteira Nacional de Habilitação (C.N.H.) apresentava coloração diferenciada nos campos categoria e validade.

Tendo conhecimento que a adulteração da C.N.H. é considerada crime, Luiz Rogério deteve o motorista vindo este a prontamente assumir a autoria do delito, sem apresentar nenhum tipo de resistência e nem intentar nenhum tipo de fuga.
 
Luiz Rogério solicitou ao C.C.O.S. à presença de um Inspetor da Guarda Portuária que conduziu as partes para a Autoridade Policial, Delegacia de Atendimento ao Turista – DEATUR, localizado na área portuária.

A Delegada de Plantão, Dra. Juliana Buck Gianini, ao constatar a adulteração, apreendeu a C.N.H. do motorista Ulisses Assunção de Lima, para posterior Laudo Pericial do Instituto de Criminalística e lavrou o Boletim de Ocorrência sobre a Natureza de Falsificação de Documento Público, Art. 297 Consumado do C.P.

O proprietário da Carreta foi informado sobre a necessidade de regularização do C.R.L.V. o que o mesmo, em menos de 3 horas, providenciou e apresentou ao guarda portuário, sendo então permitida a liberação do veiculo por outro condutor devidamente habilitado.

Falsificação

São duas as possibilidades de falsificação. A primeira delas se dá através da criação material de um documento, que deveria ser expedido por funcionário público. A segunda se configura pela alteração realizada em documento verdadeiro.

Veja como identificar uma CNH falsificada












5 comentários:

  1. Parabens ao Gp Luiz Rogerio, demonstrou que a tecnologia do,ISPS CODE, veio para somar o trabalho do Gp e não substituír.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu GP Luiz Rogério. Nenhuma máquina substitui o homem. A máquina e a tecnologia é para servir ao homem.
      Cabe comentar o pouco caso e a má vontade que o Governo Federal tem, para FEDERALIZAR A GUARDA PORTUÁRRIA TRANSFORMANDO-A EM POLÍCIA PORTUÁRIA FEDERAL NOS MOLDES DA GUARDA FERROVIÁRIA FEDERAL.
      Cabe às entidades representativas mobilizarem-se para que isso possa ser uma realidade e recompensar essa categoria, que tem história.

      Excluir
  2. Infelizmente a mente de alguns políticos, TEIMAM EM NÃO FEDERALIZAR A GUARDA PORTUÁRIA, COMO NOS MOLDES DA GUARDA FERROVIÁRIA FEDERAL QUE ME PARECE OBTEVE ISONOMIA COM A POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL e, dessa forma reconhecer a importância da função do Guarda Portuário.
    Que a categoria representativa dos Guardas Portuários se empenhe para que o reconhecimento seja uma realidade.

    ResponderExcluir
  3. NÃO É DE HJ QUE AO SE FALAR EM SEGURANÇA PÚBLICA NÃO SE PODE DEIXAR DE FORA A SEGURANÇA PÚBLICA PORTUARIA, CONSEQUENTEMENTE, NÃO SE PODE IGNORAR A IMPORTÂNCIA DA GUARDA PORTUÁRIA NO CONTEXTO DESSE SISTEMA DE SEGURANÇA NACIONAL.

    A VONTADE POLÍTICA TEM SIDO, AO LONGO DE MAIS DE DUAS DÉCADAS, O MAIOR ENTRAVE PARA FEDERALIZAR A GUARDA PORTUÁRIA, CUJO TRABALHO RECORRENTEMENTE É NOTÓRIO E ÍMPAR QUANTO À OPERACIONALIZAÇÃO COM EFICÁCIA DA SEGURANÇA PÚBLICA NOS PORTOS DO BRASIL.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  4. Parabens GP Luiz Rogerio pelo excelente trabalhor realzado, por identificar que o documento estava adulterado. Abracos Rosana

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES