Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

terça-feira, 19 de novembro de 2013

1

GUARDA PORTUÁRIA RECEBE HOMENAGEM NA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTOS PELOS SEUS 100 ANOS






Um dos setores mais importantes da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a Guarda Portuária do Porto de Santos será homenageada pela Câmara Municipal de Santos na noite desta terça-feira, pela passagem de seu centenário. Autoridades, empresários e lideranças sindicais do setor já confirmaram presença no evento.

A láurea é uma iniciativa do vereador Benedito Furtado (PSB), autor da propositura aprovada e transformada no Decreto Legislativo nº 16, de 08 de agosto de 2013. Na sessão solene uma placa comemorativa em deferência aos 100 anos de instituição será entregue aos dirigentes da Codesp responsáveis pela corporação.

O presidente da estatal portuária, Renato Ferreira Barco, e o presidente da Câmara Municipal de Santos, vereador Sadao Nakai (PSDB), recebem os convidados. Funcionário aposentado da Codesp e ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores na administração Portuária (Sindaport0, Benedito Furtado fará o discurso de saudação.

Profundo conhecedor da atividade portuária, ao lado da Associação Profissional da Guarda Portuária e do Sindaport o vereador defende a regulamentação da Portaria nº 121, de maio de 2009. "Sou favorável à organização das guardas portuárias, em todos os portos considerados organizados, mediante diretrizes e normas que consolidem o papel de destaque dessa importante instituição".

A data comemorativa relembra os 100 anos do primeiro regulamento assinado pelo então presidente da Companhia Docas de Santos (CDS), Cândido Gafrée, em 20 de novembro de 1913, estabelecendo os serviços e procedimentos internos para o setor de Administração e Polícia.

Passados 21 anos, em 1934, já no chamado Governo Provisório que marcou o início da era Vargas, o então presidente sancionou o Decreto 24.447, instituindo a Polícia Portuária em seu artigo 8º, à qual cabia o policiamento das instalações nos portos brasileiros. A denominação Guarda Portuária viria em 1963, através do Decreto Lei nº 3, de 27 de janeiro de 1966.

Para o presidente do Sindaport, Everandy Cirino dos Santos, a homenagem faz jus à relevância do trabalho desempenhado pela corporação. "É o reconhecimento do poder público por cem anos de realizações e serviços prestados não apenas para o Porto, mas também para a cidade de Santos e até mesmo de Guarujá, e por isso a Guarda Portuária sempre foi e continuará sendo motivo de muito orgulho para todos nós", disse o dirigente, não por acaso um ex-guarda portuário.
 
Fonte: Sindaport


















Um comentário:

  1. MAIS DO QUE MERECIDO.

    QUEM REALMENTE CONHECE A IMPORTÂNCIA E NECESSIDADE DA GUARDA PORTUÁRIA NO ÂMBITO DA SEGURANÇA PÚBLICA FAZ COMO FEZ O VEREADOR BENEDITO FURTADO: SE PRESTA A VALORIZA-LA . RECONHECE-LA E ENGRANDECE-LA, INDO NA CONTRA MÃO DE TODOS AQUELES QUE TEM, ATÉ, PROCURADO DIMINUI-LA E EXTERMINA-LA.

    ATT

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES