Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

0

SUPORT-ES DENUNCIA CONDIÇÕES PRECÁRIAS EM POSTOS DA GUARDA PORTUÁRIA


Guardas portuários denunciam: “trabalhamos com sujeira na portaria de Capuaba e na roleta em Vitória”

 



Um local limpo e higiênico é o mínimo que o trabalhador espera de seu ambiente de trabalho. Mas não é a realidade para os da portaria avançada em Capuaba e na roleta em Vitória, em frente ao Palácio Anchieta. “Convivemos com sujeira nas paredes, portas e interruptores quebrados. Até aparecem ratos, camundongos, baratas e outros insetos”, disse um guarda que não quis se identificar com receio de represárias.

Segundo ele, apesar de já ter sido avisada, a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) não toma providências. “Ninguém vai aos postos para saber como está o ambiente de trabalho. Já reclamamos muito e nunca fomos atendidos”.

Outro problema apontado é a estrutura do posto da guarda, que é muito frágil. “Até tentaram reformar, mas como ela é feita de material muito fraco não suporta o rodízio de cerca de 120 guardas, 24horas por dia”.

O Sindicato Unificado da Orla Portuária do Espírito Santo (Suport-ES) cobra uma atitude da empresa e está ao lado dos trabalhadores para denunciar as más condições de trabalho e exigir providências.
 
Fonte: Suport-ES
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES