Postagem em destaque

CONPORTOS ANUNCIA A DATA DA 17ª EDIÇÃO DO CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA – CESSP

O período de inscrição será de 17 de julho a 21 de agosto de 2017 Na última quarta-feira (12) a Comissão Nacional de Segurança Públi...

sábado, 15 de novembro de 2014

0

MILITARES VISITAM O PORTO DE PARANAGUÁ



Oficiais e alunos do 5º Batalhão Logístico (5º Blog) do Exército Brasileiro estiveram, na última terça-feira (11), no Porto de Paranaguá. O grupo de 61 militares fez um reconhecimento da área onde, quando graduados, os 40 aspirantes a oficiais farão a vistoria em caso de operações de segurança ou que envolvam a logística de material bélico ou de natureza explosiva.


Sob o comando do Major Adir Cavalheiro de Araújo, antes de visitarem o cais do Porto, os militares assistiram a uma palestra sobre os terminais portuários paranaenses. Em números, fotos e mapas, eles puderam entender um pouco mais sobre como e quais cargas opera um dos principais Portos do país.


Como explicou o oficial, o grupo integra o Núcleo Preparatório de Oficiais da Reserva e a visita técnica faz parte da formação. “Hoje é o Exército, por exemplo, que faz a vistoria dos produtos bélicos ou explosivos que entram no país pelos Portos, ou ainda que fazem a proteção da área da Petrobrás, em caso de ameaças de atentados. Portanto, com essa visita, mais tarde, em serviço ou missão, esse grupo já está mais preparado para atuar”, afirma.
Operação


Os integrantes do 5º Blog acessaram a faixa primária do Porto de Paranaguá em dois caminhões militares. Acompanhados do sub-chefe da Guarda Portuária, Ivan Plantes Machado, eles percorreram os três quilômetros do cais – do berço 201 até o terceiro berço do TCP. Além do Porto, o grupo visitou ainda a Capitania dos Portos do Paraná.
Vistoria


Um dos produtos que passa pelo Porto de Paranaguá e cuja operação exige a vistoria do Exército Brasileiro, por exemplo, é o nitrato de amônio, um dos fertilizantes importados. Em 2013, foram importadas, durante o ano todo, pouco mais de 527,6 mil toneladas do produto. Este ano, até outubro, foram 233,2 mil toneladas.
Além do Exército, quando o Porto de Paranaguá recebe o produto para a descarga, os órgãos ambientais e a equipe da Diretoria de Meio Ambiente também acompanham a operação.


Fonte: APPA 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES