Postagem em destaque

NOVO COMANDO NA GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO

Capitão reformado da Polícia Militar, Hugo, já comandou a Guarda Portuária em outra oportunidade No dia seis de setembro, o presid...

quarta-feira, 29 de julho de 2015

0

PORTUÁRIOS DO RIO ‘BERRAM’ CONTRA O APARELHAMENTO DA CDRJ





Profissionais experts em aparelhamento não respeitam pessoas, profissionais, cargos e instituições. Eles atropelam qualquer um para satisfazer as suas necessidades e cumprir as metas daqueles que ali os colocaram, pois têm nos políticos seus grandes chefes.
Profissionais experts em aparelhamento não são capazes de assumir um alto cargo através da meritocracia, com esforço próprio. Eles, simplesmente, são colocados ali, pois são frios, calculistas e seguem bem as ordens de seus chefes, ou seja, são bons paus-mandados.
O aparelhamento não tem limites, regras e ética. O aparelhamento é apenas um negócio temporário gerido por parasitas, que nomeiam outros parasitas, apenas com a função de sugar o resto de “energia” de instituições já castigadas por parasitas anteriores, seus iguais. Trabalham como nômades, entram, sugam e vão embora.

E a história se repete.



Fonte: Site dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro – UPRJ 



Leia também:






*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES