Postagem em destaque

NOVO SISTEMA DE ACESSO NO PORTO DO RIO

CDRJ realiza primeiro teste do novo sistema de acesso automatizado de veículos no Porto do Rio A Superintendência da Guarda Port...

domingo, 9 de agosto de 2015

0

APARELHAMENTO DESEMBESTADO COMPLICA A SITUAÇÃO DE GADELHA NA CDRJ




Esta foi uma semana tensa na Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ). Simplesmente, a companhia enfrentou 03 protestos contra o aparelhamento, sendo que o de ontem (6), teve direito a invasão de sala do diretor presidente, troca de farpas, ameaça de demissão e até dedo na cara. Definitivamente, os portuários do Estado do Rio estão insatisfeitos com o Gadelha e o aparelhamento desembestado, sem critério e vergonhoso que ele vem promovendo. O UPRJ e a USUPORT-RJ são contra qualquer tipo de aparelhamento e presença de partidos políticos no comando dos nossos portos. Portanto, apoiam a atitude dos portuários, que visa tão somente preservar a companhia dessas sanguessugas ali colocadas, que não possuem vínculos e não estão preocupados com a eficiência dos nossos portos.
Com muita alegria, afirmamos que o Gadelha, homem dos Deputados Federais Eduardo Cunha e Leonardo Picciani (segundo jornais), está encontrando grande resistência dentro da companhia. Os portuários, através de seu sindicato, querem a saída imediata dele da presidência da CDRJ e a nomeação de um profissional da casa, concursado e com conhecimento sobre portos, capaz de gerir a companhia e tirá-la do buraco que se encontra. Já Gadelha, parece querer o oposto, ou seja, apenas aparelhar. Aliás, ele vem demonstrando muito profissionalismo nesse certame, fazendo da CDRJ um verdadeiro cabide de empregos. Podem anotar: Em breve ele avançará ainda mais, tomando posições ainda mais estratégicas e importantes, fato que resultará em mais atrasos e prejuízos para a nossa Autoridade Portuária. Os portuários não podem assistir novamente a esse filme com passividade. Precisam avançar!
Na semana passada, o sindicato dos portuários entrou com denúncia junto ao Ministério Público alegando atos improbidade administrativa de Gadelha, por conta de nomeações de pessoas que não possuem qualificações para assumir determinados cargos, em flagrante desrespeito às legislações vigentes, colocando em risco os portos administrados pela CDRJ, que podem até perder certificações de segurança. Mencione-se ainda que, segundo denúncias que chegaram ao UPRJ, além de ter nomeado sanguessugas que nunca trabalharam no setor portuário, ou seja, que não sabem a diferença entre um cais de porto e um cais de pesca, algumas sequer apareceram para trabalhar, verdadeiros fantasmas.
Apesar do clima tenso dentro da CDRJ, estamos notando que os funcionários da companhia estão deixando desentendimentos internos de lado, formando uma corrente em nome da preservação da CDRJ, de forma a evitar que atinja o fundo do poço, um destino cada vez mais próximo. Afinal de contas, aparelhadores e suas sanguessugas entram e saem como se fossem verdadeiros predadores nômades que não respondem por seus atos e omissões. Já os funcionários da casa, concursados, que precisam da CDRJ para garantir seus sustentos e o das suas famílias, inclusive aposentadorias dignas, carregam sempre o ônus do aparelhamento.
Dia 11 de agosto, próxima terça-feira, acontecerá uma assembleia no sindicato dos portuários para definir os rumos desse levante contra o aparelhamento, segundo informou o Sergio Giannetto. Não é possível prever o que será decidido pela maioria. Seja como for, entendemos que a categoria está em um caminho sem volta e que eventual acordo com o Gadelha seria um retrocesso para os portuários.
A saída do Gadelha é necessária, pois está evidente que ele se perdeu e que uma companhia não pode ser gerida em um clima desses. Quando um líder não tem a confiança e o respeito de seus liderados, o resultado é catastrófico. Gadelha achou que a CDRJ era a “Casa da Mãe Joana”, que seria um ambiente onde espalharia seus tentáculos, praticando atos da forma que bem entendesse, nomeando qualquer um para o cargo que bem desejasse. Achou que a CDRJ seria mais um filé mignon, no entanto, está encontrando uma verdadeira “carne de pescoço”.
Mais uma vez, parabenizamos os portuários pela inédita atitude de dar um basta nessa festa de décadas promovidas por partidos políticos dentro da CDRJ, uma farra vergonhosa de distribuição de cargos e fatiamento da companhia por partidos políticos. Um dia isso precisa acabar, esperamos que seja agora.
Portuários, tenham coragem, não recuem. Lutem pelo que vocês acreditam. Temos certeza que vocês desejam uma CDRJ diferente, eficiente, digna de receber elogios do setor. Lutem pelas suas famílias, pensem na eficiência dos nossos portos, que é de onde tiramos nossos sustentos. Não permitam mais que tomem a companhia de assalto. Não permitam que eles quebrem a corrente. Tenham certeza de que eles tentarão levar alguns para o lado deles, oferecendo até mesmo vantagens. Portanto, não caiam nessa arapuca. O momento é de união. Lembrem-se sempre! Eles vão embora e vocês ficarão com o ônus!
A presença de Gadelha e das sanguessugas por ele nomeadas na CDRJ é a imagem do Brasil que a sociedade atualmente vem repudiando. O Ministro Edinho Araújo deveria tomar alguma atitude, vez que, quando da nomeação desse Senhor, nos bastidores, ele se disse constrangido e que não era desejo dele mudar a direção da CDRJ.

Fonte: Site dos Usuários dos Portos do Riode Janeiro (UPRJ)
.
*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES