Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS DENUNCIAM DIMINUIÇÃO DO EFETIVO E SUPRESSÃO DE POSTOS NO PARÁ

O quadro caótico vem comprometendo sensivelmente a segurança pública nos portos do Pará No dia 27 de janeiro, uma petição assinada...

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

3

PROTESTO FECHA PORTO DE VILA DO CONDE



Guardas Portuários fizeram a segurança no portão de acesso ao porto.

Na última segunda-feira (12), um protesto de moradores interditou a portaria principal do Terminal de Vila do Conde, da Companhia Docas Do Pará (CDP), localizado em Barcarena, cerca de 70 km de Belém.
Manifestantes fecharam o portão de acesso ao Porto (Foto: Herlon Oliveira Diário do Pará)
O movimento, com cerca de três mil moradores, reclamava do gado que está apodrecendo. Três praias de Vila do Conde e a praia de Beja, em Abaetetuba, foram interditadas e proibido qualquer tipo de atividade, já que estão tomados por bois mortos e óleo decorrente do naufrágio
Rodovia fechada
Manifestação provocou um engarrafamento de quase 10 km (Foto: Herlon Oliveira/Diário do Pará)
A retirada, transporte e incineração dos bois foram suspensos no final da tarde do domingo porque moradores da comunidade do "Pedral" fizeram uma barreira com galhos de árvores e pedaços de pneus e atearam fogo, interditando a rodovia PA-483, na altura do quilômetro quatro, no sentido Belém - Vila do Conde, após caçambas carregadas com bois em estado de decomposição terem sido descarregadas na localidade, onde valas foram cavadas  em um ramal a cerca de 1,5 km da rodovia, a para que fosse feito o descarte e a queima dos animais em decomposição.
Guarda Portuária
Nem todos os guardas portuários trabalham armados
“Sou guarda portuário e atuo no PVC e eu presenciei isso, pois tirei serviço no posto 07, os manifestantes estavam bem perto da cerca, fui chamar atenção deles, e todos me amedrontavam mostrando armas brancas. A maioria dos guardas trabalhando sem armas. Solicito vossa interveniência para orientar ao GERSEG que mande escalar para esses postos e para ficar na portaria, já que hoje lá estiveram vários manifestantes bloqueando a entrada do porto, guardas preferencialmente armados”. Esse relato de um guarda portuário consta no Blog do presidente da empresa, Parsifal Pontes.
“Não tenho certeza se é prudente portar armas em situações semelhantes, pois o menor equívoco pode ser fatal e colocar tudo a perder”, respondeu Parsifal.
Barreira de contenção de óleo rompe
Mancha de óleo se espalha pela praia do Conde (Foto: Reprodução/TV Liberal)
Na noite do domingo (11), a barreira de contenção de óleo usada para conter o material despejado com o naufrágio do navio se rompeu, causando um forte mau cheiro por conta da decomposição dos animais e do óleo que se espalhou pelas águas do rio Pará. O mau cheiro dos resíduos químicos somado ao odor dos bois mortos ficou muito forte, incomodando moradores da região.
Retirada do navio
Bois apodrecem na praia (Foto G1)

Segundo o presidente da Companhia Docas do Pará (CDP), Parsifal Pontes, a empresa francesa de salvatagem Mamuth Salvage, contratada pela seguradora do navio, deverá providenciar a retirada de 60 mil litros de óleo que ainda estão no tanque do navio, operação deve durar cerca de 15 dias. Após ou paralelamente a esta ação, a empresa retirará a carga, o que deve levar 30 dias. Só após isso, será iniciada a retirada do navio, processo que, sozinho, deve demorar cerca de quatro meses.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.


* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



3 comentários:

  1. NOSSA CATEGORIA PRECISA AINDA DE UMA MELHOR ESTRUTURA, EFETIVO E CAPACITAÇÃO, E É ISSO QUE TODOS JUNTOS DEVEMOS SEMPRE BUSCAR, LEMBRANDO QUE NINGUÉM SABE TUDO, ONDE TODOS NÓS DEVEMOS SEMPRE APRENDER UNS COM OS OUTROS, QUESTIONANDO SEMPRE OS EQUIVOCOS DE GESTÃO, LUTANDO POR NOSSOS DIREITOS E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  2. MUITO BOM.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  3. Moradores de Barcarena protestam em frente à CDP, no Pará
    Famílias prejudicadas pela tragédia ambiental querem ser indenizadas. CDP afirma que vai conceder subsídio de um salário mínimo.
    Do G1 PA 19/10/15

    protesto fecha porto de vila do conde - SEGURANÇA ...
    www.segurancaportuariaemfoco.com.br/.../protesto-fecha-porto-de-vila-...
    5 dias atrás - Manifestantes fecharam o portão de acesso ao Porto (Foto: Herlon Oliveira ... Três praias de Vila do Conde e a praia de Beja, em Abaetetuba, ...

    Em ambas as matérias acima o porto de Vila do Conde permaneceu fechado o dia todo. E ontem (19/10/15) por exemplo, só passaram, a muito custo, os veiculos com as cestas básicas, com o pessoal da CV e empregados da CDP.
    A CDP. em nenhum desses dias, acionou a justiça por liminar para desobstruir a entrada do porto, diferente de quando há manifestações de seus empregados, onde logo consegue liminares para evitar a obstrução dos portões dos portos que gere.
    E em uma dessas paralisações dos empregados, até mesmo uma viatura da PM investiu contra os empregados, quase os atropelando fatalmente.

    Portuários do Pará param o Porto de Vila do Conde
    www.sindaport.com.br › Pesquisa
    6 de ago de 2013 - Fonte: Segurança Portuária em Foco Ainda como parte das paralisações iniciadas em 24 de julho, portuários do Pará vinculados à ..

    Para um mesmo efeito, dois pesos e duas medidas.

    Cileno Borges

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES