Postagem em destaque

CONPORTOS PROMOVE RECADASTRAMENTO DE SUPERVISORES DE SEGURANÇA

Sandro Torres Avelar, presidente da Conportos O objetivo é de manter atualizado o cadastro interno da CONPORTOS e das demais organiza...

domingo, 17 de julho de 2016

0

BRIGADA DA GUARDA PORTUÁRIA ATUA EM MAIS UM INCÊNDIO NO PORTO DE SANTOS


Foto: Reprodução Jornal A Tribuna


Participaram do combate 17 bombeiros, com oito viaturas de Santos e Cubatão e 10 guardas portuários com dois caminhões Auto Bomba Tanque (ABT), além de 88 brigadistas da própria empresa e de terminais da Margem Direita. Viaturas da Guarda Portuária também isolaram o local.


Na madrugada da última quinta-feira (14), a Brigada de Incêndio da Guarda Portuária do Porto de Santos, litoral de São Paulo atuou em mais um incêndio.
O fogo começou em uma das esteiras transportadora de açúcar, da empresa Rumo Logística, que liga o Armazém XX ao XXIII. Segundo a Guarda Portuária não houve feriados. Ainda não se sabe o que teria causado o incêndio.
Bombeiros, Guarda Portuária e a Brigada do terminal controlaram o fogo (Foto: TV Tribuna)

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Guarda Portuária e da Brigada de Incêndio do próprio terminal controlaram o fogo Santos por volta de 8h30.
Segundo os funcionários da empresa, por volta das 4 horas, foi notada uma densa fumaça saindo da torre central, sendo então acionado o Plano de Auxílio Mútuo (PAM) do Porto.
Viaturas da Guarda Portuária também isolaram o local (Foto: G1)

Participaram do combate 17 bombeiros, com oito viaturas de Santos e Cubatão e 10 guardas portuários com dois caminhões Auto Bomba Tanque (ABT), além de 88 brigadistas da própria empresa e de terminais da Margem Direita. Viaturas da Guarda Portuária também isolaram o local, que atingiu cerca de 900 metros quadrados.
Incêndio atingiu a esteira da empresa Rumo (Foto: G1)

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram utilizados entre 1,5 milhão e 2 milhões de litros de água para apagar o fogo. Passava das 8 horas quando o fogo foi extinto. Até o meio-dia, as equipes fizeram rescaldo e, durante a tarde e a noite, permaneceram no local para evitar um possível recomeço do incêndio.
Segundo a Rumo, a carga armazenada nos armazéns não foi atingida e as operações de embarque, que ficaram suspensas durante toda a manhã, foram retomadas normalmente no início da tarde.
O fogo começou por volta das 4h (Foto: G1)

Apuração
O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil do Porto de Santos, por onde será investigado. O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado para realizar a perícia a fim de apurar as causas do incêndio.
A Defesa Civil de Santos atestou a segurança dos armazéns após o controle do sinistro. Os técnicos, entretanto, disseram que houve o comprometimento das estruturas de transporte de carga atingidas pelas chamas. O local permanecerá isolado até que seja feito o trabalho de investigação.
Os técnicos da Companhia Ambiental do Estado De São Paulo (Cetesb) também estiveram no local para verificar eventual poluição, uma vez que a água de combate às chamas foi escoada pela rede de drenagem ao Canal do Estuário, no entanto, eles não registraram comprometimento da água.
Incêndios
Esse é o quinto incêndio que ocorre em um terminal no complexo do Porto de Santos nos últimos três anos, sendo o segundo em um terminal da Rumo. Em 2014, houve um incêndio de grandes proporções na instalação da empresa em Santos.
Os demais casos ocorreram na Copersucar, em 2013, na Cargill, em 2014, na Ultracargo, em 2015 (o maior deles, que durou nove dias), e na Localfrio, neste ano.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES