Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

0

MPF PEDE CONDENAÇÃO DE TRIO QUE EMBARCOU 800 KG DE COCAÍNA À EUROPA PELO PORTO DE SANTOS




Crime aconteceu em 2016 e investigações identificaram os envolvidos no tráfico internacional de drogas

Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça a condenação de um caminhoneiro e dois funcionários de um terminal do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, por envolvimento com o tráfico internacional de drogas. Após investigação, o trio foi identificado como o responsável por tentar enviar 808 kg de cocaína à Europa.
O flagrante ocorreu em outubro de 2016, em um terminal localizado na Margem Esquerda do cais, em Guarujá, durante fiscalização rotineira. Equipes da Receita Federal interceptaram 30 malas de viagem com tabletes da droga nos fundos de um contêiner com café, que seria embarcado em um navio com destino ao Porto de Le Havre, na França.
A operação ocorreu em conjunto com a Polícia Federal. Na ocasião, os agentes verificaram que os traficantes utilizaram uma técnica criminosa, já conhecida das autoridades, chamada de "rip-off loading". Isso é, quando uma carga clandestina é escondida em meio a um carregamento legal, sem o consentimento do real proprietário.
As investigações apontaram, segundo a Procuradoria, que as malas com a droga foram colocadas na caixa metálica antes dela entrar no terminal onde atracaria o navio no cais. O caminhão que levava o contêiner desviou a rota e parou em uma instalação localizada nas proximidades da Rodovia Cônego Domênico Rangoni.
Os envolvidos na ação foram identificados após acompanhamento do sistema de rastreamento da carga e de imagens de monitoramento das instalações. Segundo o MPF, o caminhoneiro Josemar Mendes Bruno, o vigilante Daniel Macedo dos Santos e o porteiro Clayton da Silva Lopes são os responsáveis pelo carregamento da droga.

Durante a apuração, as equipes federais ainda constataram que o vídeo gravado pelas câmeras próximas ao local onde ocorreu a violação do contêiner, e onde foram armazenados os tabletes de cocaína, foi apagado do sistema de monitoramento da empresa. Dias antes, policiais tinham fotografado parte das imagens captadas.
Em depoimento, conforme o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, Josemar admitiu que receberia R$ 3 mil para desviar a rota de entrega do contêiner, e que deveria permanecer na cabine do veículo enquanto a caixa era aberta. Entretanto, disse desconhecer o que seria colocado no carregamento.
Para o procurador, Daniel e Clayton apresentaram uma "decorada história fantasiosa", ao afirmarem que não tiveram qualquer envolvimento com a tentativa de envio de droga. Eles afirmam não serem os responsáveis por apagar as imagens, mesmo sendo os únicos com as senhas do computador e com acesso à sala de gravação.
Nobre também explicou que os dois funcionários da empresa também negaram qualquer envolvimento com o motorista do carro que levou a droga ao local. Nas imagens originais, observadas pela equipe da polícia no início da investigação, a dupla aparece se aproximando do veículo e conversando com o condutor.
Com base nas provas, o procurador está certo de que os três estão envolvidos no carregamento. Caso sejam condenados pelos crimes de tráfico internacional e associação ao tráfico, as penas poderão variar de oito a 25 anos, mais os agravantes pela ação ter ocorrido em local coletivo de trabalho e considerado transacional.
Fonte: G1 Santos

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                          

                   COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES