Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 25 de julho de 2018

0

PF APREENDE 336 QUILOS DE COCAÍNA EM UM BARCO PESQUEIRO NA BAÍA DE GUANABARA




A operação contou com o apoio da Marinha, que utilizou duas embarcações blindadas

Na madrugada do último domingo (22), agentes da Polícia Federal encontraram 336 kg de cocaína em um barco pesqueiro na Baía de Guanabara. A Operação contou com o apoio da Marinha, que utilizou duas embarcações blindadas.
A embarcação estava atracada nas imediações do Mercado São Pedro, em Niterói. Três pessoas, que se passavam por pescadores, foram presas.
Segundo a PF, a droga estava escondida atrás de uma parede falsa no porão do barco que também estava repleto de gelo para dificultar a localização da cocaína. Os agentes removeram o gelo e encontraram a droga acondicionada em 12 bolsas.
De acordo com o delegado Carlos Eduardo Thomé, a droga seria içada e colocado no interior de um contêiner, em um navio com destino à Europa.
“O material ilícito tem entrado pelas fronteiras, por vias terrestres. A quadrilha, normalmente, recebe em São Paulo e o transfere para o Rio através de embarcações pesqueiras. Eles (os criminosos) criam fundo falso no porão do barco, onde colocariam os peixes, e cobrem com gelo”, explicou o delegado.
Os presos foram indiciados pela PF por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, cujas penas somadas podem chegar a 35 anos de prisão. Na Europa, a cocaína apreendida é avaliada em US$ 40 mil.
Apoio da Marinha
Segundo a Marinha, a área, que tem sido usada por criminosos como rota para transportar armas e drogas, foi estabelecida como prioridade para o início do projeto-piloto do Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul, que prevê a ampliação da vigilância em toda a área marítima do país, com satélites e radares, para combate a crimes ambientais e de tráfico de drogas.
O sistema atuará de forma integrada com as forças de segurança. As ações também preveem um controle maior sobre as embarcações que acessam marinas, clubes e colônias de pescadores. O projeto ainda está em fase de desenvolvimento, mas a instalação da rede de sensores e o início da operação devem ocorrer até o final de dezembro. “As próximas etapas serão planejadas de acordo com sua a realidade orçamentária”, informou a Marinha.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                  
                             COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES