Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PRETENDE CRIAR CONSELHO DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS

O CONGPORT deverá ser registrado em Brasília em até 60 dias. No dia 27 de junho foi realizado, na sede da Companhia Docas do Estado d...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 17 de abril de 2019

0

QUASE 500 MUNIÇÕES SÃO APREENDIDAS PELA GUARDA PORTUÁRIA DURANTE REVISTA NO PORTO DE SANTARÉM


Munições foram entregues a um tripulante no Amazonas. Funcionário da embarcação e a mulher que recebeu a 'encomenda' foram levados para 16ª Seccional de Polícia Civil
Durante revista a encomendas, a Guarda Portuária apreendeu na manhã desta quarta-feira (17) quase 500 munições no porto de Santarém, no oeste do Pará. O tripulante que recebeu a carga no Amazonas, assim como a mulher que foi receber a encomenda foram levados para a 16ª Seccional de Polícia Civil.
De acordo com a Guarda Portuária, a pessoa que levou a munição não seguiu os protocolos exigidos para o transporte desse tipo de carga. A caixa com munições foi entregue diretamente ao tripulante de uma embarcação que entregaria a encomenda para uma mulher em Santarém.

Quando a mulher recebeu a encomenda, a Guarda Portuária realizou a revista e viu que se tratava de uma grande quantidade de munições, que estava sem nenhuma documentação ou registro para ser transportada de forma legal. No total foram 30 munições calibre 16, 250 calibre 22 e 150 calibre 20.
Ainda segundo a Guarda Portuária, são munições de uso permitido, mas devem seguir um protocolo de transporte. Uma pessoa registrada com o porte da arma compra a munição, protocola isso na Polícia Federal (PF) e através de uma guia de transporte pode levar e buscar.
“A senhora se apresentou no porto e contratou um carregador pra ir até o barco buscar a encomenda dela. Segundo a mulher, a encomenda veio por um tripulante. No ato que o carregador entregou a encomenda, nós fizemos a abordagem e detectamos que se tratava de munição”, contou o chefe da guarda portuária do porto de Santarém, Francisco Martins.

O carregador contratado para fazer o transporte da munição também foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos e deverá ser identificado apenas como testemunha.
Fonte: G1 Santarém



Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.