Postagem em destaque

CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PORTUÁRIA - CESSP 19ª EDIÇÃO SERÁ REALIZADO EM SANTOS

São 160 vagas distribuídas entre as instalações portuárias sediadas no território nacional. As inscrições vão até o dia 30 de setembro,...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 3 de setembro de 2019

0

PORTO DE SUAPE TEVE APREENSÃO RECORDE DE COCAÍNA EM CARGA DE BANANA



A droga estava escondida em carregamento de bananas, e os tabletes, envolvidos em pó de café. O carregamento foi distribuído em três contêineres que iam para a Bélgica, na Europa.
A Receita Federal apreendeu, em 21 de junho, 808,2 kg de cocaína escondidos em uma carga de bananas no porto de Suape, no município de Cabo de Santo Agostinho, na região metropolitana de Recife. Esta foi a maior apreensão de drogas realizada na história do porto.
A cocaína apreendida foi avaliada em R$ 32 milhões. A droga estava escondida em carregamento de bananas, e os tabletes, envolvidos em pó de café. O carregamento foi distribuído em três contêineres que iam para a Bélgica, na Europa.
"Observamos que o material estava bem embalado em sacos plásticos e revestido com pó de café para dificultar o trabalho de cães farejadores. Não havia droga em todas as caixas dos contêineres também para despistar", contou o delegado da Alfândega da Receita Federal, Carlos Eduardo Oliveira, destacando que os fiscais se surpreenderam com a quantidade de cocaína apreendida.
"Esta foi a maior apreensão desde o funcionamento de Suape", completou.
A carga ilegal foi descoberta durante fiscalização de rotina da Receita Federal. Um dos contêineres passou por um scanner de raio-x, que analisa cargas por amostragem, e a droga foi detectada. Depois disso, fiscais abriram os demais contêineres.

A Receita não informou a quem pertence o carregamento de drogas e nem a origem da carga. Até agora, ninguém foi preso. A Polícia Federal foi informada da apreensão e ficará responsável pelas investigações sobre a origem da droga.
Uma das hipóteses é de que a droga tenha vindo da Colômbia, Equador ou Peru pelo corredor Solimões, que atravessa a região Norte até portos do Nordeste. O corredor é uma das rotas fluviais de entrada de drogas no Brasil com destino a Europa.
Os contêineres estavam prontos para transporte internacional. A Receita no Recife diz acreditar que narcotraficantes escolheram a data para esconder a droga nos contêineres imaginando que a fiscalização fosse reduzida devido ao feriadão de Corpus Christi.
Fonte: UOL


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.