Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 25 de agosto de 2023

0

“TRANSAMÉRICA XII”: A UNIÃO DAS MARINHAS AMERICANAS PARA PROTEGER NOSSOS MARES

 

Um olhar sobre o exercício naval que busca garantir a segurança marítima em nosso continente

Entre os dias 07 e 18 de agosto, os mares da América testemunharam uma incrível demonstração de cooperação e habilidade. O Exercício de Controle Naval do Tráfego Marítimo, conhecido como TRANSAMÉRICA XII, foi conduzido pela Marinha de Guerra do Peru. Mas não foi apenas uma operação peruana. A Marinha do Brasil (MB) esteve presente, assim como as marinhas de países como Argentina, Chile, Colômbia, Equador, México, Paraguai e Uruguai. E os Estados Unidos? Eles estiveram lá, observando e aprendendo.

Objetivo Claro: Segurança Marítima

O que leva tantos países a se unirem em um exercício como este? A resposta é simples: segurança marítima. O objetivo central da atividade é criar um sistema integrado entre as Marinhas americanas. Esse sistema permitirá monitorar e defender o tráfego marítimo interamericano, sempre em coordenação com as direções civis de transporte e pesca. Ao fazer isso, todos os países envolvidos estão contribuindo para um mar mais seguro em nossa região.

O Papel do Brasil e as Simulações

A Marinha do Brasil teve um papel crucial neste exercício. Sob a supervisão do Comando de Operações Marítimas e Proteção da Amazônia Azul (COMPAAz), diversas operações foram realizadas. E não foi uma tarefa pequena: 156 militares e 19 Organizações Militares do Brasil estiveram envolvidos. Mas o que realmente chama a atenção são as simulações. Em um cenário fictício, situações como imigrantes ilegais, pirataria e crise ambiental foram simuladas. Tudo isso para testar e aperfeiçoar a prontidão das marinhas em situações críticas.

A Importância do Exercício e o Futuro

Para o Comandante do Centro de Operações Marítimas, Capitão de Mar e Guerra João Batista, o TRANSAMÉRICA XII é mais do que um simples treinamento. É uma preparação para as ameaças reais que os mares do mundo enfrentam, como visto no conflito entre Ucrânia e Rússia. E o Brasil? Já mostrou sua liderança ao conduzir o primeiro exercício em 2001. E com certeza continuará desempenhando um papel fundamental na segurança marítima da região.

Fonte: Defesa Em Foco - Por Marcelo Barros, via Marinha do Brasil


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.