Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 21 de junho de 2012

0

CET PROMOVE CURSO PARA CREDENCIAR GUARDAS PORTUÁRIOS



A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) termina nesta sexta-feira, a capacitação de nova turma de guardas portuários, para que possam fiscalizar o trânsito nas vias internas do Porto de Santos. As aulas acontecem no Centro de Excelência Portuária - CENEP. Nesta turma, 13 guardas portuários foram treinados sobre o Código de Trânsito Brasileiro, técnicas de operação do sistema viário e conhecimentos básicos de sinalização semafórica.





Os aprovados serão credenciados como autoridade de trânsito. O treinamento, teve a carga horária de 80 horas/aula. O evento é fruto de convênio entre a CET e CODESP, firmado em janeiro do ano passado. A parceria delega à Guarda Portuária o gerenciamento e controle do tráfego na área portuária. Além disso, prevê a atuação em conjunto dos dois órgãos nos projetos de sinalização viária e implementação de equipamentos de fiscalização eletrônica na área de responsabilidade federal.

A CET analisa e desenvolve projetos de sinalização viária na área da CODESP. Um exemplo disso foi a instalação de equipamento de fiscalização eletrônica na Av. Perimetral, na pista sentido Centro/Ponta da Praia, na altura da curva onde está fixado o Monumento ao Trabalhador Portuário. O radar fiscaliza, desde abril de 2011, veículos que ultrapassam a velocidade de 40 km/h. 



A capacitação de guardas portuários para fiscalizar o trânsito nas áreas internas do Porto de Santos só foi possível graças a uma manifestação dos seus integrantes, que lutaram pela manutenção do mercado de trabalho, fazendo com que a CODESP, realizasse o convênio com a CET-Santos.

Na época, a fiscalização do trânsito nas áreas do porto estava prestes a ser entregue a Polícia Militar.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES