Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

0

ACESSO AOS PORTOS DO PARANÁ FICA MAIS RIGOROSO


SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA / GUARDA PORTUÁRIA
 
 
 

A partir do final deste mês, o controle de acesso de pessoas e veículos na faixa portuária de Paranaguá e Antonina ficarão mais rigorosos. A medida da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) atende o que determinam o Código Internacional para Segurança de Navios e Instalações Portuárias (ISPS Code) e a Receita Federal do Brasil.
Entre as novas medidas de controle, previstas na portaria número 30 da Receita Federal, está a proibição de entrada de pessoas “se inexistir motivação para adentrá-lo”. Além disso, as pessoas habilitadas a entrar deverão ser conduzidas até o local de destino, não sendo possível o acesso a pé.
Os veículos que solicitarem acesso à área portuária devem ser previamente credenciados, sendo “vedada à entrada de veículos particulares nos recintos”. De acordo com o documento da Receita, “se houver mais ocupantes do veículo além do condutor, estes deverão descer e passar a pé pelos pontos de entrada e saída de pessoas”.
Ainda segundo as portarias número 30 e 31, da Receita Federal, as pessoas deverão utilizar crachás, diferenciados por letras e cores, de acordo com a área de acesso na zona primária. Os crachás – seguindo os moldes sugeridos pela Receita – estão sendo confeccionados pela Appa. As catracas, assim como o circuito fechado de TV (sistema de monitoramento e vigilância, que auxiliará no controle) estão passando por manutenção e até o final do mês estarão completamente aptos a esse controle mais rigoroso.
“Essa mudança nos procedimentos de acesso à zona primária não é apenas importante para atender às determinações internacionais e nacionais. Representa proteção ao patrimônio do Estado e dos paranaenses”, afirma o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino. “Com mais controle, combatemos os ilícitos, nos prevenindo contra o contrabando, descaminho e outros atos ilegais que possam vir a ocorrer. É mais segurança para as pessoas, as operações, as cargas e as instalações”, completa.
 
Fonte: Portogente
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES