Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DAS DECLARAÇÕES DE CUMPRIMENTO

A prorrogação da validade não se aplica às Declarações de Cumprimento que sofreram suspensão ou cassação pelo Colegiado da CONPORTOS o...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

0

BIMCO SOLICITA À IMO O CONTROLE DOS CONTÊINERES


SEGURANÇA PORTUÁRIA / IMO
 
 
 

 

A IMO (Organização Marítima Internacional) recebeu uma pedido formal elaborado por segmentos da Indústria Marítima requisitando que contêineres carregados sejam pesados de forma a terem seu atual peso estabelecido.
 
A proposta foi elaborada pela Dinamarca, Holanda, Estados Unidos, BIMCO, IAPH (International Association of Ports), ICS (International Chamber of Shipping), ITF (International Transport Workers’ Federation) e WSC (World Shipping Council).
 
 
“Contêineres com peso declarado erroneamente são um problema recorrente e agora é a hora para consertamos esse problema. Estamos felizes de que há uma movimentação para que isso aconteça“, afirmou Torben Skaanild, secretário-Geral da BIMCO.
 
 
 


 
“Os patrocinadores da proposta recomendam uma requisição legal para que os operadores portuários, de terminais e de navios devam pesar corretamente os contêineres carregados. Isso protegerá os profissionais do setor dos riscos criados por conta de pesagem incorreta”, ressaltou Peter Hinchliffe, secretário-Geral da ICS.
 
“Os maiores players da indústria em termos de movimentação de contêineres decidiram fazer desse transporte algo ainda mais seguro. O ITF, representando mais de 4,6 milhões de profissionais do setor, apóia a iniciativa e continuará trabalhando por uma segurança e uma produtividade maiores”, enfatizou Frank Leys, secretário do ITF.
 
“Há anos os Estados Unidos requerem que todos os contêineres destinados à exportação sejam pesados. Isso não só não tem atrapalhado a eficiência da cadeia de suprimentos como tem melhorado a segurança do setor. Há tecnologias para que a pesagem seja feita com precisão e essa deve ser uma prática universal”, atentou Geraldine Knatz, presidente da IAPH e diretora-executiva do Porto de Los Angeles, nos Estados Unidos.
 
“Os governos que apoiaram a proposta são bons exemplos em termos de segurança marítima. A indústria certamente está contente de ter esse apoio no esforço para que seja estabelecida uma solução eficiente nessa questão”, concluiu Christopher Koch, presidente e CEO do World Shipping Council.


Fonte: Guia Marítimo
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES