Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quarta-feira, 17 de abril de 2013

0

NO PORTO DE SANTOS, EMPREGADO DA SANTOS BRASIL É ASSASSINADO




Diretor de trânsito do Porto é morto a tiros em Avenida de Guarujá, SP.
Polícia investiga o caso e não descarta a hipótese de execução.
Homens em uma moto dispararam vários tiros na noite desta terça-feira.

 


O Diretor de Trânsito do Porto em Guarujá, no litoral de São Paulo, Margem Esquerda do Porto de Santos, foi morto na noite desta terça-feira (16) em uma das avenidas maia movimentadas da cidade. A Polícia não descarta uma execução.

Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 22h, na avenida Adhemar de Barros. De acordo com testemunhas, Adenílson Lima da Silva, de 39 anos, seguia de carro para o centro da cidade quando duas pessoas em uma moto começaram a disparar tiros em direção a ele.

Adenílson foi baleado, mas mesmo assim, o veículo não parou. O carro subiu na ciclovia e percorreu alguns metros na contramão até bater e parar. Algumas pessoas que estavam no local disseram que os criminosos fizeram vários disparos. Pelo menos quatro tiros atingiram a vítima. O diretor foi encontrado morto dentro do carro que estava parado em cima da calçada e com a chave no contato.

A polícia encontrou os pertences do diretor dentro do carro. No local havia computador, celular e a pasta de trabalho. Adenílson trabalhava há 13 anos na empresa portuária Santos Brasil e era o responsável pelo trânsito na área portuária de Guarujá, responsável por organizar os caminhões que entram e saem na Rua do Adubo, que dá acesso à margem esquerda do Porto de Santos.

A Polícia Civil irá investigar o caso e, por enquanto, nenhuma hipótese foi descartada. A mais provável, por conta das características do crime, é execução.

A criminalidade tem se instalado na Margem Esquerda do Porto de Santos, quadrilhas que lá atuam, tem dado muito trabalho a Polícia Militar, Polícia Civil e a Guarda Portuária.

Recentemente o coronel Carlos Celso Castelo Branco Savioli classificou de ‘heróis’ os policiais que atuam no município de Guarujá: “Com exceção da sua região central, está ‘carregado’ em seus extremos, referindo-se expressamente ao Distrito de Vicente de Carvalho e à parte compreendida entre a Enseada e a divisa com Bertioga”, diz.

No dia 29 de março, durante patrulhamento de rotina pela Enseada, em Guarujá, dois policiais militares foram surpreendidos pelo ataque a tiros dos ocupantes de uma moto. Sete disparos atingiram a viatura dos patrulheiros, mas eles escaparam ilesos.

O atentado ocorreu às 7h20 na Avenida D. Pedro I com a Rua Argentina. Dois soldados transitavam pelo local com a viatura Parati, prefixo I-21515, quando o ocupante da garupa de uma moto começou a disparar.

Viaturas da Guarda Portuária também foram alvos de ataques. Um guarda portuário, após ser rendido, só não morreu porque a arma do vagabundo pipocou. O clima é de apreensão para quem trabalha naquela região. Infelizmente nem tudo é divulgado pela imprensa, cabendo a quem ali exerce a sua função, aguardar que as autoridades competentes tomem uma atitude mais enérgica para dar fim a esse clima de impunidade.


Polícia busca homens que mataram consultor de trânsito

A Polícia Civil em Guarujá, no litoral de São Paulo continua a procura dos suspeitos de terem matado um consultor de trânsito da cidade. Neste início da investigação a polícia trabalha com todas as possibilidades. Os investigadores devem analisar imagens de câmeras que mostram todo o percurso que ele fez, desde a saída do terminal portuário até o local do crime.

A polícia vai analisar também pelo menos dois boletins de ocorrência, um registrado no fim do ano passado e outro há cerca de um ano, que envolvem o nome de Adenílson.

 

Fonte: G1 / Jornal A Tribuna – Edição Segurança Portuária Em Foco
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES