Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DOS CERTIFICADOS DO CESSP

A prorrogação se deu diante da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, ...

segunda-feira, 3 de junho de 2013

2

POLÍCIA FEDERAL ACEITA DENÚNCIAS CONTRA A CHEFE DE NÚCLEO DO PORTO DE LAGUNA




A Policia Federal aceitou as denúncias do guarda portuário Lúcio Ricardo Natal, diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Administração, Capatazia, Empresas Operadoras Portuárias e Administrativos em OGMOs nos Portos e Retroportos Públicos e Privados de Itajaí, Laguna e Navegantes - SINTAC contra a chefe de núcleo do Porto de Laguna, Denise Pegorara Antonio.

Em dezembro de 2012, Lúcio oficializou várias denúncias junto a Polícia Federal, Ministério Público do Trabalho e ANTAQ, conforme artigo aqui publicado, “LAGUNA,UM PORTO SEM LEI”.

MPT marca Audiência

No próximo dia 05 de junho ocorrerá a Audiência relativa às denúncias efetuadas pelo SINTAC ao Ministério Público do Trabalho - MPT, no qual foi instaurado o Inquérito Civil nº 291.2013.12.000/5, que está a cargo do Procurador do Trabalho, Dr. Sandro Eduardo Sarda.

Farra das horas extras



Segundo Lúcio, agora, Denise Pegorara terá que explicar, entre outras coisas, porque as horas extras da empresa terceirizada Vigilância Triângulo Ltda., passaram de R$ 3.000,00 (três mil reais) para mais de R$ 18.000,00 (dezoito mil reais) por mês sendo que é publico de que não houve aumento do número de funcionários. Ela Terá que explicar também porque o Porto paga para a mesma empresa por um funcionário que está licenciado por auxilio doença.

Enquanto em Santos estão querendo cortar as horas extras, no Porto de Laguna, que é administrado pela CODESP, houve um aumento de 600% no valor das horas extras para a empresa terceirizada Triângulo, sendo que o número de funcionário continua o mesmo.

O pior disto tudo é que no contrato não está previsto pagamento de horas por se tratar de contrato com horários previsto, só para se ter uma idéia tem gente no escritório que ganhou mais de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) só de hora extra, sem nunca ter feito uma hora sequer.




Fonte:  As informações são de Lúcio Ricardo Natal – Guarda Portuário – Diretor do Sintac - Laguna





2 comentários:

  1. O LÚCIO É GUARDA PORTUÁRIO, MAS ISSO NÃO LHE IMPEDE DE REPRESENTAR TODA UMA CATEGORIA.

    PARABÉNS LÚCIO, UM DOS MUITOS GUERREIROS PORTUÁRIOS DESSE NOSSO BRASIL.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde no site da policia portuaria federal colocararm a foto dos 7 guardas convocados do concurso de 2010.agora coloquem a foto do outro guarda portuario que foi convocado por liminar da justiça.como pode só assim que um cadidato aprovado consegue sua convocação,e ainda as docas cancela o concurso que ja foi homologado com os nomes dos aprovados no ano de 2010, sera que eu tenho que entrar na justiça também para conseguir um direito de ser convocado e ainda só chamaram 7 aprovados que acho que são peixes das docas,fica aqui minha indignação contra um direito que não foi me dado.

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES