Postagem em destaque

PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL REALIZA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS AGENTES DA GUARDA PORTUÁRIA

O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária A Administração do Porto de São ...

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

0

POSTO DA GUARDA PORTUÁRIA É INVADIDO POR ADOLESCCENTES



Adolescentes usam píer abandonado como trampolim na Ponta da Praia.
Prática perigosa ganhou notoriedade em rede social, quando munícipes passaram a alertar sobre o perigo que os jovens correm ao saltar da estrutura, que é rodeada por pedras.

 


Em situação de abandono, um dos píeres na Ponta da Praia, em Santos, serve de trampolim para adolescentes que procuram diversão. A prática ganhou repercussão em rede social na internet na última semana, quando munícipes passaram a alertar sobre o perigo que os jovens correm ao saltar da estrutura, que é rodeada por pedras.

A antiga Ponte dos Práticos fica na altura do número 111 da Avenida Almirante Saldanha da Gama, entre a Rua Ministro Daniel de Carvalho e o Canal 7. Uma foto de dois adolescentes andando pelo píer abandonado gerou 41 compartilhamentos e quase 100 comentários no Facebook.

O atracadouro é trancado por correntes e, hoje, a estrutura se encontra sem manutenção e com as paredes tomadas por pichações. Para invadir o local, os jovens usam uma corda amarrada no topo do píer para escalar a lateral. É o que conta o comerciante Salvino da Silva, que trabalha vendendo sucos em frente ao local.

“São adolescentes de 14 ou 15 anos que vêm aí (saltam do píer) para se divertir. Eles já têm uma corda amarrada no topo do píer, e sobem pela lateral para invadir, ir até a ponta e saltar no mar”, diz Da Silva.

A prática é conhecida pela maioria dos moradores da Ponta da Praia, que são testemunhas quase que diariamente do risco que os jovens correm. Um morador do local, que não quis se identificar, conta que os adolescentes invadem o píer para saltar sempre que há sol e temperaturas altas. “O que eles procuram mesmo é fazer bagunça, se divertir e se refrescar”. Na opinião dele, a diversão não é perigosa.

O comerciante Luís Antônio Paula Santos mora no interior de São Paulo e quando vem a Santos, se instala em um dos prédios próximos ao Canal 7. Ele diz que é comum ver os adolescentes pulando do píer, sempre que resolve passear pelo calçadão da Orla da praia.

Antônio de Paula Santos diz que já testemunhou agentes da Guarda Portuária alertando os jovens sobre o risco, “mas não adianta nada, ele voltam e continuam a saltar mesmo assim”.

Codesp

O píer que abrigava a antiga Ponte de Inspeção Naval pertence hoje à Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Em nota, a estatal afirma que a Guarda Portuária procura coibir o uso inadequado das instalações, alertando para o risco que correm os banhistas que utilizam o local como trampolim.

A Codesp informa ainda que o atracadouro espaço será usado como sede do Centro de Controle do sistema de monitoramento do tráfego de embarcações - VTMIS (Vessel Traffic Management Information System). A reforma do local para esta finalidade está em processo de licitação.

 

Fonte: Fernanda Haddad / Diário do Litoral
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES