Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

domingo, 7 de dezembro de 2014

0

CODESP VAI INICIAR A REFORMA DA PONTE NAVAL PARA ABRIGAR VTMIS




A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) assinou com a empresa Engeterpa Construções e Participações Ltda. contrato para execução das obras de reforma e ampliação das instalações da antiga Ponte de Inspeção Naval, na Avenida Saldanha da Gama, na Ponta da Praia, em Santos. A estrutura abrigará o Centro de Controle do Sistema de Gerenciamento de Informações do Tráfego de Embarcações, o Vessel Traffic Management Information System (VTMIS).
O contrato foi publicado na edição da última terça-feira (2) do Diário Oficial da União, resta apenas a assinatura do termo para o início dos trabalhos. Com recursos de R$ 1,116 milhão da própria Codesp, o novo posto levará oito meses para ficar pronto.


A firma apresentou um lance de R$ 1,285 milhão pelo serviço. Mas, por ser maior do que o valor estimado pela estatal, houve uma negociação e o limite estabelecido foi alcançado.
O VTMIS possibilitará o monitoramento e gerenciamento, em tempo real, do fluxo de embarcações no canal de navegação e nas áreas de fundeio do Porto, obtendo informações que servirão também para controle de questões ambientais e apoio em situações de emergência.  O Centro de Controle terá uma antena VHF para comunicação com as embarcações e receberá dados dos pontos de monitoramento, de uma estação meteorológica e de um marégrafo. A estação meteorológica servirá para monitoração de intempéries e o marégrafo, para identificar os movimentos de preamar (maré alta) e baixa-mar no canal. Assim, os operadores da central poderão estimar, de forma mais precisa, a profundidade de cada berço do cais e auxiliar os navios no momento da atracação.
Sobre o VTMIS

Infográfico Jornal A Tribuna - Santos
O Sistema de Gerenciamento de Tráfego de Embarcações para o Porto de Santos (VTMIS) é um sistema de auxílio, controle e monitoramento do tráfego de embarcações na área do porto e em suas imediações. Além do Centro de Controle, contará com quatro torres de monitoramento em pontos estratégicos do porto (Ilha da Moela; Ponta de Itaipu; próximo ao Terminal Exportador do Guarujá – TEG, na entrada do canal; e Ilha do Barnabé). Estas áreas foram escolhidas por oferecerem segurança aos equipamentos e por possibilitarem cobertura de todo o estuário, com uma área de varredura que vai da área de fundeio ao Terminal Marítimo da Usiminas.
As torres abastecerão a central com dados sobre a localização e movimentação de embarcações. Cada uma das torres terá um radar, uma câmera de alta definição e um transponder AIS.

O transponder AIS (Automatic Identification System, Sistema de Identificação Automática), é um dos equipamentos mais importantes da torre: ele recebe sinais enviados, obrigatoriamente, pelos navios. Com esse contato, a central visualiza a posição, a velocidade e o número de registro do navio numa carta de navegação eletrônica exibida num monitor – seu movimento é acompanhado em tempo real.  Como a maior parte dos barcos pequenos não emite sinais de transponder, a tarefa do radar será identificar estas embarcações menores (até um metro quadrado de área). A câmera inteligente apontará automaticamente para o alvo localizado pelo radar. Isso aumentará a segurança na área de fundeio. O contrato para o fornecimento e instalação dos equipamentos foi assinado em outubro de 2014, com previsão contratual de 44 meses para conclusão.

Pelo menos 30 pessoas atuarão na implantação do VTMIS do Porto, que custará R$31,07 milhões à Codesp. Nos próximos quatro meses, será executado o projeto-executivo do empreendimento. Serão destinados 16 meses a sua implantação. No restante do tempo, haverá uma operação assistida, em que a empresa Indra capacitará os operadores da Codesp.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES