Postagem em destaque

LADRÃO DETIDO É ENCAMINHADO PELA GUARDA PORTUÁRIA AO DISTRITO

O filho da vítima, também caminhoneiro, com a ajuda de outros colegas, conseguiu deter o suspeito antes da chegada da Guarda Portuária...

quinta-feira, 9 de abril de 2015

0

NOVO VAZAMENTO AUMENTA CHAMAS E INCÊNDIO CONTINUA NA ALEMOA



Uma equipe de especialistas em petróleo virá dos Estados Unidos e pelo menos 500 mil litros do Líquido Gerador de Espuma (LGE)

Após o uso de três espumas especiais para combater o incêndio na Ultracargo, na Alemoa, em Santos, um novo vazamento, desta vez de álcool anidro, fez com que o fogo aumentasse, depois de ter cedido consideravelmente nesta manhã.  O vazamento anterior havia sido resolvido pelos bombeiros, o que possibilitou o avanço no combate às chamas.
Há informações, extraoficiais, de que dois tanques voltaram a ser atingidos pelas chamas na manhã desta quinta-feira (9). 
Para ajudar no trabalho de combate, um reforço internacional está a caminho. Virá dos Estados Unidos uma equipe de especialistas em petróleo e pelo menos 500 mil litros do Líquido Gerador de Espuma (LGE).
Para se ter uma ideia da quantidade de espuma a ser importada, é o equivalente ao volume que o Estado de São Paulo produz em 12 dias.
Segundo o coronel José Roberto Rodrigues de Oliveira, coordenador estadual da Defesa Civil, ainda não se sabe quantos especialistas virão para os trabalhos e nem quando chegarão, mas a ajuda é dada como certa.
“Eles chegam para ajudar a estancar os vazamentos existentes, porque é isso que impede o combate total ao fogo. Será avaliada a condição desses vazamentos, onde estão e qual a melhor técnica para resolver de vez o problema”, afirma.
Na prática, esses especialistas ajudarão a verificar todos os riscos. No currículo dessa equipe que chegará, está, inclusive, o trabalho em campos de petróleo incendiados na guerra do Iraque, de acordo com o coronel.
Trabalhos

Na noite desta quarta-feira (9), o incêndio estava concentrado em um tanque de gasolina. Os Bombeiros continuavam o trabalho de resfriamento dos reservatórios com a água bombeada do mar, para o fogo não se alastrar a outros, e esperavam o  melhor momento para aplicar as três espumas especiais – LGE, F500 e cold fire – na tentativa de apagar as chamas.
"Há um imenso suporte logístico dado pela Prefeitura e pelas empresas do Plano de Auxílio Mútuo, com fornecimento de água, alimentos e materiais de trabalhos. Tudo está sendo feito adequadamente para que o trabalho de combate ao incêndio funcione da melhor maneira", ressaltou o chefe da Defesa Civil de Santos, Daniel Onias Nossa.
O combate às chamas já dura mais de 150 horas.

Até a noite de quarta-feira (8), mais de 400 mil litros do produto e da espuma F500 já haviam sido utilizados pelo Corpo de Bombeiros e brigadistas durante a ocorrência, além de 360 litros do isolante térmico cold fire (fogo gelado, em português).
No período da manhã, por poucas horas, as chamas foram contidas e a situação parecia controlada. No entanto, em questão de minutos o fogo voltou e o cenário piorou.
Em nota, a Prefeitura de Santos informou que o Corpo de Bombeiros consertou o vazamento em um tanque de álcool anidro. A medida, aliada ao lançamento de espumas, fez com que o fogo fosse extinto perto das 14 horas. “Mas apareceram novos vazamentos que deram reignição e pegou fogo novamente”, explicou o coordenador da Defesa Civil, José Roberto Rodrigues de Oliveira.
Por volta das 21h30, o incêndio estava concentrado em um tanque de gasolina. Os bombeiros continuavam o trabalho de resfriamento dos reservatórios com a água bombeada do mar, para o fogo não se alastrar a outros, e esperavam o melhor momento para aplicar as três espumas especiais – LGE, F500 e cold fire – na tentativa de apagar as chamas.


Fonte: Jornal A Tribuna

*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. O nosso papel é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
*Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES