Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 9 de abril de 2015

0

NOVO VAZAMENTO AUMENTA CHAMAS E INCÊNDIO CONTINUA NA ALEMOA



Uma equipe de especialistas em petróleo virá dos Estados Unidos e pelo menos 500 mil litros do Líquido Gerador de Espuma (LGE)

Após o uso de três espumas especiais para combater o incêndio na Ultracargo, na Alemoa, em Santos, um novo vazamento, desta vez de álcool anidro, fez com que o fogo aumentasse, depois de ter cedido consideravelmente nesta manhã.  O vazamento anterior havia sido resolvido pelos bombeiros, o que possibilitou o avanço no combate às chamas.
Há informações, extraoficiais, de que dois tanques voltaram a ser atingidos pelas chamas na manhã desta quinta-feira (9). 
Para ajudar no trabalho de combate, um reforço internacional está a caminho. Virá dos Estados Unidos uma equipe de especialistas em petróleo e pelo menos 500 mil litros do Líquido Gerador de Espuma (LGE).
Para se ter uma ideia da quantidade de espuma a ser importada, é o equivalente ao volume que o Estado de São Paulo produz em 12 dias.
Segundo o coronel José Roberto Rodrigues de Oliveira, coordenador estadual da Defesa Civil, ainda não se sabe quantos especialistas virão para os trabalhos e nem quando chegarão, mas a ajuda é dada como certa.
“Eles chegam para ajudar a estancar os vazamentos existentes, porque é isso que impede o combate total ao fogo. Será avaliada a condição desses vazamentos, onde estão e qual a melhor técnica para resolver de vez o problema”, afirma.
Na prática, esses especialistas ajudarão a verificar todos os riscos. No currículo dessa equipe que chegará, está, inclusive, o trabalho em campos de petróleo incendiados na guerra do Iraque, de acordo com o coronel.
Trabalhos

Na noite desta quarta-feira (9), o incêndio estava concentrado em um tanque de gasolina. Os Bombeiros continuavam o trabalho de resfriamento dos reservatórios com a água bombeada do mar, para o fogo não se alastrar a outros, e esperavam o  melhor momento para aplicar as três espumas especiais – LGE, F500 e cold fire – na tentativa de apagar as chamas.
"Há um imenso suporte logístico dado pela Prefeitura e pelas empresas do Plano de Auxílio Mútuo, com fornecimento de água, alimentos e materiais de trabalhos. Tudo está sendo feito adequadamente para que o trabalho de combate ao incêndio funcione da melhor maneira", ressaltou o chefe da Defesa Civil de Santos, Daniel Onias Nossa.
O combate às chamas já dura mais de 150 horas.

Até a noite de quarta-feira (8), mais de 400 mil litros do produto e da espuma F500 já haviam sido utilizados pelo Corpo de Bombeiros e brigadistas durante a ocorrência, além de 360 litros do isolante térmico cold fire (fogo gelado, em português).
No período da manhã, por poucas horas, as chamas foram contidas e a situação parecia controlada. No entanto, em questão de minutos o fogo voltou e o cenário piorou.
Em nota, a Prefeitura de Santos informou que o Corpo de Bombeiros consertou o vazamento em um tanque de álcool anidro. A medida, aliada ao lançamento de espumas, fez com que o fogo fosse extinto perto das 14 horas. “Mas apareceram novos vazamentos que deram reignição e pegou fogo novamente”, explicou o coordenador da Defesa Civil, José Roberto Rodrigues de Oliveira.
Por volta das 21h30, o incêndio estava concentrado em um tanque de gasolina. Os bombeiros continuavam o trabalho de resfriamento dos reservatórios com a água bombeada do mar, para o fogo não se alastrar a outros, e esperavam o melhor momento para aplicar as três espumas especiais – LGE, F500 e cold fire – na tentativa de apagar as chamas.


Fonte: Jornal A Tribuna

*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. O nosso papel é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
*Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES