Postagem em destaque

CONPORTOS ANUNCIA A DATA DA 17ª EDIÇÃO DO CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA – CESSP

O período de inscrição será de 17 de julho a 21 de agosto de 2017 Na última quarta-feira (12) a Comissão Nacional de Segurança Públi...

sábado, 27 de junho de 2015

0

FALSO SEQUESTRO MOBILIZA A GUARDA PORTUÁRIA


A Guarda Portuária isolou o local providenciou o socorro da vítima e acionou a Polícia Militar e Civil.


Na tarde de ontem, quinta-feira (25), um acidente entre um Honda Civic e uma carreta na Avenida Perimetral, em Santos, mobilizou um grande efetivo da Guarda Portuária.
O auxiliar de enfermagem Ricardo Romano, 29 anos, motorista do Honda Civic, bateu na traseira de uma carreta que estava parada no semáforo, existente defronte ao Canal do Mercado, na Avenida Perimetral.

O veículo, avaliado em R$ 40.000,00 reais, teve perda total.
Com a chegada da Guarda Portuária no local, a vítima alegou que teria sido rendida por dois marginais. De imediato, a Polícia Militar e a Polícia Civil foram acionadas.
A vítima foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no local do acidente e não sofreu ferimentos aparentes. Mesmo assim, ele foi encaminhado à Santa Casa de Santos.

O acidente provocou grande congestionamento na Avenida Perimetral.
O auxiliar de enfermagem manteve a versão fantasiosa a policiais militares e civis enquanto era atendido no Pronto-Socorro. Ricardo sustentou a mentira e afirmou que tinha sido rendido no cruzamento da Rua Frei Vital com a Avenida Pedro Lessa, e provocou a colisão para se livrar dos marginais.
“Saía da casa da minha avó e fui rendido por dois homens negros. Um deles estava armado e disse: ‘Entra no carro e fica quieto’. Na condução do veículo segui até a Avenida Perimetral. Acelerei, porque vi um comboio da Guarda Portuária e quis chamar a atenção. Eles diziam que iam atirar caso não reduzisse. Foi quando percebi que eles estavam sem cinto de segurança e joguei o carro contra a traseira do caminhão. Após a batida, eles correram e expliquei que tinha sido sequestrado”, disse Ricardo.
Contradição

A Polícia Militar compareceu no local.
O conto vigário de Ricardo durou algumas horas. A fim de prender os supostos sequestradores equipe para cada PS da Cidade. Não demorou e um dos amigos do auxiliar de enfermagem deu entrada na unidade Central, bastante machucado.
Apreendido enquanto menor por tráfico de drogas e roubo, ele forneceu cinco nomes distintos e após alguns minutos de conversa caiu em contradição. Foi então que revelou a verdade. O outro amigo não foi localizado.
Assim que recebeu alta, Ricardo foi conduzido à Delegacia do Porto. Quando informado de que a história tinha sido descoberta, o auxiliar de enfermagem admitiu a mentira.
Segundo ele, tal versão foi inventada porque o veículo é do padrasto e não tinha seguro. Diante da situação, Ricardo foi indiciado pelos crimes de falsa comunicação e lesão corporal.
Os dois supostos criminosos, que na verdade eram amigos dele, foram socorridos por caminhoneiros que passavam pela via e não sabiam da tentativa de sequestro.
Prejuízos
Destruído, o Honda Civic teve perda total e foi encaminhado ao pátio de trânsito. Na delegacia, o padrasto disse aos jornalistas que o carro estava avaliado em pelo menos R$ 40 mil. Questionado sobre a conduta do enteado, ele disse que serviu de lição ao rapaz vê “tudo sempre de forma positiva”.
“É uma forma dele perceber que tem que ter cuidado, tomar providências para que isso não aconteça mais”, disse o comerciante
Sobre o prejuízo, ele acrescentou: “a gente trabalha e compra outro de novo”, limitou- se a comentar o padrasto de Ricardo e dono do veículo, Eládio Soares Martinez.
O motorista do caminhão calcula prejuízo de pelo menos R$ 3 mil. O para-choque foi arrancado, um pneu estourou e uma lanterna foi quebrada.
Segundo a delegada da Polícia Civil do Porto, Martha Vergine, Ricardo pode responder por falsa comunicação de crime e lesão corporal. O colega dele responderá por falsidade ideológica.

Edição: Segurança Portuária Em Foco

Fonte: Jornal A Tribuna / Diário do Litoral .



*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES