Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

terça-feira, 17 de novembro de 2015

1

GUARDAS PORTUÁRIOS PARTICIPAM DE CURSO DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL


Leonardo Guast, da Polícia Civil, foi um dos instrutores.
Na última semana, guardas portuários da Companhia Docas do Estado do Espírito Santo (Codesa) participaram de um Curso de Segurança Institucional promovido pela Unidade Especializada da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, em convênio com a Justiça Federal.
O curso, ministrado por instrutores das polícias Federal e Civil, foi iniciado na segunda-feira (09/11), e teve duração de 05 dias, contando com a participação de 40 profissionais de segurança que atuam na Justiça Federal, Guarda Portuária, Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Ministério Público Federal.
Participação agentes da Justiça Federal, Guarda Portuária, Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Ministério Público Federal.
As instruções aconteceram na sede da Justiça Federal, na Academia de Polícia, no Porto em Capuaba e na própria rua, com o trabalho de campo em locais específicos.
Objetivo
O objetivo do curso é proporcionar uma requalificação técnica e tática dos agentes. A estrutura curricular do curso ofereceu disciplinas como segurança de dignitários, ações de 1º interventor com explosivos e em crises policiais, abordagem a pessoas e defesa pessoal. As disciplinas estão norteadas pelas Normas Gerais de Ação de grupos de missões especiais e pelos Manuais de Operações de Choque, Ações Táticas Especiais e Patrulhamento Tático Motorizado.
Segurança Institucional


Direção ofensiva, defensiva e evasiva, fez parte do curso.
A Segurança Institucional possui especificidades, tais como: Planejar, coordenar e executar a Segurança Institucional do Órgão, que compreende, dentre outras atribuições:
  • A segurança pessoal e escolta/proteção de Autoridades e Dignitários;
  • A segurança patrimonial e das instalações;
  • Os serviços de inteligência, contra inteligência, comunicação, informação, policiamento, investigação, fiscalização, controle de acessos, serviço de achados e perdidos bem como o monitoramento dos serviços prestados por terceiros, podendo interagir com outros órgãos de segurança;
  • Os serviços de, escolta, condução de viaturas, guarda de armas e de busca pessoal e veicular;
  • As ações de treinamento e qualificação do quadro de agentes de segurança, bem como as ações de promoção da cultura da segurança preventiva e pacificadora, em colaboração com as unidades de capacitação e comunicação social do órgão;
  • Os serviços administrativos próprios da Segurança Institucional;
  • O Plano de Segurança das unidades, o Plano de Abandono Emergencial dos prédios, o Plano de Contingência de Risco, o Gerenciamento de Crise/Riscos e os plantões ininterruptos de segurança integral e proteção 24h;
  • O monitoramento dos sistemas de comunicação, circuito fechado de televisão (CFTV), central de alarmes de intrusão, botões de pânico, detectores de metais, controle de acesso e demais mecanismos / equipamentos.
Todos estes itens foram módulos do curso em comento, incluindo ainda direção ofensiva, defensiva e evasiva, bem como abordagem a pessoas, segurança de Dignitários e Atendimento ao Público.
Guarda Portuária
Representando a Guarda Portuária, participaram os guardas portuários Antônio Bartolini Coutinho, Anderson Scardine Borel, Leonardo Nascimento Rodrigues, Maurício Ottoni Santana e Thiago de Paula Braga.
Capacitação
Segundo Paulo Roberto, coordenador do Grupo Especial de Segurança do Departamento de Polícia Federal (DPF), o objetivo do treinamento é proporcionar o aperfeiçoamento técnico, tático e prático dos agentes.
“Estou achando o treinamento excelente e poder trabalhar junto com a PF é muito gratificante. A capacitação e atualização profissionais melhoram a qualidade do serviço da guarda”, disse o Guarda Portuário, Ottoni.

O instrutor da Polícia Civil, Leonardo Guast, com dez anos na profissão, também relatou que é muito importante esse intercâmbio para troca de experiência e gostou muito da força de vontade dos agentes em querer se aperfeiçoar cada vez mais, melhorando assim suas qualificações.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                              
* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.
                                                                                                           


Um comentário:

  1. ESSE INSTRUTOR DA POLICIA CIVIL É EXCELENTE . FOI INSTRUTOR DE MINHA TURMA NA SECRE-
    RIA DE JUSTIÇA , UM DELES .
    PESSOAL DEDICADO , FORMAM UM GRUPO TATICO DENTRO DA POLICIA CIVIL DO ESTADO E TIRAM
    AS VEZES DO PRÓPIO BOLSO PARA PODER CRESCER PROFISSIONAMENTE.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES