Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS DENUNCIAM DIMINUIÇÃO DO EFETIVO E SUPRESSÃO DE POSTOS NO PARÁ

O quadro caótico vem comprometendo sensivelmente a segurança pública nos portos do Pará No dia 27 de janeiro, uma petição assinada...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

0

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE CARRETA COM PLACAS ADULTERADAS NO PORTO DO RIO



O proprietário foi preso em flagrante e o veículo retido.
No dia 10 de dezembro, o guarda portuário Eduardo Moreira Pessoa, quando em patrulha motorizada, por volta das 9H40, ao efetuar uma verificação rotineira dos veículos que transitam pela área interna do porto, através do aplicativo SINESP CIDADÃO, constatou que as placas de um conjunto mecânico da empresa Transportadora Transline, não pertenciam ao mesmo.
A placa KJU 3874/RJ, que estava no cavalo mecânico, conforme o aplicativo do Ministério da Justiça, pertenceria na verdade a uma moto da marca Shineray, modelo XY 125, da cidade de Paulista/PE e a placa IRP 5728/MG, da carreta, era na verdade de um carro da marca Fiat, modelo Strada, de Guarulhos-SP.
Diante da suposta irregularidade, o veículo foi abordado e seu condutor identificado como Flordelício Ramos Braga. Em seguida, se apresentou o Sr. Waldomiro Amaro de Oliveira, alegando ser o proprietário do veículo. Ambos ficaram retidos, juntamente com o veículo, até a chegada da Polícia Civil.
Acionada, compareceu ao Porto, uma equipe, com quatro policiais e um perito, da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), que após constatar a adulteração das placas, encaminhou as partes à sede daquele órgão, na Cidade da Polícia.
Diante dos fatos, o delegado de plantão efetuou a lavratura de um Relatório de Ocorrência (RO), determinando a prisão em flagrante do proprietário do veículo, ficando o conjunto-mecânico retido no pátio da repartição. O motorista foi liberado.
 A prisão foi baseada em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no sentido de que a conduta consistente na troca de placas de veículo automotor configura o crime previsto no artigo 311, do Código Penal.
Posteriormente foi constatado que tanto o cavalo-mecânico, como a carreta, tinham autorização de acesso ao porto desde janeiro.
“Estamos atuando de forma sistêmica e diária. Temos de garantir o bom funcionamento do porto e sua segurança é fundamental.”, avalia Izabela Santoni, superintendente da Guarda Portuária. A fiscalização no Porto do Rio foi intensificada, segundo a Companhia Docas, em parceria com a DRFA, com o objetivo de aumentar a eficiência da segurança tendo em vista a aproximação dos jogos olímpicos.
Durante o evento diversas autoridades e atleta usarão o Porto como porta de acesso à cidade.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES