Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

2

GUARDAS PORTUÁRIOS SÃO PRESOS POR LIGAÇÃO COM NARCOTRÁFICO INTERNACIONAL


Imagem mostra os dois guardas: um próximo à viatura e o outro no apoio para verificar a movimentação

Eles foram flagrados pelas câmeras do Porto de Santos, monitoradas pela Receita Federal, transportando malas com cocaína até um terminal de contêineres.
Dois guardas portuários foram presos pela Polícia Federal, na terça-feira (19), acusados de envolvimento no tráfico internacional de drogas. Eles foram flagrados pelas câmeras do Porto de Santos, monitoradas pela Receita Federal, transportando malas com cocaína até um terminal de contêineres. 
A prisão temporária de 30 dias foi autorizada pela Justiça Federal depois que a investigação resultou na identificação dos envolvidos. Eles estão ligados diretamente na tentativa de embarque à Espanha, na Europa, de pelo menos 287 quilos de cocaína, na noite da última segunda-feira de 2015.
Imagens mostram o momento em que droga é levada à viatura da guarda portuária

Na ocasião, a ação foi frustrada, mas ninguém detido. Ao todo, 250 tabletes de droga foram apreendidos com o apoio de analistas e fiscais alfandegários. A cocaína, embalada em plásticos coloridos, estava armazenada em oito bolsas de viagem de cor azul. As mesmas que podem ser observadas nas imagens divulgadas nesta terça (19).
Imagens mostram o exato momento em que a droga é colocada na viatura da Guarda Portuária

De acordo com o delegado Ciro Tadeu Moraes, do Núcleo Especial de Polícia Marítima (Nepom) da Polícia Federal, os guardas foram os responsáveis por transportar a droga até o terminal de contêineres. Foram necessárias, pelo menos, duas viagens para garantir o êxito da ação criminosa.
Integrantes da quadrilha levavam as bagagens até um ponto de encontro fora do cais, nas proximidades do Centro de Santos, onde a viatura os aguardaria. Lá, as bagagens eram colocadas no banco de trás do veículo oficial, que tem livre acesso aos terminais e ao cais de ambas as margens.
Droga transportada por guardas estava dividida em oito bolsas e 250 tabletes embalados em plástico

Já no terminal, sem despertar suspeita, os guardas portuários estacionavam a viatura nas proximidades de um contêiner frigorífico (reefer), onde esconderiam a droga a ser embarcada em um navio. De acordo com o delegado, os guardas entregavam os pacotes a terceiros, que eram responsáveis por escondê-los na caixa metálica.
Droga levada por guardas foi escondida em contêiner

"Não posso generalizar, dizendo que aconteceu outras vezes", afirmou Ciro, ao explicar que não há a comprovação do envolvimento de ambos em outras ocorrências semelhantes no cais. "Eles são somente uma parte da célula criminosa, responsável por um serviço exclusivo (cujo valor não foi especificado). Provavelmente, eles não têm contato com os demais", disse.
Os nomes dos guardas portuários, que foram presos enquanto se apresentavam ao trabalho, pela manhã, não foram divulgados oficialmente. A Tribuna apurou, no entanto, que um deles tem 53 anos e trabalha no cargo há pelo menos 28. O cúmplice possui 45 anos e está há apenas três no cais. Este último, porém, é policial militar reformado e responde a acusações de envolvimento com crimes relacionados a caixas eletrônicos.
Os acusados foram levados à carceragem da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, de onde responderão às acusações. Até lá, a Polícia Federal espera encontrar os demais envolvidos na ação criminosa e desmantelar a quadrilha que utiliza o cais santista como porta de saída dos entorpecentes produzidos na América Latina.
Droga foi detectada enquanto contêiner passava em escâner: malas estavam entre carregamento de carne

Consultada, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que é responsável pela Guarda Portuária e administradora do Porto de Santos, disse que não vai se pronunciar sobre o ocorrido, uma vez que se trata de uma investigação federal em andamento. A estatal também não informou se eles foram demitidos.
Fonte: Jornal A Tribuna.

Veja o vídeo da TV Tribuna:


Leia também:


*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

                                                                    COMENTÁRIOS        
                                                        
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

2 comentários:

  1. Os portos brasileiros estão impregnados pela corrupção e alguns se deixam levar pelo ganho fácil. Nesse Portal já tivemos casos relatando o envolvendo de agentes da Polícia Federal, Receita Federa, Anvisa, Polícia Civil, Polícia Militar e até da Marinha. Maus elementos existem em todas as categorias.

    ResponderExcluir
  2. CHAMA ATENÇÃO QUE O QUE TEM MENOS TEMPO DE SERVIÇO INGRESSOU NA GUAPOR JÁ COM VIDA PREGRESSA CUJO EDITAL DO CONCURSO NAO IMPEDIU SUA PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO DE SELECAO.

    CiLENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES