Postagem em destaque

LADRÃO DETIDO É ENCAMINHADO PELA GUARDA PORTUÁRIA AO DISTRITO

O filho da vítima, também caminhoneiro, com a ajuda de outros colegas, conseguiu deter o suspeito antes da chegada da Guarda Portuária...

sábado, 16 de janeiro de 2016

5

MOTORISTA É INDICIADO POR DESACATO A GUARDA PORTUÁRIO



GP foi orientar o motorista para desligar celular e colocar cinto de segurança.
Motorista proferiu insultos e fez ameaças ao guarda.

No dia 11 de dezembro, os guardas portuários Wagner Alves e Barbosa, de serviço no Gate 12, no Porto de Santos, litoral de São Paulo, realizavam fiscalização de rotina nos veículos que entravam e saíam pelo portão de acesso de cargas especiais.
Por volta das 9h, o GP Wagner teve a sua atenção voltada para um motorista, dirigindo um ônibus que efetuava o transporte de passageiros para um navio de passageiros Rhapsody Of The Seas atracado no cais do Armazém 33, saindo pelo portão do Gate, fazendo o uso de um aparelho celular, além de não estar utilizando o cinto de segurança.
Ao parar o veículo e orientá-lo para desligar o aparelho celular e colocar o cinto de segurança para que o mesmo não fosse autuado por infração de trânsito, foi surpreendido pela reação do motorista que começou a gesticular e falar que guarda não era nada, proferindo insulto e palavras de baixo calão, além de ameaçá-lo dizendo: “Vou te pegar fora do serviço desarmado”.
Diante da atitude do motorista, Wagner solicitou que ele descesse do veículo, porém esse continuou a ofendê-lo, tentando investir contra ele, fazendo menção de pegar algum objeto, ocasião em que foi contido pelos dois guardas e retirado do ônibus.
Acompanhando os fatos pelo Centro de Controle de Operações e Serviços (CCOS) o Inspetor Chefe de Serviço Donizetti Perez determinou que ali comparecesse a Ronda de Policiamento 6, integrada pelos guardas portuários Dannyel e Rafael e o Inspetor Coordenador Wladimir, acompanhado do GP Élcio.
O motorista foi então identificado como sendo Rogério da Costa, funcionário da Central de Frete Serviços e Transporte Ltda.. Após ser contido e acalmado, Rogério alegou ter se descontrolado por estar passando por problemas familiares.


Em seguida, Rodrigo foi encaminhado à Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR), localizado ao lado do Gate 12, onde foi apresentado a delegada Juliana Buck Gianini, que após ouvir as partes, elaborou o Boletim de Ocorrência (B.O.) 900012/2015, de natureza Desacato (art. 331) e Ameaça (art. 147).

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
COMENTÁRIOS
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


5 comentários:

  1. PARABENS A UNICA GUARDA PORTUÁRIA DO BRASIL NO MOMENTO E PARADIGMA PARA OS
    ARCABOUÇOS DE GUARDA QUE EXISTEM BRASIL AF0RA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  2. Sem adentrar no mérito sobre a conduta de cada um dos autores, penso que a Nobre delegada precisa voltar às teorias da academia, isso porque o tipo penal previsto no art.331 trata de crime praticado contra funcionários Públicos.

    ResponderExcluir
  3. NÃO SEI O QUE O NOBRE COLEGA ACIMA , QUER DIZER COM O SEU TEXTO . MAS SE ESTA MANDANDO A DELEGADA ESTUDAR DEVO DIZER QUE GUARDA PORTUÁRIO É SERVIDOR PÚBLICO,
    E INVESTIDO NO CARGO MEDIANTE CONCURSO PUBLICO. E SE FOR DESACATADO NO CUMPRIMENTO DE SEU DEVER ESTÁ A DOUTA DELEGADA CORRETA NO ENQUADRAMENTO.
    ESSE CRISTIANO DEVE SER UM FOLGADO QUE NÃO DEVE GOSTAR DA CORPORAÇÃO E DEVERIA
    É DAR O FORA DAQUI.
    GP ALEXANDRE- ES

    ResponderExcluir
  4. Caro Cristiano.Para sua ciência o Guarda Portuário é tipificado como"funcionário Público Civil Ativo"

    ResponderExcluir
  5. Se tem problemas familiares quase todos nós temos que deixem em casa. O GP estava apenas orientando, mas o motorista quis pagar pra ver e independente da autoridade mostrou sua falta de educação .. q isso sirva de lição.

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES