Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sábado, 16 de janeiro de 2016

5

MOTORISTA É INDICIADO POR DESACATO A GUARDA PORTUÁRIO



GP foi orientar o motorista para desligar celular e colocar cinto de segurança.
Motorista proferiu insultos e fez ameaças ao guarda.

No dia 11 de dezembro, os guardas portuários Wagner Alves e Barbosa, de serviço no Gate 12, no Porto de Santos, litoral de São Paulo, realizavam fiscalização de rotina nos veículos que entravam e saíam pelo portão de acesso de cargas especiais.
Por volta das 9h, o GP Wagner teve a sua atenção voltada para um motorista, dirigindo um ônibus que efetuava o transporte de passageiros para um navio de passageiros Rhapsody Of The Seas atracado no cais do Armazém 33, saindo pelo portão do Gate, fazendo o uso de um aparelho celular, além de não estar utilizando o cinto de segurança.
Ao parar o veículo e orientá-lo para desligar o aparelho celular e colocar o cinto de segurança para que o mesmo não fosse autuado por infração de trânsito, foi surpreendido pela reação do motorista que começou a gesticular e falar que guarda não era nada, proferindo insulto e palavras de baixo calão, além de ameaçá-lo dizendo: “Vou te pegar fora do serviço desarmado”.
Diante da atitude do motorista, Wagner solicitou que ele descesse do veículo, porém esse continuou a ofendê-lo, tentando investir contra ele, fazendo menção de pegar algum objeto, ocasião em que foi contido pelos dois guardas e retirado do ônibus.
Acompanhando os fatos pelo Centro de Controle de Operações e Serviços (CCOS) o Inspetor Chefe de Serviço Donizetti Perez determinou que ali comparecesse a Ronda de Policiamento 6, integrada pelos guardas portuários Dannyel e Rafael e o Inspetor Coordenador Wladimir, acompanhado do GP Élcio.
O motorista foi então identificado como sendo Rogério da Costa, funcionário da Central de Frete Serviços e Transporte Ltda.. Após ser contido e acalmado, Rogério alegou ter se descontrolado por estar passando por problemas familiares.


Em seguida, Rodrigo foi encaminhado à Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR), localizado ao lado do Gate 12, onde foi apresentado a delegada Juliana Buck Gianini, que após ouvir as partes, elaborou o Boletim de Ocorrência (B.O.) 900012/2015, de natureza Desacato (art. 331) e Ameaça (art. 147).

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
COMENTÁRIOS
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


5 comentários:

  1. PARABENS A UNICA GUARDA PORTUÁRIA DO BRASIL NO MOMENTO E PARADIGMA PARA OS
    ARCABOUÇOS DE GUARDA QUE EXISTEM BRASIL AF0RA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  2. Sem adentrar no mérito sobre a conduta de cada um dos autores, penso que a Nobre delegada precisa voltar às teorias da academia, isso porque o tipo penal previsto no art.331 trata de crime praticado contra funcionários Públicos.

    ResponderExcluir
  3. NÃO SEI O QUE O NOBRE COLEGA ACIMA , QUER DIZER COM O SEU TEXTO . MAS SE ESTA MANDANDO A DELEGADA ESTUDAR DEVO DIZER QUE GUARDA PORTUÁRIO É SERVIDOR PÚBLICO,
    E INVESTIDO NO CARGO MEDIANTE CONCURSO PUBLICO. E SE FOR DESACATADO NO CUMPRIMENTO DE SEU DEVER ESTÁ A DOUTA DELEGADA CORRETA NO ENQUADRAMENTO.
    ESSE CRISTIANO DEVE SER UM FOLGADO QUE NÃO DEVE GOSTAR DA CORPORAÇÃO E DEVERIA
    É DAR O FORA DAQUI.
    GP ALEXANDRE- ES

    ResponderExcluir
  4. Caro Cristiano.Para sua ciência o Guarda Portuário é tipificado como"funcionário Público Civil Ativo"

    ResponderExcluir
  5. Se tem problemas familiares quase todos nós temos que deixem em casa. O GP estava apenas orientando, mas o motorista quis pagar pra ver e independente da autoridade mostrou sua falta de educação .. q isso sirva de lição.

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES