Postagem em destaque

CONPORTOS PROMOVE RECADASTRAMENTO DE SUPERVISORES DE SEGURANÇA

Sandro Torres Avelar, presidente da Conportos O objetivo é de manter atualizado o cadastro interno da CONPORTOS e das demais organiza...

quinta-feira, 5 de maio de 2016

0

GUARDA PORTUÁRIA CONTÉM BRIGA GENERALIZADA


Estação de barcas da Dersa (Foto: Jornal A Tribuna)

A briga generalizada ocorreu defronte a estação de passageiros das barcas que fazem a travessia entre Santos e Vicente de Carvalho, e envolveu seis pessoas

No dia 10 de abril, os guardas portuários Carlos Eduardo e Sergio Barbosa, integrantes da ronda de policiamento P6, trafegavam pela Rua Antônio Prado, quando se depararam com uma briga generalizada, envolvendo seis pessoas, defronte a estação de passageiros das barcas que fazem a travessia entre Santos e Vicente de Carvalho, distrito de Guarujá.
De imediato foi solicitado apoio, comparecendo ao local a ronda de policiamento P4, integrada pelos guardas portuários Danilo de Andrade e Rafael dos Anjos e a ronda de policiamento P9, integrada pelos guardas portuários Leandro Augusto e Ricardo Rockko, que controlaram o tumulto e extinguiram a briga.
Após o controle da situação, as vítimas Wallaci Santos Leonardo e Osvaldo Peterson Barbosa dos Santos, solicitaram o registro do Boletim de Ocorrência.
Os autores foram identificados como sendo Juliano Junio Munelli; Adrian Lucas Souza e Silva e Kauan Jesus dos Santos e Pedro Henrique Carvalho Santos.
Acionado, compareceu ao local o Inspetor coordenador Alexandre Beserra, acompanhado do GP Thiago Galvão, que encaminhou as partes ao 1º Distrito Policial.
Naquela repartição policial, o delegado João Octávio de A.R. de Melo, após ouvir as partes, lavrou o B.O. nº 1020/2016, por lesão corporal (art.129), expedindo requisição de exame de corpo delito, a ser realizado no Instituto Médico Legal (IML), para os lesionados.
As vítimas foram orientadas quanto ao prazo decadencial de seis meses para oferecer representação e dar continuidade na presente persecução penal.
Wallaci, a pedido da autoridade policial, foi encaminhada para a Unidade Central de Pronto Atendimento (UPA-Central), por estar passando mal.
Alegações
Wallaci alegou que discutia com seu companheiro Osvaldo, quando foi agredido Por Pedro e Juliano, já Osvaldo alegou que discutia com Wallaci, quando foi agredido por Pedro; Juliano; Adrian e Kaunan.
Pedro admitiu que agrediu fisicamente Wallaci, após tentar separar a briga dele com Osvaldo. Juliano, Adrian e Kauan, apontados como agressores, alegaram que apenas tentaram separar a briga. Durante o tumulto Osvaldo perdeu seu celular.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES