Postagem em destaque

NOVO COMANDO NA GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO

Capitão reformado da Polícia Militar, Hugo, já comandou a Guarda Portuária em outra oportunidade No dia seis de setembro, o presid...

sexta-feira, 3 de março de 2017

0

ATUAÇÃO DO CANIL DA GUARDA PORTUÁRIA POSSIBILITOU APREENSÃO DE ECSTASY NO PORTO


Foto: Reprodução TV Record Litoral

O faro do cão foi fundamental para a localização da droga
No último sábado (25), durante a “Operação Salva Vidas” deflagrada pela Polícia Federal para a fiscalização dos navios com os cruzeiros temáticos do Carnaval, que atracaram no Terminal de Passageiros de Santos, administrado pela Concais, ocorreu uma das apreensões mais inusitadas da história do porto.
A equipe do Canil da Guarda Portuária que atuava no Terminal na fiscalização das bagagens conduzidas pelos passageiros, integrada de guarda portuário Soares e o seu cão Phelps e o guarda portuário Rubens e o seu cão Scott, detectaram duas malas suspeitas de conter em seu interior entorpecente.
A Polícia Federal foi notificada e os seus donos, passageiros da mesma cabine do Navio Sovereign, foram conduzidos para acompanharem a abertura das malas. Em uma delas foi encontrada uma porção de maconha, já na outra nada foi encontrado.
No entanto, o cão Phelps, premiado em vários concursos pelo seu faro apurado, insistia em sinalizar ao seu condutor que algo errado havia naquela bagagem. A mala foi então passada num scanner a fim de verificar se havia algum compartimento escondido, mas nada foi encontrado.
Após o guarda portuário Soares, condutor de Phelps esclarecer que apesar da mala não conter nenhuma droga Pheps não se engana e talvez quem tenha manuseado a mala poderia ter tido contato com alguma droga e de alguma forma deixado o seu odor na mesma.
Como havia sido encontrada a maconha na mala do seu companheiro de cabine, diante das explicações e conhecedores da habilidade do animal, que já foi em operações anteriores merecedor de elogios da Polícia Federal (foto), os agentes, baseados em fundamentada suspeita, resolveram levar o passageiro para uma sala reservada e efetuarem uma revista íntima, idêntica a que é realizada em presídios, que geralmente é realizada apenas quando é encontrada alguma coisa nas malas, e para surpresa dos agentes na segunda agachada caiu do ânus do cidadão um saquinho contendo comprimidos de ecstasy.
Segundo o delegado, o volume dos entorpecentes caracterizou consumo individual, descartando a possibilidade de tráfico. A quantidade apreendida não foi informada. Após assinarem um Termo Circunstanciado (TC), impedidos de viajar, os dois voltaram para casa, cada um com o seu TC.
Os termos obrigam os envolvidos a se apresentarem à Justiça posteriormente para prestarem esclarecimentos. A princípio não há detenção, mas o juiz poderá determinar uma pena alternativa ou serviços comunitários como punição ao ocorrido, ainda segundo o delegado da PF.
Infelizmente, esse é o último ano do Cão Phelps, pois ao atingir a idade de oito anos os cães são afastados compulsoriamente das atividades e geralmente são doados ao seu condutor.
Ecstasy
Foto: Reprodução TV Record Litoral

Também chamado de droga do amor, o ecstasy é uma droga psicoativa, conhecida quimicamente como 3,4-metilenodioximetanfetamina e abreviada por MDMA.
Misturado com álcool, o ecstasy é extremamente perigoso e, de fato, pode ser mortal. O dano causado por esta “droga da moda” é tão grande que as ocorrências nos prontos-socorros subiram mais de 1.200% desde que o ecstasy se tornou a “droga de balada” preferida nas “raves” e casas noturnas.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                            
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES