Postagem em destaque

LADRÃO DETIDO É ENCAMINHADO PELA GUARDA PORTUÁRIA AO DISTRITO

O filho da vítima, também caminhoneiro, com a ajuda de outros colegas, conseguiu deter o suspeito antes da chegada da Guarda Portuária...

quinta-feira, 27 de julho de 2017

1

AMEAÇA DE PRIVATIZAÇÃO DA COMPANHIA DOCAS DE SÃO SEBASTIÃO




A privatização da CDSS, a exemplo do que ocorreu em outros casos, implicará na perda de emprego de mais de cem funcionários concursados

Os sindicatos dos trabalhadores portuários (SINDAPORT), dos Conferentes do Porto de Santos (SCCDCPS), dos Estivadores de São Sebastião e dos Arrumadores de São Sebastião; divulgaram um boletim no qual alertam que a Companhia Docas de São Sebastião (CDSS) corre o risco de ser privatizada.
No boletim a categoria alerta para o risco que a privatização representa para a atividade portuária em São Sebastião: “A privatização da CDSS, a exemplo do que ocorreu em outros casos, implicará na perda de emprego de mais de cem funcionários concursados que dedicaram parte de suas vidas para conseguir seus objetivos e que, há décadas, conjuntamente com trabalhadores portuários avulsos, são responsáveis pelo funcionamento do Porto de São Sebastião”.
O conteúdo ainda destaca a importância da relação porto-cidade para a economia regional, “boa parte da população tem relação indireta com as atividades portuárias que movimenta o comércio e os serviços do município, conforme demonstrado no decorrer da sua história”.
Segundo os representantes da categoria, o importante nesse momento é investir em ações de transparência e no exercício de gestões técnicas e vinculadas a atividade portuária.
Repúdio ao Presidente
Em nota, a categoria portuária de São Sebastião repudiou as palavras de Casemiro Tércio, atual presidente da Companhia Docas de São Sebastião (CDSS). Em audiência pública promovida no dia 04 de julho pela Comissão de Viação e Transportes, na Câmara dos Deputados, o Sr. Casemiro atacou os servidores públicos e a gestão da Companhia Docas.
Casemiro não falou, entretanto, dos R$26 milhões de prejuízo que a Companhia Docas de São Sebastião acumulou desde que ele assumiu a presidência em 2011.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.
                                                                                                                                                                  
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                   COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Um comentário:

  1. Talvez somente assim este Porto possa gerar lucro e movimentação de cargas pois desde que passou a ser gerenciado pela Defesa e depois Cia Docas só tem operado no vermelho . Falta navios e carga para movimentar tanto Porto como o comércio pois um puxa o outro . Mais navios maior o comércio . Quem sabe com a privatização melhore .

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES