Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 24 de outubro de 2017

0

SIMULADO ATESTA CAPACIDADE DO PORTO DE PARANAGUÁ PARA ATENDER EMERGÊNCIAS EM TERMINAIS DE INFLAMÁVEIS




O teste simulou um incêndio em um dos tanques do terminal com uma vítima

Foi realizado no dia 11 de outubro, o primeiro Simulado de Atendimento de Emergências no Terminal de Álcool de Paranaguá (Tepaguá), que comprovou a capacidade de atendimento e resposta imediata das empresas e instituições participantes do Plano de Auxílio Mutuo (PAM) em caso de acidentes em terminais de líquidos.
O teste simulou um incêndio em um dos tanques do terminal com uma vítima. A ação durou cerca de 20 minutos e treinou os procedimentos de comunicação da emergência, o tempo de resposta e eficiência do atendimento.
Apesar de ser apenas um simulado, carros dos corpos de bombeiros e ambulâncias foram mobilizadas na ação. Em menos de dez minutos depois de acionado, o corpo de bombeiros já estava no local realizando o resfriamento do tanque em que supostamente aconteceu o acidente e uma ambulância já realizava os primeiros atendimentos à vítima.

“É fundamental que simulados como este sejam feitos periodicamente para que a gente possa identificar o que precisa ser trabalhado e quais procedimentos estão bem treinados. Isso é fundamental para que, numa emergência real, a resposta seja correta e ágil”, afirma o comandante do Corpo de Bombeiros de Paranaguá, capitão Ícaro Gabriel Greinert.
Cenário
O simulado foi realizado no tanque 6 do Terminal de Álcool de Paranaguá, que tem capacidade de 5,2 mil metros cúbicos de álcool, que equivalem a mais de 170 caminhões carregados de líquidos inflamáveis.
Na ação, era necessário resfriar o tanque para que o incêndio fosse controlado e não se alastrasse para os demais tanques, que armazenam outros 30 mil metros cúbicos de produto. Também foi necessário resgatar uma vítima ferida pela explosão.

Nestas emergências, o terminal onde acontece o acidente aciona o PAM, documento que estabelece procedimentos de cooperação entre as empresas signatárias. Neste caso, o funcionário que identificou o acidente imediatamente acionou o Corpo de Bombeiros, o OGMO e as empresas pertencentes ao subgrupo de líquidos inflamáveis, que auxiliam com materiais e suas respectivas estruturas de combate a emergências.
“O respeito à saúde humana e ao meio ambiente é uma prioridade no Porto de Paranaguá e conseguimos comprovar à comunidade e aos usuários esta premissa com este tipo de ação preventiva”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino.
O PAM do Porto de Paranaguá foi criado em 2014 e hoje, três anos depois, conta com a adesão de 31 empresas. Para o pleno funcionamento do plano, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina promove, além dos simulados, reuniões periódicas para alinhas desde a comunicação até a logística e atendimento as emergências.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                                                          COMENTÁRIOS                             


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES