Postagem em destaque

ANGPB BUSCA TREINAMENTOS PARA A GUARA PORTUÁRIA JUNTO AO SIPRON

A reunião teve o objetivo de apresentar as dificuldades da Guarda Portuária na segurança dos produtos de Classe 7 (materiais radioativo...

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

0

POLÍCIA OCUPA COMUNIDADE ÀS MARGENS DO PORTO DE SANTOS PARA EVITAR AÇÃO DE 'PIRATAS'




Em nova operação, policiais militares ambientais apreenderam aves silvestres e identificaram áreas ocupadas

Uma nova operação para localizar assaltantes que roubam embarcações e tripulantes no entorno do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, fez com que a Polícia Militar Ambiental ocupasse a comunidade Vila dos Criadores, às margens do Canal do Estuário, nesta quarta-feira (21). Ninguém foi preso, mas animais silvestres foram resgatados.
Trata-se da segunda ação ocorrida em menos de 24 horas nessa região do litoral paulista para coibir ações criminosas que envolvam o mar. Na terça-feira (20), os policiais utilizaram embarcações, viaturas terrestres e até um helicóptero para fazer a varredura na comunidade de Santa Cruz dos Navegantes, em Guarujá.

No início do dia, os policiais acessaram a Vila dos Criadores, localizada na região da Alemoa, área industrial ao lado do complexo portuário, pelo mar e por terra. As equipes utilizaram um novo uniforme camuflado e, assim como aconteceu no dia anterior, alguns moradores acharam que tratava-se de uma operação do Exército.
"A ação foi justamente para coibir crimes de pirataria, que tem ocorrido no mar em Santos e em toda a região. Mas não deixamos de atuar no policiamento ambiental, por isso realizamos apreensões e autuações", explicou tenente coronel Ferreira Filho, comandante da PM Ambiental, responsável pela ação.

Durante a varredura na área, os policiais localizaram aves silvestres guardadas em gaiolas. Um aterro irregular em área de mangue, feito por pessoas que vivem no bairro a partir de entulho e restos de materiais de reciclagem, também foi localizado e contido pelos policiais. Ninguém foi preso, segundo a polícia.

Em uma das vielas da comunidade, uma embarcação salva-vidas, utilizada pelas balsas e lanchas que realizam a travessia entre as cidades de Santos e Guarujá, também foi localizada pelas equipes. Para o comando da Polícia Militar Ambiental, o local foi escolhido por ser utilizado como rota de fuga de criminosos que atuam no mar.
Operação Netuno

Na terça-feira (20), equipes ocuparam a comunidade Santa Cruz dos Navegantes, também conhecida como Pouca Farinha, em Guarujá. Ali, os policiais localizaram um terreno com carcaças de embarcações. Um homem foi preso por tráfico de drogas e animais silvestres também foram apreendidos.
Fonte: G1 Santos


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                          

                   COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES