Postagem em destaque

ANGPB BUSCA TREINAMENTOS PARA A GUARA PORTUÁRIA JUNTO AO SIPRON

A reunião teve o objetivo de apresentar as dificuldades da Guarda Portuária na segurança dos produtos de Classe 7 (materiais radioativo...

sábado, 25 de agosto de 2018

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 486 QUILOS DE COCAÍNA NO PORTO DE PARANAGUÁ



A droga foi encontrada com o uso de um escâner, em um container carregado com equipamentos de metal

No início da tarde da última quarta-feira (22) após uma denúncia anônima, a Receita Federal a Receita Federal apreendeu 486 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá.
Segundo informações da Receita Federal, a droga foi encontrada com o uso de um escâner, em um container carregado com equipamentos de metal, que iria para o Porto de La Havre, na França, e dividida em 11 volumes.

A droga foi acondicionada no contêiner sem o conhecimento do agente marítimo ou do dono da carga. Este tipo de operação ilícita é uma técnica criminosa, conhecida mundialmente como “rip-on/rip-off”.
Essa foi a 6ª apreensão de drogas em Paranaguá, desde o início do ano, a Receita apreendeu 3.798 kg da droga no terminal. Em uma das apreensões, no final de junho, os fiscais encontraram 881 quilos em uma máquina escavadeira que seriam levados para a Holanda.
Até agora, foram cerca de 4 toneladas de drogas apreendidas, o maior volume registrado em 10 anos. Em 2017, foram apreendidas 17 toneladas de drogas nos Portos brasileiros.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                  
                             COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES