Postagem em destaque

CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PORTUÁRIA - CESSP 19ª EDIÇÃO SERÁ REALIZADO EM SANTOS

São 160 vagas distribuídas entre as instalações portuárias sediadas no território nacional. As inscrições vão até o dia 30 de setembro,...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

0

RECEITA FEDERAL APREENDE 330 KG DE COCAÍNA NO PORTO DE PECÉM, NO CEARÁ



A droga apreendida estava embalada em dez mochilas junto a uma carga de mel que seria exportada para a Bélgica, na Europa.
Uma carga de 330 kg de cocaína, avaliada em R$ 49 milhões, foi encontrada na manhã do dia 15, escondida em um contêiner carregado de mel no Porto do Pecém, na região metropolitana de Fortaleza (CE). A droga apreendida estava embalada em dez mochilas junto a uma carga de mel que seria exportada para a Bélgica, na Europa.
Segundo a Polícia Federal, esta é a maior apreensão de drogas da história já feita em portos do Ceará. A cocaína apreendida foi levada para a Superintendência da Polícia Federal, em Fortaleza. Ainda não se sabe quem trouxe o entorpecente e quem iria recebê-lo na Europa e se a droga iria ser retirada em alto-mar, por navios menores, ou se teria o destino final a Bélgica.

O contêiner faria uma rota inaugural do Porto do Pecém para um porto belga. Antes, os carregamentos no Pecém eram levados para a região da Antuérpia. A carga seguiria anteontem, mas autoridades portuárias brasileiras receberam informações da Aduana Americana de que um contêiner que iria para a Bélgica estava com cocaína. A Receita Federal iniciou a busca no dia 14 e, um dia depois, acionou a Polícia Federal.
A descoberta da droga foi feita pela Receita Federal. Após detectar o material suspeito, a equipe da Receita Federal realizou o narcoteste e confirmou que as dez bolsas estavam com cocaína.
Não há suspeita de participação do exportador do mel no tráfico de drogas. O contêiner com mel veio do Piauí e foi "contaminado" com a carga de cocaína no Pecém, segundo apurou as autoridades, por meio de imagens do circuito de gravação do porto.
A droga foi trazida em um caminhão para o pátio do porto, no dia 13. Agora, as autoridades portuárias tentam descobrir a quem pertence o veículo para identificar os responsáveis pela droga.
Outro contêiner carregado de sucata também foi inspecionando, com auxílio de um cão farejador, para descobrir se existia mais droga escondida na caixa de transporte marítimo. As buscas ocorreram de forma minuciosa, devido ao perigo do material.
Fonte: UOL


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.