Postagem em destaque

QUEM SÃO OS BANDIDOS BRASILEIROS MAIS PROCURADOS NO PAÍS E NO MUNDO? VEJA LISTA

  Dos 18 foragidos na lista nacional, oito têm ordem de prisão por crime de tráfico de drogas (44%) Traficantes e assaltantes conhecidos, ma...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 3 de junho de 2021

0

PF, RFB, MB E GPORT PARTICIPAM DE OPERAÇÃO CONJUNTA NO PORTO DE RIO GRANDE

 

O objetivo foi coibir o tráfico de drogas

Na tarde do último domingo (30), equipes da Polícia Federal (PF), da Receita Federal do Brasil (RFB), da Marinha do Brasil (MB) e da Guarda Portuária (GPORT), realizaram uma operação conjunta no Porto de Rio Grande, litoral do Rio Grande do Sul.

A ação contou com a participação de 25 agentes e 10 viaturas dos diferentes órgãos. Os agentes foram a bordo do Navio Jasmine, de origem panamenha, que havia atracado horas antes, pois havia um indicativo de ilícitos a bordo, o que não se confirmou.

Fake News

No mesmo dia, começaram a circular nas redes sociais uma série de fotos e um áudio, onde um homem afirmava que a operação se dava por conta da presença de tripulantes da embarcação, contaminados com a nova variante da Covid-19.

O Auditor Fiscal da RFB, Marcos Gonçalves Colares, um dos responsáveis pela operação, esclareceu que a ação foi com o objetivo de verificar qualquer tipo de carga suspeita ou a presença de pessoas irregularmente a bordo.

“Nós realizamos essa operação para coibir crimes de tráfico de drogas e também de pessoas. Nós escolhemos este navio a partir da análise de risco, pois ele vinha da Colômbia e após sair do Porto de Rio Grande, iria para a China. A nossa busca é pela realização de operações periódicas para mostrar que os órgãos de controle e fiscalização estão sempre atentos ao que entra e sai do nosso porto” disse Marcos Gonçalves.

Nota de Esclarecimento

A Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul (Portos RS) informou em Nota, que agentes da Polícia Federal e Receita Federal realizaram uma ação de fiscalização no navio S Jasmine, atracado no cais público. Apesar de gerar curiosidade e parecer atípico, trata-se de uma atividade de rotina que contou com o apoio da Guarda Portuária.

A informação de que os tripulantes da embarcação, com bandeira das ilhas Marshall, estariam contaminados com a variante indiana da Covid-19 é falsa e não possui relação com o ato em questão. Essa atividade tem como objetivo a busca por ilícitos ou a existência de tripulantes que não estivessem autorizados a estar a bordo.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.    

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.