Postagem em destaque

GREVE DOS GUARDAS PORTUÁRIOS NO RIO É CANCELADA APÓS DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA PARA MANTER ESCALA DE TRABALHO

  Nível de Proteção do porto chegou a ser elevado para 2 No dia 14, quinta feira, o Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Portuários do...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 28 de junho de 2021

0

POLÍCIA FEDERAL E MARINHA APREENDEM VELEIRO CARREGADO COM HAXIXE

 

Operação teve a colaboração da Aduana francesa, do Centro de Análises e Operações Marítimas - Narcóticos (MAOC-N) e de autoridades das Ilhas Virgens Britânicas

A Polícia Federal (PF) apreendeu, na noite do dia 16 de junho, em ação conjunta com a Marinha do Brasil (MB), e teve a colaboração da Aduana francesa, do Centro de Análises e Operações Marítimas - Narcóticos (MAOC-N) e de autoridades das Ilhas Virgens Britânicas, um veleiro carregado com grande quantidade de haxixe, que é o produto extraído, em forma de resina, das flores e dos frutos da maconha e com alta concentração de THC.

A operação foi decorrente da troca de informações entre as agências estrangeiras, a PF e a Marinha do Brasil, com a identificação do transporte de grande quantidade de haxixe em um veleiro que teria partido de Portugal, resultando na interceptação da embarcação em águas internacionais.

A interceptação da embarcação ocorreu a cerca de 426 quilômetros da costa de Recife (PE), com o emprego do Navio-Patrulha Oceânico Araguari, no qual estava também embarcada uma equipe da PF. Após a abordagem, dois tripulantes do veleiro, um da Rússia e um da Estônia, foram presos.

A embarcação, o carregamento ilegal e os presos foram conduzidos para a Superintendência da PF, em Pernambuco, para os procedimentos de Polícia Judiciária.

A apreensão confirmou a existência de uma rota marítima transcontinental de tráfico de haxixe para o Brasil, pela qual transitaria remessas da droga em grandes quantidades. Com a formalização da ocorrência foi instaurado um inquérito policial para apurar as circunstâncias dos fatos.

Após a chegada da embarcação ao Recife e a pesagem da carga ilegal, chegou-se ao número de 4.304 kg da droga, consistindo em uma das maiores apreensões dessa substância na história do Brasil. Os presos responderão por tráfico internacional de drogas.

A ação conjunta entre a Polícia Federal e a Marinha do Brasil tem sido intensificada no intuito de garantir a segurança nas fronteiras marítimas, em especial na repressão a crimes transnacionais como o tráfico internacional de drogas.

A iniciativa reforça uma das diretrizes adotadas pela PF no combate à criminalidade, qual seja, a cooperação policial internacional que, por meio da troca de informações, permite a elucidação de crimes de repercussão transnacional e a efetiva desarticulação de importantes cadeias logísticas nos países envolvidos.

Outro caso envolvendo veleiro

Em 14 de fevereiro deste ano, um veleiro carregado com 2.216,5 kg de cocaína também foi interceptado pela PF em conjunto com a MB a 270 quilômetros da costa pernambucana.

Naquela operação, realizada em parceria com entidades internacionais de combate ao narcotráfico, cinco pessoas foram presas.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.    

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.