Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DAS DECLARAÇÕES DE CUMPRIMENTO

A prorrogação da validade não se aplica às Declarações de Cumprimento que sofreram suspensão ou cassação pelo Colegiado da CONPORTOS o...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

0

SAFETY X SECURITY

A DIFERENÇA ENTRE SAFETY E SECURITY

              Antes de se falar em Segurança Portuária é fundamental entender a diferença entre SAFETY e SECURITY. Os diversos idiomas têm características diferentes em sua construção e vocabulário. O idioma considerado por todos no mundo da navegação e indústria marítima como sendo internacional é o Inglês. Assim, ele é o mais importante dentre os idiomas utilizados nas convenções internacionais, e é nele que os textos originais das convenções surgem.
Na língua inglesa, as palavras “SAFETY” e “SECURITY” têm significados diferentes, mas infelizmente, a tradução de ambas na maioria dos idiomas indo-europeus é a mesma palavra, que em português é “SEGURANÇA”.

Entenda os significados:

SAFETY = Segurança pessoal, do trabalho e das atividades da vida (física), tem origem na palavra em latim salvus, que significa livre de perigo ou de mal, portanto Safety é quando nos referimos à segurança no sentido de proteção em relação à integridade física, à saúde, as condições de higiene, a ausência de riscos de acidentes,  à proteção das pessoas contra o perigo, aos riscos causados pelo meio (condições inseguras) ou por atos culposos de qualquer agente (negligência, imprudência, imperícia – ato inseguro).

Exemplo: Incêncio, condições de trabalho e naufrágio.

  
SECURITY = Segurança (patrimonial ou pessoal), tem origem na palavra em latim securus, que significa livre de perigo, fornecer segurança, portanto Security é quando nos referimos à segurança no sentido de medidas e ações contra acontecimentos perigosos que colocam em questão a segurança pessoal e patrimonial, ou mesmo a estabilidade de um país, aos riscos causados por atos dolosos (intencionais) de terceiros.

Exemplo: Ataque de piratas, atentado terrorista, monitoramento.

 


   
Esta diferença passou a ter mais importância desde o final do século XX, com o aumento dos problemas de “segurança” causados pelo terrorismo internacional, principalmente após o ataque as "Torres Gêmeas" em 11 de setembro de 2001, e pelo aumento da criminalidade como um todo.
Com a criação do Código ISPS pela IMO, a Autoridade Marítima Brasileira (DPC – Diretoria de Portos e Costas),  afim evitar a confusão entre os termos, decidiu adotar vocabulário diferenciado para os dois significados. Uma vez que a palavra segurança, já é utilizada há muito tempo com o significado da definição acima de “SAFETY”, foi decidido adotar a palavra “PROTEÇÃO” para fazer referência aos riscos descritos na definição acima de “SECURITY”.

 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES