Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quinta-feira, 26 de julho de 2012

0

OPERAÇÂO CAPUABA REÚNE FORÇAS POLICIAIS E GUARDAS PORTUÁRIOS DA CODESA - ES

GUARDA PORTUÁRIA / OPERAÇÕES





Polícias Civil, Militar, Rodoviária, e agentes da Prefeitura de Vila Velha e do Porto de Vitória participaram da ‘Operação Choque de Ordem’

A Coordenação de Segurança Portuária (COSNIP) da Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA), em parceria com a Secretaria de Defesa Social da Prefeitura de Vila Velha (PMVV), realizou em 18 de maio, a “Operação Choque de Ordem” em Capuaba. O evento teve início às 8h30, e recebeu representantes de vários órgãos da PMVV e da CODESA, além de participações do Judiciário e do Corpo de Bombeiros e das polícias Militar, Civil e Rodoviária.

 A ação, que foi toda ela monitorada pelo chefe da COSNIP, Antônio Carlos Nascimento dos Santos, teve como foco o recolhimento de carcaças e carretas abandonadas, constatar irregularidades no funcionamento das oficinas, borracharias e ferro velhos. Todas as atividades foram registradas através de filmagens e fotografias com a participação de cerca de 200 guardas portuários. A COSNIP disponibilizou equipamentos a partir do apoio logístico de algumas empresas e fiscalizou o trânsito na pista de acesso, verificando a documentação dos veículos.

A PMVV, por intermédio de suas secretarias (Defesa Social, Obras, Posturas e Meio Ambiente) atuou em conjunto com o 4º Batalhão da Polícia Militar na fiscalização dos estabelecimentos. A PM também fiscalizou a circulação dos veículos até o limite da ponte sobre o Rio Aribiri. Já a Polícia Rodoviária Federal (PRF), através do seu Núcleo de Operações Especiais (NOE), prosseguiu com a fiscalização dos veículos a partir da ponte e na BR 447.

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) contou com vinte agentes na perícia dos automóveis estacionados no perímetro do porto. Já o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha acompanhou toda a operação verificando a existência de antecedentes criminais dos que circularam na área e também atuou na segurança da operação.

O Corpo de Bombeiros forneceu uma guarnição com uma ambulância e manteve um caminhão pipa de prontidão. O Juizado da Infância e Juventude de Vila Velha ficou responsável por verificar a situação das crianças que vivem nas proximidades do porto. A Secretaria de Obras da PMVV disponibilizou 40 profissionais da limpeza para desobstruir toda a área.

Segunda fase da Operação Choque de Ordem aconteceu em 30 de maio




A Coordenação de Segurança de Navios e Instalações Portuárias (COSNIP) da Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA), em parceria com a Secretaria de Defesa Social da Prefeitura de Vila Velha, realizou a segunda etapa da Operação Choque de Ordem na Estrada de Capuaba, em Vila Velha. A ação teve como foco o recolhimento de carcaças e carretas abandonadas, constatar irregularidades no funcionamento de oficinas, borracharias e ferro velhos.

A operação foi monitorada pelo chefe da COSNIP, Antônio Carlos Nascimento do Santos. “Esse procedimento faz parte do segundo exercício recomendado pela ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), para que o porto fique apto para receber a declaração de proteção do ISPS Code (Código Internacional para proteção de Navios e Instalações Portuárias). Isso está sendo monitorado para ir para a CONPORTOS (Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos)”, ressaltou o Antônio Carlos Nascimento.

A Prefeitura de Vila Velha, através das secretarias de Defesa Social, Obras, Posturas e Meio Ambiente, atuou em conjunto com o 4º Batalhão da Polícia Militar na fiscalização dos estabelecimentos. A PM também fiscalizou a circulação dos veículos até o limite da ponte sobre o Rio Aribiri. Já a Polícia Rodoviária Federal (PRF), através do seu Núcleo de Operações Especiais (NOE), prosseguiu com a fiscalização dos veículos a partir da ponte e na BR 447.

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) contou com vinte agentes na perícia dos automóveis estacionados no perímetro do porto. Já o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha acompanhou toda a operação verificando a existência de antecedentes criminais dos que circularam na área e também atuou na segurança da operação. O Juizado da Infância e Juventude de Vila Velha ficou responsável por verificar a situação das crianças que vivem nas proximidades do porto. A Secretaria de Obras da PMVV disponibilizou  profissionais da limpeza para desobstruir toda a área.

Para verificar a Licença Ambiental dos automóveis, o evento reuniu agentes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA) de Vila Velha, que atuaram na fiscalização no transporte de  substâncias tóxicas. Na fiscalização de borracharias, 12 agentes de Vigilância Ambiental atuaram no combate a focos de dengue. A operação contou também com 10 agentes de trânsito a fim de fortalecer o rastreamento dos veículos.

Nesta etapa, os veículos passaram por uma fiscalização minuciosa, a fim de verificar a condição do automóvel e a situação da documentação. Utilizando um equipamento denominado “espelho anti-bombas”, usado para verificar se há explosivos acoplados ao assoalho dos carros, os guardas portuários iniciaram uma atividade para detecção de



(Assessoria de Comunicação – ASSECS / assecs@codesa.gov.br)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES