Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

0

GUARDA PORTUÁRIA TEM TRABALHO PARA DISCIPLINAR O TRÂNSITO NO PORTO DE SANTOS







Codesp cria resolução para eliminar congestionamentos no Porto.

Medidas devem ser rígidas com terminais que atuam no Porto de Santos.

Resolução visa acabar com os congestionamentos de caminhões.

 

A Codesp, empresa que administra o Porto de Santos, divulgou nesta terça-feira (23) que vai lançar ainda esta semana uma nova resolução para o controle de caminhões que acessam os terminais que atuam no Porto. O Conselho de Autoridade Portuária (CAP) fez uma reunião para tentar solucionar o problema dos congestionamentos na Rodovia Anchieta e Cônego Domênico Rangoni.

A previsão é de que as obras essenciais para melhorar os acessos ao Porto fiquem prontas daqui a quatro ou cinco anos. Até lá, o que pode ser feito para tentar diminuir os congestionamentos é planejar a vinda dos caminhões para o Porto. Para isso, todos devem ir para os pátios e só sair de lá na hora certa para descarregar. Durante a reunião de emergência, a Codesp prometeu endurecer com os terminais que não cumprirem essa nova determinação, que podem até ser multados.
 
PARA A ECOVIAS O PROBLEMA É O BOLSÃO DE ESTACIONAMENTO DE CAMINHÕES QUE É REALIZADO NA RETA DA ALAMOA

Representantes da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), também participaram da reunião, e alegaram que um dos problemas para o congestionamento estava em um ponto da Avenida Augusto Barata. O local, que é conhecido como Retão da Alemoa estava com um acesso fechado, atrapalhando o fluxo dos caminhões. O problema já foi resolvido.

 Segundo o Sindicato dos Operadores Portuários, apenas 30 dos 72 terminais do porto estão interligados no Sistema de Gestão de Tráfego de Caminhões (SGTC) da Codesp. Isso significa que mais da metade dos terminais ainda não faz o agendamento dos caminhões e eles vem para o porto na hora em que querem, sem nenhum planejamento.

De acordo com informações da Cosdep, durante a reunião foram apresentadas oito resoluções, como a obrigatoriedade de todos os caminhões passarem pelos pátios reguladores; os pátios reguladores devem ser rotativos; as vagas devem estar de acordo com a capacidade dos terminais portuários; todos os terminais devem se cadastrar no SGTC da Codesp; obrigatoriedade por parte dos terminais de controlarem o fluxo de caminhões em seus pátios; os terminais devem estar completamente integrados ao SGTC da Codesp em até 90 dias; os novos terminais, ainda a serem implantados, também se utilizarão dos pátios reguladores; os terminais que não se adaptarem à nova regulamentação poderão ser multados.

Histórico

Em março, o problema foi na margem esquerda do porto. Caminhões que seguiam para descarregar nos terminais que ficam em Guarujá travaram a Rodovia Cônego Domênico Rangoni. Em abril, o embarque de grãos, principalmente soja, mudou de lado. Os caminhões passaram a vir em maior número para a margem direita, do lado de Santos. Nesse momento, foi a vez da Via Anchieta travar por conta do acesso ao porto. Para tentar pelo menos diminuir o problema, a Codesp, que administra o cais santista, prometeu divulgar as novas medidas ainda esta semana.
 
Fonte: G1 - Edição Segurança Portuária em Foco
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES