Postagem em destaque

PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL REALIZA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS AGENTES DA GUARDA PORTUÁRIA

O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária A Administração do Porto de São ...

quinta-feira, 16 de maio de 2013

0

POLÍCIA CIVIL E MILITAR FISCALIZAM O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS, ENQUANTO ISTO, NOS PORTOS...



"Operação Carga Perigosa" prende mais seis motoristas na Marginal


O foco é vistoriar o transporte de produtos químicos

As polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo, por meio do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade) e Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), vem realizando operações na Marginal Tietê, em caminhões com produtos químicos e perigosos mal armazenados. A última operação "Carga Perigosa" foi realizada na quinta-feira (25/04), na cidade de São Paulo, com a prisão de seis motoristas.

Esta é a segunda operação desse tipo coordenada pelas duas polícias. A primeira, realizada em 16/04, também prendeu seis motoristas. O delegado Tocantins Luiz Coelho Júnior, responsável pela Divisão de Produtos Controlados e Registros Diversos do Decade ressalta a integração entre as polícias durante a fiscalização.

Além disso, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também participou da ação que aconteceu entre as 10 e as 14 horas de hoje. No total, 38 agentes trabalharam na vistoria de caminhões.

Resultados

O propósito da operação é proporcionar maior segurança e conforto para quem compartilha as vias expressas com caminhões que transportam produtos perigosos.

Dos veículos vistoriados, seis apresentaram irregularidades na conservação dos produtos em seu interior. Cada vistoria é detalhada e demora cerca de duas horas, já que todas as partes dos caminhões são analisadas.

Os seis motoristas foram detidos por oferecer perigo à sociedade (incolumidade pública).

Transporte de produtos especiais




O motorista responsável pelo transporte de produtos químicos e perigosos deve ter capacitação técnica para tanto, segundo o delegado. É preciso ter certificado de um curso próprio, o de Movimentação e Operação de Produtos Especiais (Mope) ou o de Movimentação e Operação de Produtos Perigosos (Mopp).

Para se matricular, é necessário ter mais de 21 anos e já estar habilitado para dirigir grandes veículos. Além disso, não pode haver registro de nenhuma infração grave ou gravíssima nem de reincidência em infrações médias durante os últimos 12 meses.

Irregularidades frequentes

Segundo a Polícia Civil, a falta de sinalização no veículo com simbologia de risco e o painel de segurança incompatível com o produto transportado são alguns dos problemas no trânsito de caminhões da cidade.

A falta de kit de emergência, de certificado de capacitação e documentos vencidos integram a lista, assim como carga mal acondicionada - caso da operação desta terça-feira.

Segurança na estrada

É importante que o caminhoneiro fique atento às condições das vias de tráfego, para evitar acidentes. Outros itens como a intensidade do trânsito e o estado de conservação dos veículos transportadores também são destacados pelo Decade, CPTran e pela CET.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES